Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/713
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Formação de professores da UFPA-Castanhal que atuam ou atuaram com graduandos com deficiência visual
metadata.dc.creator: JESUS, Cleiciane de Fatima Sousa de
metadata.dc.contributor.advisor1: LOPES, Raphaella Duarte Cavalcante
Issue Date: 5-Sep-2017
Citation: JESUS, Cleiciane de Fatima Sousa de. Formação de professores da UFPA-Castanhal que atuam ou atuaram com graduandos com deficiência visual. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Pedagogia) -- Campus Universitário de Castanhal, Universidade Federal do Pará, Castanhal, 2017. Disponível em: http://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/713. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Este estudo tem como objetivo geral caracterizar a formação de professores da UFPA-Castanhal que atuaram com aluno com Deficiência Visual. O mesmo apresenta uma abordagem quanti-qualitativa, utilizando como técnica de pesquisa o questionário, composto por 34 perguntas, distribuídas em seis categorias. Participaram desta pesquisa 14 docentes, sendo sete da Faculdade de Letras e sete da Faculdade de Pedagogia, que declararam ter atuado com aluno com deficiência visual. Destes, cinco (36%) do sexo feminino, e 9 (64%) do sexo masculino. Com idade média de 45,6 anos, com variação de 29 a 58. Os docentes possuíam, em média, 20,5 anos de tempo de docência. Quanto a atuação na UFPA, 11 (79%) são efetivos com média de 24 anos de atuação, e três (21%) são substitutos ou temporários com média de 12 anos de docência. Com relação a titulação desses professores, na Letras seis (71%) são doutores e dois (29%) são mestres, na Pedagogia quatro (57%) doutores, dois (29%) mestres e um (14%) especialista. Os resultados evidenciaram que 13 (93%) dos docentes foram informados que atuariam com aluno com deficiência visual. Metade dos professores, sete (50%), declararam que possuem pouco conhecimento sobre a inclusão de alunos público da Educação Especial. Dos 14 docentes, três (21%) ressaltaram que possuíam curso na área da Educação Especial, sendo que todos que afirmaram ter realizado cursos são professores da Pedagogia, os cursos foram ofertados pela UEPA, UFPA, SEMED, SEMEC e UFPA, e 11 (79%) declararam que não realizaram curso na área. Dos participantes, oito (57%) dos professores afirmaram que realizaram alguma outra atividade na área da Educação Especial, destes sete (50%) são docentes de Pedagogia. Quando questionados se costumam buscar informação na área da EE, nove (64%) apontaram que costumam buscar informações, principalmente em sites. Todos os docentes assinalaram desejar formação na área da Educação Especial, tendo com preferencial na Letras a forma de oficina, e na Pedagogia roda de conversa e minicurso, as duas Faculdades afirmaram que essas formações deveriam ocorrer presencialmente, no turno da tarde, e, quanto ao dia da semana, quatro (57%) dos docentes de Letras afirmaram que poderia ocorrer em qualquer dia da semana, e na Pedagogia a mesma quantidade optou pela quarta-feira. Portanto, os dados apontam a necessidade de formação na área da EE para ambas as Faculdades, e que diante desta carência, os professores percebem a necessidade de participarem de formações nesta área.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
Keywords: Educação especial
Ensino superior
Professores - Formação
Universidade Federal do Pará. Campus Universitário de Castanhal
Estudantes deficientes visuais
Alunos deficientes visuais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Faculdade de Pedagogia - FAPED/CCAST

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_FormacaoProfessoresUfpa.pdf1,97 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons