Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/456
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Contradições nas práticas pedagógicas de professores das classes multisseriadas no distrito João Batista II e as implicações do desenvolvimento de crianças do primeiro ciclo do ensino fundamental
metadata.dc.creator: RODRIGUES, Maria Nayara de Souza
metadata.dc.contributor.advisor1: ANJOS, Francisco Valdinei dos Santos
Issue Date: 2017
Citation: RODRIGUES, Maria Nayara de Souza. Contradições nas práticas pedagógicas de professores das classes multisseriadas no distrito João Batista II e as implicações do desenvolvimento de crianças do primeiro ciclo do ensino fundamental. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Pedagogia) -- Campus Universitário de Castanhal, Universidade Federal do Pará, Castanhal, 2017. Disponível em: http://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/456. Acesso em:
metadata.dc.description.resumo: Os estudos sobre a escola multisseriada geralmente se posicionam contra ou a favor dessa forma de organização do trabalho pedagógico, contra, devido a inúmeros fatores que dificultam o trabalho docente como: falta de estrutura, recursos e as múltiplas funções exercida pelo professor do campo. A favor, pois, é neste contexto amazônico, marcado por territórios rurais complexos, onde as distâncias são enormes, as comunidades são pequenas e os recursos são escassos, a multissérie tem algo a oferecer. Segundo Fábio Santos (2010), nas escolas multisseriadas ”nascem pistas para pensar alternativas curriculares que considerem a diferença como possibilidade de aprendizagem. Dessa forma, o presente estudo objetivou investigar de que forma os professores das classes multisseriadas desenvolvem sua pratica pedagógica, e quais as implicações dessa prática como desafios e possibilidades de desenvolvimento das crianças do primeiro ciclo do Ensino Fundamental. Para tanto, trilhou-se os caminhos de uma pesquisa qualitativa com dados empíricos construídos a partir de entrevistas com duais professoras que atuam no regime multisseriado sendo que, uma educadora moradora da comunidade, lócus da pesquisa e a outra residente na cidade. Ficou evidente que as práticas pedagógicas estão vinculadas a educação como um processo histórico e social onde ensinar deixou de ser apenas uma transferência de saberes, ou seja, uma educação bancária, e passou a ser, conforme enfatiza Freire (1996) uma forma de “criar possibilidades para a sua produção e a sua construção”. Ou seja, um saber pedagógico que transpasse a tradição pedagógica. Ainda assim, algumas contradições advindas das práticas das professoras se revelam como parte de um processo onde o contexto sociocultural ora é tomado como referência, ora é negligenciado na concretização dessa prática. De modo, os limites se apresentam muito mais em relação as condições de trabalho, a ausência de um debate mais aprofundado na formação inicial e saída da sala de aula para fazer formação inicial ou continuada, no deslocamento dos alunos para que cheguem na escola. Quanto as possibilidades, o ponto fulcral revelado na pesquisa é de que existe um processo colaborativo entre os alunos nas salas multisseriadas, resultante tanto das diferenças de faixa etária quanto do nível de desenvolvimento, o que significa acreditar nesse modelo como meio de garantir o direito de acesso e permanência na educação e o pleno desenvolvimento das crianças.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
Keywords: Prática de ensino
Ensino fundamental
Crianças - Desenvolvimento
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Faculdade de Pedagogia - FAPED/CCAST

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_ContradicoesPraticasPedagogicas.pdf554,35 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons