Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/785
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Enxergar a dança, descortinar o corpo: caminhos para a prática da dança com o corpo (d)eficiente visual
metadata.dc.creator: FEIO, Thalita Aires dos Santos
metadata.dc.contributor.advisor1: GOMES, Érika Silva
Issue Date: 25-Jun-2014
Citation: FEIO, Thalita Aires dos Santos. Enxergar a dança, descortinar o corpo: caminhos para a prática da dança com o corpo (d)eficiente visual. Orientadora: Érika Silva Gomes. 2014. 74 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Dança) – Escola de Teatro e Dança, Instituto de Ciências da Arte, Universidade Federal do Pará, Belém, 2014. Disponível em: http://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/785. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Instigada pela busca do entendimento da educação de pessoas cegas na dança, proponho como objetivo geral desta pesquisa a investigação de possíveis caminhos para se iniciar a prática do ensino da dança para alunos com deficiência visual. A metodologia de pesquisa é baseada na Fenomenologia, relativa ao estudo da percepção com fundamentação nos estudos de Maurice Merleau-Ponty (2006). A pesquisa é de caráter qualitativo documental, pois realizo estudos bibliográficos sobre ações educativas de autores que já trabalham com os estudos de dança e pessoas cegas ou com outras deficiências: Fátima Daltro (2005), Saulo Silveira (2009), Marina Mota (2013), Clotildes Cazé e Adriana Oliveira (2008), Jennifer Nascimento (2013), dentre outros. Estes teóricos buscam compreender através de pesquisas como se dá a inserção das pessoas com deficiência na dança e suas possibilidades de aprendizado e criação. Para o estudo do corpo através de metodologias de ensino com caráter holístico, lanço mão dos teóricos: Moshe Feldenkrais (1977), Dianne Woodruff (1999), Enamar Ramos (2007), Klauss Vianna (2005) e Jussara Miller (2012). Sobre o entendimento da deficiência visual, uso os escritos de: João Vicente Ganzarolli de Oliveira (2002), José Espínola Veiga (1983), Rute Tolocka, Rozangela Verlengia e colabs (2006). Os teóricos de metodologia de pesquisa são: Antônio Carlos Gil (1989), Eva Lakatos e Marina Marconi (2005). Outro mecanismo de coleta de dados desta pesquisa foi a entrevista estruturada aberta, realizada com a professora/diretora Marina Alves Mota e uma de suas bailarinas do grupo de dança Passos Para a Luz de Belém do Pará. Procuro pesquisar as influências exercidas pela dança no aspecto da percepção da bailarina sobre si própria, o ambiente e outros corpos, e como esta influência reverbera na construção da autonomia da pessoa que não vê, mas enxerga através de outras lentes. Os resultados desta pesquisa são surpreendentes no que se diz a respeito as possibilidades de aprendizagem das pessoa com deficiência visual na dança e de como esta pode exercer mudanças significativas na vida desses indivíduos.
Abstract: Instigated the search for understanding of blind people in dance education, I propose as a general objective of this research to investigate possible ways to start the practice of dance education for students with visual impairment. The research methodology is based on the phenomenology related to the study of perception and reasoning in Maurice Merleau-Ponty’s studies (2006).The documentary research is qualitative, because I realized bibliographic studies on educational activities of authors who have worked with the research of dance and blind people with other disabilities: Fatima Daltro (2005), Saulo Silveira (2009), Marina Mota (2013), Clotildes Cazé and Adriana Oliveira (2008), Jennifer Nascimento (2013), among others. These theorists wants to understand through research how is the integration of people with disabilities in dance and the possibilities for learning and creation. To study the body through teaching methodologies with holistic character, I used theoretical as: Moshe Feldenkrais (1997), Dianne Woodruff (1999), Enamar Ramos (2007), Klauss Vianna (2005), Jussara Miller (2012). On the understanding of visual impairment, I used the writings of: John Ganzarolli Vicente de Oliveira (2002), José Veiga Espinola (1983), Ruth Tolocka, Rozangela Verlengia and colabs (2006). Theoretical methodology’s research are: Antonio Carlos Gil (1989), Eva Lakatos and Marina Marconi (2005). Another mechanism of data collection for this study was an open structured interview conducted with the teacher / director Marina Alves Mota and one of her dancers of Passos Para Luz’s dance group from Belém do Pará. Seeking researching the influences exerted by the dance about ballerina’s perception of itself, the environment and other bodies, and how this influence reverberates in building the autonomy of the person who does not see, but sees through other lenses. These results are surprising about the possibilities of learning visually impaired person in the dance and how it can exert significant changes in the lives of these individuals.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::ARTES::DANCA
Keywords: Dança - Estudo e ensino
Deficientes visuais
Educação inclusiva
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Curso de Dança - ETDUFPA/ICA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_EnxergarDancaDescortinar.pdf539,87 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons