Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/514
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Avaliação psicofísica da sensibilidade visual temporal de pacientes em terapia com antimaláricos
metadata.dc.creator: COSTA, Saulo Watanabe
metadata.dc.contributor.advisor1: RODRIGUES, Anderson Raiol
Issue Date: 2017
Citation: COSTA, Saulo Watanabe. Avaliação psicofísica da sensibilidade visual temporal de pacientes em terapia com antimaláricos. Orientador: Anderson Raiol Rodrigues. 2017. 53 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Faculdade de Medicina, Instituto de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Pará, Belém, 2017. Disponível em: <http://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/514>. Acesso em:
metadata.dc.description.resumo: O objetivo principal deste trabalho foi avaliar psicofisicamente a sensibilidade visual temporal de pacientes em terapia com antimaláricos por meio da comparação de um grupo controle e um grupo de pacientes em terapia com cloroquina e hidroxicloroquina. Trata-se de um estudo observacional-analítico, do tipo transversal controlado. Foram realizados testes com 26sujeitos controles e 14 pacientes tratados com antimaláricos. Os testes basearam-se em dois estímulos (um estímulo de referência e outro estímulo teste) que foram apresentados simultaneamente. A estimulação de referência foi composta por um estímulo circular central e por um estímulo anular periférico, ambos espacialmente homogêneos. A luminância de ambos os estímulos central e periférico foi senoidalmente modulada em frequência temporal de 3 Hz. As medidas da oscilação temporal, percebida no centro do estímulo de referência, foram repetidas em 2 diferenças de fase (0° e 180°) de modulação empregadas entre os estímulos central e periférico de referência. O centro e a periferia do estímulo de referência puderam ser apresentados em condições monóptica e dicóptica, avaliando a resposta do componente cortical e subcortical dessas interações. O contraste do estímulo teste foi ajustado pelo sujeito testado até a percepção da oscilação temporal no estímulo teste e no estímulo central de referência ser considerada como iguais pelo sujeito. Os dados foram analisados no programa de análise estatística R 3.3.2., sendo organizados em média e desvio padrão. Os resultados revelaram que a utilização de métodos psicofísicos foi eficiente enquanto quantificador não invasivo dos mecanismos da neurofisiologia visual. Os componentes monóptico e dicóptico expuseram similaridade das respostas corticais e subcorticais ao estímulo. A capacidade de percepção de contraste em configuração de contrafase (180°) foi mais evidente na maioria dos indivíduos submetidos ao teste. A média de percepção de contraste do grupo de pacientes se comportou sempre superior à média do grupo controle, predizendo uma possível retinopatia medicamentosa precoce.
Abstract: The main objective of this study was to evaluate the temporal visual sensitivity of patients on antimalarial therapy by comparing a control group and a group of patients on therapy with chloroquine and hydroxychloroquine. It is an observational-analytical, controlled cross-sectional study. Tests were performed with 26 control subjects and 14 patients on antimalarial therapy. The tests were based on two stimuli (one reference stimulus and another test stimulus) that were presented simultaneously. The reference stimulation was composed of a central circular stimulus and a peripheral annular stimulus, both spatially homogeneous. The luminance of both the central and peripheral stimuli was sinusoidal modulated at a 3 Hz time frequency. The temporal oscillation measurements, noticed at the center of the reference stimulus, were repeated in 2 different phases (0 ° and 180 °) of modulation shown between central and peripheral reference stimuli. The center and periphery of the reference stimulus could be presented under monoptic and dichoptic conditions, evaluating the cortical and subcortical component response of these interactions. The tested person adjusted the contrast of the test stimulus until both the perception of temporal oscillation in the test stimulus and the central reference stimulus were considered as equal by the person. The data were analyzed in the statistical analysis program R 3.3.2., and has been organized in mean and standard deviation. The results revealed that the use of psychophysical methods was efficient as a noninvasive quantifier of the mechanisms of visual neurophysiology. The monoptic and dichoptic components exposed similar cortical and subcortical responses to the stimulus. The ability of contrast perception in the counter-phase (180 °) configuration was most evident in the majority of the people submitted to the test. The average values of contrast perception in the group of patients was always established in higher values if compared to the control group, predicting possible early drug retinopathy.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Keywords: Psicofísica
Antimaláricos
Retina
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Faculdade de Medicina - FAMED/ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_AvaliacaoPsicofisicaSensibilidade.pdf1,56 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons