Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3815
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: O petróleo brasileiro: do nacionalismo à desestatização
metadata.dc.creator: GOUVEA, Felipe Allan Ferreira
metadata.dc.contributor.advisor1: LUCZYNSKI, Estanislau
Issue Date: 11-Mar-2021
Citation: GOUVEA, Felipe Allan Ferreira. O petróleo brasileiro: do nacionalismo à desestatização. Orientador: Estanislau Luczynski. 2021. 78 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Geologia) - Faculdade de Geologia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2021. Disponível em: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3815 . Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: A trajetória do petróleo no Brasil foi marcada por uma disputa de monopólios, em geral prevalecendo o domínio estatal. A dualidade entre as iniciativas privadas e estatais, por sua vez, foi construída sob uma perspectiva nacionalista, a qual apresenta um histórico de soberania nacional como principal argumentação para manter o setor petrolífero em domínio do poder público, criando em cenário político e social em que se torna difícil — e sob certos aspectos, inviável — a desestatização da maior empresa de exploração, extração e refino de petróleo — A Petróleo Brasileiro S.A (Petrobrás). A pesquisa do presente trabalho tem portanto, como o objetivo, traçar um panorama histórico-social da construção nacionalista sobre a referida companhia, de modo a elucidar as dificuldades de abertura da economia petrolífera ao capital privado. A metodologia utilizada é descritiva-reflexiva, usufruindo do acervo bibliográfico referente à história do petróleo no Brasil, para que sua explanação possibilite os resultados acerca das impossibilidades de se desestatizar a maior companhia petrolífera brasileira.
Abstract: The trajectory of oil in Brazil was marked by a dispute over monopolies, in general prevailing state domination. The duality between private and state initiatives, in turn, was built from a nationalist perspective, which presents a history of national sovereignty as the main argument for maintaining the oil sector in the public domain, creating a political and social scenario in which it becomes difficult - and in some ways, unfeasible - to privatize the largest oil exploration, extraction and refining company - Petróleo Brasileiro SA (Petrobrás). The research of the present work has, therefore, as its objective, to draw a historical-social panorama of the nationalist construction on the company, in order to elucidate the difficulties of opening the oil economy to private capital. The methodology used is descriptive-reflective, taking advantage of the bibliographic collection referring to the history of oil in Brazil, so that its explanation allows the results about the impossibilities of privatizing the largest Brazilian oil company.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Keywords: Petróleo
Petrobrás
Refinarias
Desestatização
Privatização
Nacionalização
Petroleum
Refineries
Privatization
Nationalization
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Faculdade de Geologia - FAGEO/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_PetroleoBrasileiroNacionalismo.pdf1,8 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons