Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3973
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação - Artigo
Title: Análise de barreiras à adesão de pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica a reabilitação pulmonar
metadata.dc.creator: GOMES, Beatriz Brito
FONTE, Carolina Lima da
metadata.dc.contributor.advisor1: NEVES, Laura Maria Tomazi
metadata.dc.contributor.advisor1ORCID: https://orcid.org/0000-0002-3115-2571
metadata.dc.contributor.advisor-co1: MORAES, William Rafael Almeida
metadata.dc.contributor.advisor-co1ORCID: https://orcid.org/0000-0002-3047-4392
Issue Date: 13-Dec-2021
Citation: FONTE, Carolina Lima da; GOMES, Beatriz Brito. Análise de barreiras à adesão de pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica a reabilitação pulmonar. Orientadora: Laura Maria Tomazi Neves. 2021. 15 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Fisioterapia) - Faculdade de Fisioterapia, Instituto de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Pará, Belém, 2021. Disponível em: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3973 . Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: OBJETIVO: Identificar barreiras que dificultam a adesão dos pacientes com DPOC à Reabilitação Pulmonar. MÉTODOS: Estudo transversal, analítico e de caráter quantitativo utilizando a Escala de Avaliação de Barreiras de Adesão a Reabilitação Pulmonar (EAB-RP), a qual permite identificar as principais barreiras ao tratamento com a reabilitação pulmonar (RP) em indivíduos que participavam do RP (Grupo RP) e que não participavam (Grupo s/RP), por meio de 16 perguntas estruturadas, divididas em 4 eixos: doença, acesso, social e serviço. RESULTADOS: Participaram da pesquisa 59 pacientes, dos quais 30 (50,84%) eram do sexo feminino, com média de idade de 67±11 anos. Foi verificado que a maioria da população possuía até 12 anos de estudo, eram desempregados ou aposentados e residiam na região metropolitana. Em relação ao escore total da escala a pontuação média foi de 41,94±13,49, para o grupo RP foi de 38,67±14,95 e para o grupo s/RP de 46,4±10,02. Houve correlação positiva entre o escore total da EAB-RP e realização de RP, na relação entre o eixo doença e a ocupação com realizar RP e no eixo serviço. Houve correlação negativa na associação entre o escore total e as variáveis idade e escolaridade. CONCLUSÃO: As principais barreiras identificadas foram sociodemográficas, relacionadas à idade, escolaridade e ocupação. Além disso, os participantes que não haviam realizado RP demonstraram mais barreiras ao tratamento com base na EABRP que o grupo que já havia realizado.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIA DA SAUDE::FISIOTERAPIA
Keywords: Reabilitação
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica
Barreiras ao Acesso aos Cuidados de Saúde
Cooperação e Adesão ao Tratamento
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Faculdade de Fisioterapia e Terapia Ocupacional - FFTO/ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_AnaliseDoencaPulmonar.pdf409,46 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons