Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/4000
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Efeito de um protocolo domiciliar de fisioterapia pélvica em mulheres com vulvodínia: uma série de casos
Other Titles: Effect of a household pelvic physiotherapy protocol in women with vulvodynia: a case series
metadata.dc.creator: SOUSA, Ana Beatríz Coutinho
metadata.dc.contributor.advisor1: RODRIGUES, Cibele Nazaré Câmara
metadata.dc.contributor.advisor-co1: NUNES, Erica Feio Carneiro
metadata.dc.contributor.advisor-co1ORCID: https://orcid.org/ 0000-0002-1274-4686
Issue Date: 10-Dec-2021
Citation: SOUSA, Ana Beatríz Coutinho. Efeito de um protocolo domiciliar de fisioterapia pélvica em mulheres com vulvodínia: uma série de casos. Orientadora: Cibele Nazaré Câmara Rodrigues. 2021. 15 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Fisioterapia) - Faculdade de Fisioterapia, Instituto de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Pará, Belém, 2021. Disponível em:https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/4000. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: INTRODUÇÃO: A Vulvodínia é definida como “dor vulvar, com pelo menos 3 meses de duração, na ausência de uma causa claramente identificável, podendo ter potenciais fatores associados”. OBJETIVO: Avaliar a resposta da função sexual em mulheres com vulvodínia após protocolo fisioterapêutico domiciliar. MATERIAIS E MÉTODOS: Trata-se de um estudo do tipo série de casos, no qual participaram 6 mulheres com idades entre 22 e 61 anos, com sintomas de vulvodínia. A função sexual e dor das pacientes foram avaliadas através dos questionários Female Sexual Function Index (FSFI) e Questionário de Dor McGill-Melzack (SF-MPQ), antes e após a intervenção fisioterapêutica. Os dados foram armazenados no Excel e a partir disso, foi feita a análise estatística com o Teste T pareado. RESULTADOS: A média do score do FSFI antes do tratamento foi de 16,9 e após o tratamento foi de 20,98, observando um aumento de 5,42% na média do score final, evidenciando melhora na função sexual. No questionário de dor McGill-Melzack, foi observada uma diminuição no score antes e após o tratamento, de 37,83 para 21,83, redução de 42%. CONCLUSÃO: Um protocolo de fisioterapia pélvica domiciliar demonstra melhora na função sexual de mulheres com vulvodínia.
Abstract: INTRODUCTION: Vulvodynia is defined as “vulvar pain, with at least 3 months of duration, in the absence of a clearly identifiable cause, which may have potential associated factors”. OBJECTIVE: To evaluate the response of sexual function in women with vulvodynia after a home physical therapy protocol. MATERIALS AND METHODS: This is a case series study, in which 6 women aged between 22 and 61 years, with symptoms of vulvodynia participated. The patients' sexual function and pain were assessed using the Female Sexual Function Index (FSFI) and McGill-Melzack Pain Questionnaire (SF-MPQ) questionnaires, before and after physical therapy intervention. Data were stored in Excel and, based on that, statistical analysis was performed using the paired t-test. RESULTS: The mean FSFI score before treatment was 16.9 and after treatment it was 20.98, with an increase of 5.42% in the mean of the final score, showing an improvement in sexual function. In the McGill-Melzack Pain Questionnaire, a decrease in the score before and after treatment was observed, from 37.83 to 21.83, a reduction of 42%. CONCLUSION: A home pelvic physical therapy protocol demonstrates improvement in sexual function in women with vulvodynia.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FISIOTERAPIA
Keywords: Vulvodínia
Dor vulvar
Sexualidade
Fisioterapia
Vulvodynia
Vulvar pain
Sexuality
Physiotherapy
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Faculdade de Fisioterapia e Terapia Ocupacional - FFTO/ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_EfeitoFisioterapiaPelvica.pdf235,91 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons