Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/448
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Comparação de diferentes modelos de periodização no treinamento de força sobre a força muscular durante 12 semanas
metadata.dc.creator: CARVALHO, Eder Rodrigues
metadata.dc.contributor.advisor1: FARIAS, Déborah de Araújo
metadata.dc.contributor.advisor-co1: OLIVEIRA, Euzébio de
Issue Date: 2018
Citation: CARVALHO, Eder Rodrigues. Comparação de diferentes modelos de periodização no treinamento de força sobre a força muscular durante 12 semanas. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Educação Física) -- Campus Universitário de Castanhal, Universidade Federal do Pará, Castanhal, 2018. Disponível em: http://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/448. Acesso em:
metadata.dc.description.resumo: O treinamento de força (TF) é reconhecido como um modo de exercício importante para alcançar objetivos de aptidão e saúde, permite também desenvolver as manifestações da força, porém, sua estruturação depende da manipulação de variáveis metodológicas. Essa manipulação das variáveis metodológicas para o programa de treinamento de força ao longo do tempo é chamada de planejamento em longo prazo ou simplesmente periodização, podendo esta ser linear, ondulatória diária, semanal, reversa, em bloco ou flexível, sendo assim, o objetivo do estudo foi comparar os efeitos dos modelos de periodização linear e ondulatória diária do treinamento de força sobre a força muscular em adultos saudáveis durante 12 semanas. O estudo foi um ensaio clínico randomizado não cego. A amostra foi composta por 17 sujeitos de ambos os sexos. Os participantes da coleta foram divididos em dois grupos, sendo: grupo periodização linear (PL) e grupo periodização ondulatória diária (POD). Os sujeitos realizaram o protocolo do teste de 10RM nos exercícios de supino reto e leg press 45º, com 48 horas de intervalo entre teste e reteste. Após o intervalo de 48 a 72 horas do reteste de 10RM foi dado início às sessões de treinamento. As análises descritivas dos dados foram apresentadas em média e desvio padrão. Utilizou-se o Shapiro-Wilk test para pressupostos de normalidade, Teste de Friedman, para dados não paramétricos e Teste de Wilcoxon para amostras independentes. O valor alpha utilizado para todos os testes foi de p < 0,05. Os resultados demonstraram que ambos os modelos de periodização conduziram a um aumento significativo na força muscular nos testes de 10RM nos exercícios de supino reto e leg press 45º (PL: 36,43%, POD: 29,98%; PL: 48,87%, POD: 41,19%, respectivamente) após as 12 semanas de treinamento, porém, não houve diferença significativa entre os grupos. A presente pesquisa sugere que para o aumento de força muscular de membros superiores e inferiores em indivíduos adultos saudáveis destreinados, ambas as periodizações mostram ser modelos eficazes.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Keywords: Treinamento com pesos
Exercícios físicos
Periodização do treinamento físico
Aptidão física
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Faculdade de Educação Física - FAEF/CCAST

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_ComparacaoDiferentesModelos.pdf225,75 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons