Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/895
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: A potencialidade do Estado do Pará para a piscicultura: uma análise acerca dos recursos naturais e humanos
metadata.dc.creator: SANTANA, Bianca Vasconcellos
metadata.dc.contributor.advisor1: BRITO, Tiago Pereira
metadata.dc.contributor.advisor-co1: COSTA, Léa Carolina de Oliveira
Issue Date: 2009
Citation: SANTANA, Bianca Vasconcellos. A potencialidade do Estado do Pará para a piscicultura: uma análise acerca dos recursos naturais e humanos. Orientador: Tiago Pereira Brito. Coorientadora: Léa Carolina de Oliveira Costa. 2009. 40 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Oceanografia) – Faculdade de Oceanografia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2009. Disponível em: http://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/895. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: A aqüicultura é uma atividade em crescente expansão mundial e uma alternativa viável para suprir o mercado de pescado em detrimento à pesca sobre-explorada. O Brasil é um país de riquezas naturais incomparáveis. É detentor de uma das maiores bacias hidrográficas do mundo, a Amazônica. Com seus recursos naturais e uma crescente formação de recursos humanos, o Estado do Pará está apto a se tornar um dos maiores produtores de pescado provindos da aqüicultura, pois se situa em um ponto estratégico para a implantação dessa atividade. Apesar da grande riqueza da sua ictiofauna, ainda se nota que os consumidores da região optam por espécies não cultivadas. Os piscicultores do estado do Pará, diferentemente do resto do país, preferem produzir uma espécie nativa – o tambaqui. Esse comportamento é louvável do ponto de vista ambiental, visto que, a introdução de espécies exóticas, como a tilápia que é o peixe mais produzido no Brasil, pode provocar sérios danos ao meio ambiente. Nesse contexto se faz necessário o desenvolvimento de recursos humanos para dar suporte ao avanço da atividade no Estado. Com incentivo dos governos federal e estadual e o apoio da classe acadêmica, o panorama de formação e qualificação de profissionais ligados ao ramo vem se expandindo de maneira significativa dentro do Estado.
Abstract: The aquaculture is an activity in large expansion globally and a viable alternative to supply the market of fishery in detriment of an over explored fishing. Brazil is a country of incomparable natural resources. It detainer the biggest river basin in the world, the Amazonia. With their natural resources and an increasing of development of human resources, the Pará state is able to become one of the most productive of fishery coming from aquaculture, because it’s in a strategic location for the implantation of this activity. In spite of have one of the biggest fish population in the world, is notable that the consumers of the area prefer none cultivated species. The fishery producers of the Pará state, differently of the rest of the country, already prefer to produce a local specie, the tambaqui. This behavior is laudable of an environmental point of view, inasmuch as the introduction of exotic species, such as tilapia which is the most produced fish in Brazil, can cause serious damages to the environment. In this context, it is necessary the development of human resources to give the support to the increasing of the activity in the state. With the governmental incentives and the support of academic class, the prospect of the training and qualification of professionals connected to the activity is expanding in a significant way inside the state.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::OCEANOGRAFIA
Keywords: Aquicultura
Ictiofauna
Tambaqui - Peixe
Pará - Estado
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Faculdade de Oceanografia - FAOC/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_PotencialidadeEstadoPara.pdf766,54 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons