Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/886
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Vulnerabilidade costeira e classificação da orla de praias de Marapanim, Nordeste Paraense
metadata.dc.creator: NEGRÃO, Yago de Souza
metadata.dc.contributor.advisor1: RANIERI, Leilanhe Almeida
Issue Date: 9-Jul-2018
Citation: NEGRÃO, Yago de Souza. Vulnerabilidade costeira e classificação da orla de praias de Marapanim, Nordeste Paraense. Orientadora: Leilanhe Almeida Ranieri. 2018. 63 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Oceanografia) - Faculdade de Oceanografia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2018. Disponível em: http://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/886. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: A zona costeira é uma região de extremo dinamismo devido a atuação de diversas forçantes na linha de costa. Logo, ela está sujeita a constantes modificações decorrentes de processos de erosão e acreção costeira. Atrelado a isso, ela é extremamente valorizada para a ocupação humana, já que possui belas paisagens, porém essa forma de ocupação territorial muitas vezes acontece de forma desordenada, não levando em consideração as características da região. Localizado na região nordeste do Estado do Pará, o município de Marapanim é considerado um dos importantes polos turísticos, com suas belas praias que atraem centenas de turistas todos os anos, principalmente no trecho entre as praias de Crispim e de Santa Maria. No entanto, esse trecho vem apresentando problemas relacionados com o fenômeno da erosão costeira, o qual gera diversos danos e prejuízos para os moradores, além dos riscos que ele oferece para a população. Em conjunto a isso, boa parte das moradias que ocupam essa zona são de forma irregular e sem planejamento. Nesse sentido, o gerenciamento costeiro mostra-se uma importante ferramenta na melhoria do planejamento territorial. Assim, este trabalho tem como objetivo avaliar a vulnerabilidade costeira das praias de Crispim, Marudá e Santa Maria (Marapanim/PA) frente aos processos de erosão e, classificar suas orlas quanto à ocupação urbana. Para isso, foi realizada uma campanha de campo visando a aquisição dos dados necessários ao preenchimento de tabelas referentes à vulnerabilidade costeira e classificação da orla. A metodologia aplicada, a qual consiste em sete etapas, foi proposta por Lins-de-Barros (2005) e modificada de acordo com as características da área de estudo. O passo 1 consistiu no estudo da vulnerabilidade física à erosão, o passo 2 no estudo dos indicadores urbanos, o passo 3 na avaliação do grau de risco, o passo 4 no Grau de danos, o passo 5 no estudo dos tipos de adaptações e da percepção humana, o passo 6 na definição de áreas especiais para planejamento e, o passo 7 nas propostas de medidas e ações para o planejamento e gerenciamento costeiro. Além disso, foram gerados mapas e gráficos nos software ArcGis 10, Surfer 10 e OriginLab9, referentes às variáveis analisadas. A vulnerabilidade física variou bastante ao logo do trecho Crispim-Santa Maria, sendo que nas regiões centrais da praia de Crispim e de Marudá ela foi classificada como muito elevada devido apresentarem construções danificadas ou destruídas, de não possuir mais as estruturas naturais de proteção da linha de costa decorrente da intensa descaracterização da paisagem. Em Santa Maria a vulnerabilidade foi baixa por estar localizada mais no interior do estuário viii e possuir uma urbanização pequena. O Grau de risco também variou bastante, sendo que as classificações mais elevadas se encontram nas mesmas regiões com urbanização mais desenvolvida, já que o risco está associado à presença de ocupação urbana na linha de costa. Em relação à tipologia de orla, o litoral apesentou trechos de orlas naturais A, orla em processo de urbanização B1 e B3, e orlas urbanizadas C3 e C4. O trecho Crispim-Santa Maria possui diversas peculiaridades e devido a isso, planos de gestão da zona costeira devem ser elaborados para atender cada região em particular, de forma a promover uma ocupação ordenada e segura para os moradores.
Abstract: The coastal zone is an extreme dynamic region, due to many factors on the coast line. So, she is subject to many modifications because of the erosion processes a coastal growth. Besides, she has a great value for the human occupation because of its attractive landscape, even though in the most of times it happens in a disorder way, without taking care of the regional characteristics. Localized on the northeast region of Pará, the city of Marapanim is considered one of the most important touristic spot, with its beautiful beaches which bring hundreds of tourists every year, specially the beach of Crispim and Santa Maria. However, these stretches are presenting problems related to the coast erosion, that makes a lot of damage to the residents, and to the population. Still, a good number of residents in these places are in an irregular way and without any planning. In this sense, the coastal management shows as an important tool to make the territorial planning better. So, this work has the objective to evaluate the coastal vulnerability of the beaches of Crispim, Marudá and Santa Maria (Marapanim/PA) in face of the erosion processes, and classify their margin considering their urban occupation. For that it was realized a field campaign for the data acquisition for the tables of coastal vulnerability and stretch classification. The methodology used was proposed by Lins-de-Barros (2005) and modified according to the characteristics of the study area. The step 1 consisted on the study of the physical vulnerability to erosion, the step 2 on the study of the urban indicators, the step 3 on the risk degree, the step 4 on the damage degrees and the identified loss, the step 5 on the study of the adaptation and perception types, the step 6 on the definition of the special areas to the planning, and the 7 on the proposals of measures and actions for the planning and coastal management. Besides that, maps and graphics were made on the software’s ArcGis 10, Surfer 10 and OriginLab 9, referring to the analyzed variables. The physical vulnerability had a great variability on the margin Crispim-Santa Maria, being that on the central regions of the beach of Crispim and Marudá, she was classified as very high due to show many damaged or destroyed constructions, and without showing natural structures of protection of the coast line, because of the constant loss of the natural landscape characterization. On Santa Maria the vulnerability was low, due to its localization inside the estuary and a low urbanization. The risk degree had a great variability, also, being that the higher classifications were on the same regions with developed urbanization, as the risk is associated with the presence of the urban occupation on the coast line. About the x typology of the stretch, the coast showed some natural stretch A, stretch in process of urbanization B1 and B3, and urbanized stretch C3 and C4. The stretch Crispim-Santa Marina has some peculiar diversities and, due to this, management plans should be developed to suit each region to promote orderly and safe occupation for the residents.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::OCEANOGRAFIA
Keywords: Zona costeira amazônica
Erosão de praias
Gerenciamento costeiro
Marapanim - PA
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Faculdade de Oceanografia - FAOC/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_VulnerabilidadeCosteiraClassificacao.pdf2,81 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.