Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/414
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Prevalência de fatores de risco para síndrome de apneia do sono em um Hospital Universitário na cidade de Belém, Pará
metadata.dc.creator: RODRIGUES, Jonix Cardoso
COSTA, Márcio Veiga
metadata.dc.contributor.advisor1: BADARANE, Erika Baptista Luiz
metadata.dc.contributor.advisor-co1: LOBATO, Murillo Freire
Issue Date: 2014
Citation: RODRIGUES, Jonix Cardoso; COSTA, Márcio Veiga. Prevalência de fatores de risco para síndrome de apneia do sono em um Hospital Universitário na cidade de Belém, Pará. 2014. 48 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Faculdade de Medicina, Instituto de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Pará, Belém, 2014. Disponível em: <http://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/414>. Acesso em:
metadata.dc.description.resumo: A Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) é um problema de saúde pública, devido sua alta prevalência. Mas, apesar da elevada frequência e gravidade desta condição, há uma importante parcela de pessoas com SAOS que permanecem sem diagnóstico. Considerando este fato, o objetivo do trabalho é identificar a prevalência dos fatores de risco para Apneia Obstrutiva do Sono em uma população do estado do Pará. Casuística e Métodos: Estudo Transversal com casuística de 400 pacientes (através de questionários) acima de 10 anos nos ambulatórios de Otorrinolaringologia e Oftalmologia do Hospital Universitário Bettina Ferro de Souza, em Belém, Pará, no período de agosto a setembro de 2013. A análise estatística foi processada com o auxílio do programa Minitab Versão 14, utilizando-se o método regressão logística e considerados valores estatisticamente significativo de p < 0,05. Posteriormente, realizou-se a regressão logística múltipla, para determinar o impacto independente de cada variável no desenvolvimento da apneia do sono, e co-assoaciado ao odds ratios, com intervalos de confiança de 95%. Resultados: 56% dos questionários respondidos foram com o gênero feminino. A idade variou entre 12 - 82 anos e a idade média foi de 38,37 ± 14,9. Houve predomínio de 67% dos entrevistados na faixa etária de 20-50; 65% admitiram roncar; 54 (13,5%) informaram serem hipertensos, sendo que 45 apresentaram um alto risco para SAOS (IC95%: 50,99-6737,19; P: 0,000; OR: 586,13); 136 (34%) dos entrevistados afirmaram sonolência excessiva, e, destes, 78 encontravam-se com alto risco para SAOS, o que deve ser investigada, com valor estatístico significativo (IC95%: 1,13-4,73; P< 0,022; OR: 2,31); Na amostra geral, 38,5% apresentaram risco alto para SAOS . Conclusão: A associação causal entre síndrome da apneia do sono e faixa etária, principalmente após os 50 anos de idade, demonstrou a convergência para uma forte ligação, conforme dados da literatura; assim como o vínculo entre gênero, índice de massa corpórea (IMC), Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS), ronco, tabagismo, grau de sonolência, parada respiratória e circunferência do pescoço.
Abstract: The Syndrome Obstructive Sleep Apnea (SOAHS) is considered a public health problem because of its high index of prevalence proportion. Despite of the SOAHS’ frequency and severity; most of the patients don’t have a precise diagnostic. Whereas the main goal of this paper is identifying the prevalence of physical disorders linked to obstructive sleep apnea in the State of Pará, Brazil. Method: During 2013, over 400 questionnaires were applied to over- 10-year-patients from the Otolaryngology and Ophthalmology clinics (Bettina Ferro de Souza Hospital, Belém- Capital of Pará). The statistic evaluation was supported by Minitab Program, Version 14, considering the logistic regression method and values of p <0.05. Subsequently, a multiple logistic regression was applied to determine the impact of each variable in the development of sleep apnea, and correlate them to the odds ratios; trust intervals of 95%. Results: 56% of questionnaires were with females patients, from 12-82 years (the mean age was 38.37 ± 14.9). The 67% of contestants aged 20-50; 65% admitted snoring; 54 (13.5%) reported they were hypertensive, and 45 indicated a high risk for SOAHS (95% CI: 50.99 to 6737.19, P < 0.000, OR: 586.13); 136 (34%) reported excessive sleepiness, from this amount, 78 presented a high risk for SOAHS, what should be investigated, with significant statistical level (95% CI: 1.13 to 4.73, P < 0.022 and OR: 2.31); high SOAHS’ Risk corresponded to 38.5 % in average. Conclusion: The causal association between sleep apnea syndrome and age, especially after 50s, demonstrated a strong convergence, according to the public data reference. Besides, there is a link between gender, body mass index (BMI), blood Pressure (HBP), snoring, smoking, degree of somnolence, respiratory obstruction and neck circumference.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Keywords: Síndrome da apneia obstrutiva do sono (SAOS)
Apneia obstrutiva do sono
Índice de massa corpórea
Hipertensão arterial sistêmica
Ronco e sonolência excessiva
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Faculdade de Medicina - FAMED/ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_PrevalenciaFatoresRisco.pdf2,28 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons