Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3810
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Avaliação do potencial citotóxico e genotóxico de extratos vegetais
metadata.dc.creator: RODRIGUES, Maiara dos Santos
metadata.dc.contributor.advisor1: GARCIA, Magali Gonçalves
metadata.dc.contributor.advisor1ORCID: https://orcid.org/0000-0002-3166-2483
Issue Date: 9-Dec-2019
Citation: RODRIGUES, Maiara dos Santos. Avaliação do potencial citotóxico e genotóxico de extratos vegetais. Orientadora: Magali Gonçalves Garcia. 2019. 46 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciado em Ciências Biológicas) - Campus Universitário de Altamira, Universidade Federal do Pará, Altamira, 2019. Disponível em: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3810. Acesso em: .
metadata.dc.description.resumo: Os metabólitos secundários são substâncias químicas produzidas pelas plantas vasculares que podem ser utilizados na medicina científica e popular sob a forma de extratos e infusões vegetais, ou que podem ainda ser uteis para a produção agrícola, como fertilizantes ou herbicidas naturais, menos prejudiciais ao ambiente e animais. Entretanto, para todas essas aplicações faz-se necessário identificar e quantificar os possíveis riscos toxicológicos associados à sua utilização. O objetivo desse trabalho foi analisar o potencial citotóxico e genotóxico de extratos aquosos de três espécies com ocorrência na Amazônia que possuem importância medicinal e regional. As espécies selecionadas foram a Mimosa setosa Benth Var. paludosa Benth Barn (Fabaceae), Tilesia baccata (l.f) Prusk (Asteraceae) e Theobroma speciosum Willd ex. spreng (Malvaceae). Para analisar o potencial de citotoxicidade e genotoxicidade dessas espécies foram preparados extratos aquosos nas concentrações de 20mg/mL, 60mg/mL e 100mg/mL, os quais foram submetidos à avaliação através do sistema teste Allium cepa, e comparados ao controle (água destilada). Para o teste de citotoxicidade foi avaliado o índice mitótico (IM) e para o teste de genotoxicidade (IG) foi avaliado o índice de alterações cromossômicas. Os resultados obtidos nos testes foram submetidos à análise de variância simples (ANOVA) sendo as médias comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. Os resultados demonstraram que as concentrações de 60 e 100 mg/mL do extrato aquoso de M. setosa apresentaram inibição significativa do índice mitótico em relação ao controle, apresentando atividades citotóxicas e genotóxicas por inibirem a divisão celular a partir da prófase e possivelmente, induzirem apoptose celular. Na concentração de 20 mg/mL houve alteração cromossômica significativa em relação ao controle, além de induzir possível apoptose, apresentando, dessa forma, atividade genotóxica. As concentrações de 20 e 100mg/mL do extrato aquoso de T. baccata apresentaram inibições significativas no índice mitótico em relação ao controle, sendo consideradas citotóxicas, nos resultados de genotoxicidade nenhuma concentração teve diferença estatística comparado ao controle. As concentrações de 60 e 100 mg/mL do extrato aquoso de T. speciosum apresentam inibição significativa do índice mitótico em relação ao controle, apresentando potencial citotóxico, mas nenhum efeito genotóxico significativo.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::MORFOLOGIA::CITOLOGIA E BIOLOGIA CELULAR
Keywords: Alterações cromossômicas
Índice mitótico
Teste Allium cepa
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source.uri: Disponível na internet via correio eletrônico: bibaltamira@ufpa.br
Appears in Collections:Faculdade de Ciências Biológicas - FCB/CALTA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_AvaliacaoPotencialCitotoxico.pdf1,14 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons