Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/869
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Mapeamento e detecção de mudanças nas áreas de manguezal no Nordeste do Pará a partir da classificação orientada a objetos em imagens TM Landsat-5
metadata.dc.creator: AKEL, Adalberto Rabelo
metadata.dc.contributor.advisor1: SOUZA FILHO, Pedro Walfir Martins e
Issue Date: 1-Feb-2010
Citation: AKEL, Adalberto Rabelo. Mapeamento e detecção de mudanças nas áreas de manguezal no Nordeste do Pará a partir da classificação orientada a objetos em imagens TM Landsat-5. Orientador: Pedro Walfir Martins e Souza. 2010. 30 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Oceanografia) – Faculdade de Oceanografia, Instituto de Geociêcias, Universidade Federal do Pará, Belém, 2010. Disponível em: http://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/869. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Estuários são lugares de transição entre o continente e os oceanos, onde os rios encontram com o mar, resultando na diluição da água salgada. Neste ambiente a que, estabelece o desenvolvimento de uma vegetação típica da região tropical conhecida como manguezal. Este ecossistema é uma boa indicação em relação às mudanças costeiras, podendo ser utilizado como parâmetro para avaliar as mudanças de nível do mar, dado que a linha de costa sofre com os processos de acresção e erosão. As modificações costeiras decorrentes destes processos podem ser detectados por dados de satélites através de séries temporais em diversas escalas, fazendo dos manguezais um excelente bio-indicador para detecção das mudanças costeiras. Neste trabalho foram processadas digitalmente imagens TM Landsat-5 dos anos 1984 e 2008. As técnicas de processamento incluíram a correção atmosférica, ortorretificação, calibração, segmentação e classificação orientada a objetos. Como resultados foram mapeados as classes massa d’água, solo exposto, planalto costeiro, planície e cordões arenosos e manguezais. A série temporal constatou que houve aumento de 10 % da vegetação de manguezal, para o interior do continente, devido, a salinização mais acentuada próximo ao litoral tendo com uma das razões a elevação de nível do mar que pode ser decorrente das mudanças climáticas ou da (neo) tectônica global.
Abstract: Estuaries are transitional places between the continent and the oceans, where the river meets the sea, resulting in dilution of seawater. In this environment, is established the development of a typical tropical vegetation known as mangroves. This ecosystem is a good indication in relation to coastal changes, which can be used as a parameter to assess changes in sea level, since the coastline is under processes of accretion and erosion. The coastal changes resulting from these processes are detected by satellite data in time series in different time scales, making a mangrove excellent bio-indicator for the detection of coastal changes. The images used in this work was digitally processed Landsat TM-5 of the years 1984 and 2008. Processing techniques included atmospheric correction, orthorectification, calibration, segmentation and classification of object-oriented. As results were mapped classes as water mass, exposed soil, upland coastal plain, sand bars and mangroves. The series found that there was an increase of 10% of the mangrove vegetation continentalward, due to stronger salinity near the coast and with one of the reasons for the rise of sea level that may result from climate change or ( neo) tectonic global.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::OCEANOGRAFIA
Keywords: Estuários
Manguezais
Sensoriamento remoto
Mudanças costeiras
Pará - Estado
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Faculdade de Oceanografia - FAOC/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_MapeamentoDeteccaoMudancas.pdf2,27 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons