Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3703
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Educação do campo: o SOME como uma política de formação no campo
metadata.dc.creator: TRINDADE, Maria Eliene Trindade da
metadata.dc.contributor.advisor1: NASCIMENTO, Afonso Welliton de Sousa
Issue Date: 17-Dec-2019
Citation: TRINDADE, Maria Eliene Trindade da. Educação do campo: o SOME como uma política de formação no campo. Orientador: Afonso Welliton de Souza Nascimento. 2019. 32 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Educação do Campo – Habilitação em Ciências Naturais) – Faculdade de Formação e Desenvolvimento do Campo, Campus Universitário de Abaetetuba, Universidade Federal do Pará, Acará, 2019. Disponível em: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3703. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Este artigo tem como objeto de estudo a política de Educação do Campo em especial, o Ensino Médio Modular no Campo, a produção se dá no contexto da Vila Guarumã no município de Acará localizada a 18 km de distância da sede municipal; estuda o Sistema de Organização Modular de Ensino (SOME). Fez-se uma pesquisa de cunho qualitativa utilizando questionários semiestruturados e entrevistas com diálogos abertos com professores e alunos ingressos no sistema modular para coleta de dados. O surgimento do SOME se deu pela necessidade de ampliar a educação básica brasileira visando uma política de formação para jovens e adultos oriundos do campo que tem o desejo de alcançar uma qualificação através do Ensino Médio. Este trabalho visa discorrer sobre a contribuição do SOME para a Educação do Campo no reflexo da política educacional na formação dos alunos do campo. Com foco no processo de formação a partir do SOME, indagamos: de que maneira o SOME contribui ou não na formação da Educação do Campo e, ele responde as necessidades de formação da juventude do campo? Diante disso, apresento como resultado os desafios enfrentados por alunos e professores ingressos do SOME; a contribuição do Ensino Modular na vila Guarumã e o importante papel do SOME na inclusão social do aluno do campo através da Educação do Campo.
Abstract: This article has as its object of study the Rural Education policy in particular, the Modular High School in the Field, the production takes place in the context of Vila Guarumã in the municipality of Acará located 18 km away from the municipal headquarters; studies the Modular Teaching Organization System (SOME). A qualitative research was conducted using semi-structured questionnaires and interviews with open dialogues with teachers and students enrolled in the modular system for data collection. The emergence of SOME was due to the need to expand Brazilian basic education aiming at a training policy for young people and adults from the countryside who have the desire to achieve a qualification through high school. This paper aims to discuss the contribution of SOME to Rural Education in the reflection of educational policy in the formation of rural students. Focusing on the process of formation from SOME, we ask: how or not SOME contributes to the formation of rural education and does it respond to the training needs of rural youth? Given this, I present as a result the challenges faced by students and teachers new to SOME; the contribution of Modular Education in Guarumã village and the important role of SOME in the social inclusion of rural students through Rural Education.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::TOPICOS ESPECIFICOS DE EDUCACAO::EDUCACAO RURAL
Keywords: Educação do campo
Formação
Sistema de organização modular de ensino (SOME)
Modular organization system (SOME)
Formation
Field education
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Curso de Educação do Campo - CABAE

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_EducacaoCampoSome.pdf762,2 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons