Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/427
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Associação entre variação de glicemia e resposta ao tratamento em pacientes com câncer colorretal estádios III E IV
metadata.dc.creator: SARRAF, Jonathan Souza
metadata.dc.contributor.advisor1: CARVALHO, Luis Eduardo Werneck de
metadata.dc.contributor.advisor-co1: MELLO, Vanessa Jóia de
Issue Date: 2017
Citation: SARRAF, Jonathan Souza. Associação entre variação de glicemia e resposta ao tratamento em pacientes com câncer colorretal estádios III E IV. Orientador: Luis Eduardo Werneck de Carvalho. 2017. 42 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Faculdade de Medicina, Instituto de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Pará, Belém, 2017. Disponível em: <http://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/427>. Acesso em:
metadata.dc.description.resumo: Os altos níveis de glicemia são comumente associados a um mau prognóstico clínico em muitas doenças, incluindo o câncer colorretal (CCR). No entanto, desconhece-se o impacto real da variação de glicemia (VG) no tratamento e prognóstico de pacientes com CRC. Devido à carência desta informação, este estudo teve como objetivo correlacionar VG e resposta ao tratamento no CCR avançado. Foram triados 38 indivíduos com CRC, estágio III e IV, porém apenas 19 foram selecionados. Somente os que tiveram dois exames de tomografia computadorizada consecutiva e pelo menos 1 exame de glicemia entre as Tomografias. A idade média dos 19 indivíduos analisados foi de 58,6 anos (dp = 18,26; CI 95% 50,9 - 71,0). A maioria dos pacientes eram homens (59%), com mutação KRAS (63,2%), sem metástase (71%) e no estágio clínico III (73,3%). Não foi encontrado valor estatisticamente significante (p = 0,126) entre VG e resposta ao tratamento em pacientes CRC avançados. Esses achados não podem indicar uma associação direta entre VG e resposta ao tratamento em pacientes CRC avançados, mas abrem espaço para avaliar novos métodos de manipulação de variações de glicose, na tentativa de obter uma melhor compreensão sobre como a glicose pode influenciar o prognóstico do CRC.
Abstract: Serum glucose high levels are commonly associated a bad clinical prognosis in many diseases, including colorectal cancer (CRC) However, it is unknown the real impact of glucose variation (GV) on the treatment and prognosis of CRC patients. Through the absence of information, this study aimed correlate GV and treatment response in advanced CRC. 38 CRC people stage III and IV first compound this study, which were selected only who has two consecutive computed-tomography scan and more one SG among on the CT-Scans, remaining 19 people. The mean age of 19 analyzed subjects was 58.6 years sd=18.26; CI 95% 50.9 – 71.0). Most of the patients were men (59%), with Wilt-Type KRAS mutation (63,2%), without metastasis (71%) and in clinical stage III (73,3%). No statistically significant value was found (p=0.126) between GV and treatment response in advanced CRC patients. These findings cannot indicate a direct association between GV and treatment response in advanced CRC patient, but opens space for evaluate new methods of handling glucose variations, in attempt to get a better understanding about how the glucose may influence the CRC prognosis.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Keywords: Câncer colorretal
Variação de glicemia
Resposta ao tratamento
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Faculdade de Medicina - FAMED/ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_AssociacaoVariacaoGlicemia.pdf581,92 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons