Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/852
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Conectividade estuarina amazônica: um estudo de caso entre os rios Mojuim e Mocajuba
metadata.dc.creator: CORRÊA, Artur Willen Ramos
metadata.dc.contributor.advisor1: ROLLNIC, Marcelo
metadata.dc.contributor.advisor-co1: SILVA, Iranilson Oliveira
Issue Date: 29-Jan-2018
Citation: CORRÊA, Artur Willen Ramos. Conectividade estuarina amazônica: um estudo de caso entre os rios Mojuim e Mocajuba. Orientador: Marcelo Rollnic. Coorientador: Iranilson Oliveira Silva. 2018. 75 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Oceanografia) - Faculdade de Oceanografia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2018. Disponível em: http://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/852. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Este estudo realizou a coleta de dados oceanográficos em um canal de maré que conecta os estuários dos rios Mojuim e Mocajuba, à leste da zona costeira amazônica, afim de descrever a conectividade desta região. Realizou-se campanhas de campo sazonais (março/chuvoso e novembro/seco) em marés de sizígias, coletando-se dados concomitantemente em duas estações fixas no canal. A Estação 1 (E1, -0.770017°-48.000550°) foi instalada na conexão com o rio Mojuim e a Estação 2 (E2, -0.779450°-47.958600°) na conexão com o rio Mocajuba. Utilizaram-se sensores de pressão e condutividade do tipo CTD (Conductive, Temperature, Depht), medidores multiparâmetros para as propriedades físico-químicas da água (temperatura, pH, oxigênio dissolvido, saturação do oxigênio, sólidos totais dissolvidos, turbidez e salinidade) e coletas de água em superfície e fundo para o material particulado em suspensão (MPS) quantificado pelo método gravimétrico. A hidrodinâmica foi descrita utilizando-se um ADCP (Acoustic Doppler Current Profiler) no interior do canal e um correntômetro nas duas estações de coleta. Com o CTD na E1, verificou-se uma salinidade de 0,8 a 11,3 e altura máxima da maré de 3,86 m no período chuvoso. No período seco houve alturas máximas da maré na E1 de 5,06 m e na E2 de 4,82 m, com o tempo de vazante superior à enchente e o efeito a maré iniciando na E2. A salinidade na E1 oscilou em função da maré de 22 a 30,8 e na E2 houve um máximo de 30,9 na enchente e que decresce rapidamente na estofa de baixa-mar com mínimo de 26,9. Em ambas as estações, a direção predominante da corrente durante a enchente é adentrando ao canal de maré que na vazante inverte sua direção no sentido de saída do canal. Entretanto, no interior do canal de maré principal existe um canal secundário que contribui significativamente na drenagem e na hidrodinâmica do sistema. A profundidade não regulou mudanças significativas nas propriedades físico-químicas analisadas, sendo a sazonalidade o fator principal neste processo. No período chuvoso, as maiores concentrações de MPS foram na enchente com médias de 593,77 mg/L na E1 e de 515,69 mg/L na E2. Entretanto, no período seco as maiores concentrações foram na vazante com médias de 170,91 mg/L na E1 e 87,11 mg/L na E2. Ao analisar o pH e a salinidade, observa-se uma forçante fluvial principalmente no rio Mojuim, enquanto que no rio Mocajuba houve predominantemente uma influência marinha, refletindo na conectividade entre eles. A salinidade é uma propriedade fundamental ao analisar a conectividade entre estuários tendo em vista que, possivelmente, águas menos salinas do rio Mojuim, aportam no rio Mocajuba na vazante por meio do canal de maré.
Abstract: This study carried out the collection of oceanographic data in a tidal channel that connects the estuaries of the Mojuim and Mocajuba rivers, to the east of the Amazonian coastal zone, to describe the connectivity of this region. Seasonal field campaigns (March/rainy and November/dry) were carried out in spring tide, collecting data simultaneously in two stations at the tidal channel. The Station 1 (E1, -0.770017 ° -48.000550 °) was installed in the connection with the Mojuim River and the Station 2 (E2, -0.779450 ° -47.958600 °) in the connection with Mocajuba River. CTD (Conductive, Temperature, Depht) pressure and conductivity sensors and multiparameter probes were used to measure physicochemical properties of water (temperature, pH, dissolved oxygen, oxygen saturation, total dissolved solids, turbidity and salinity) and surface and bottom water was collected for suspended solid concentration (SSC), quantified by the gravimetric method. The hydrodynamics was described using an ADCP (Acoustic Doppler Current Profiler) within the channel and a current meter at both stations. CTD data in E1 revealed salinity ranging from 0.8 to 11.3 and maximum tidal height of 3.86 m in the rainy period. In the dry period, there were maximum tidal heights at E1 of 5.06 m and at E2 of 4.82 m, with ebb phase duration higher than the flood tide and the tidal effect starting at E2. The salinity in E1 oscillated as a function of tide from 22 to 30.8 and at E2, there was a maximum of 30.9 in the flood, which decreases rapidly in the low tide with a minimum of 26.9. In both stations, predominant direction of the current during the flood enters the tidal channel reversing its direction in the ebb to exit the channel. However, within the main tidal channel there is a secondary channel that contributes significantly to the drainage and hidrodinamic of the system. The depth did not regulate significant changes in the physicochemical properties analyzed, seasonality being the main factor in this process. In the rainy period, the highest concentrations of SSC occurred in the flood with averages of 593.77 mg / L at E1 and 515.69 mg / L at E2. However, in the dry period, the highest concentrations occurred in the ebb with averages of 170.91 mg / L at E1 and 87.11 mg / L at E2. When analyzing the pH and the salinity, a fluvial forcing is observed mainly in the estuary of the Mojuim river while in the estuary of Mocajuba river, there was predominantly a marine influence and this aspect reflects in the connectivity between them. The Salinity is a fundamental property when analyzing the connectivity between estuaries considering that, possibly, less saline waters of the Mojuim River contribute in Mocajuba River mainly in the ebb through the channel studied.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::OCEANOGRAFIA
Keywords: Hidrologia
Estuários
Rio Mojuim - PA
Rio Mocajuba - PA
Amazônia Brasileira
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Faculdade de Oceanografia - FAOC/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_ConectividadeEstuarinaAmazonica.pdf3,71 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.