Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3622
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação - Artigo
Title: O imaginário de si e sobre a polícia em letras de rap
metadata.dc.creator: SOUZA, Luiz Renan Costa de
metadata.dc.contributor.advisor1: GALVÃO, Alessandro Nobre
Issue Date: 20-Dec-2019
Citation: SOUZA, Luiz Renan Costa de. O imaginário de si e sobre a polícia em letras de rap. Orientador: Alessandro Nobre Galvão. 2019. 15 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Letras – Língua Portuguesa) – Faculdade de Ciências da Linguagem, Campus Universitário de Abaetetuba, Universidade Federal do Pará, Abaetetuba, 2019. Disponível em: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3622. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Esta pesquisa com base na teoria da Análise de Discurso de Linha Materialista/Francesa, de Pêcheux, analisou o discurso da cultura do Hip Hop a partir de um corpus constituído por letras de músicas do Rap brasileiro como as dos rappers Mc Cid, Emicida, Djonga, MVBIL. O objetivo é o de percebermos como os Rappers projetam o seu imaginário sobre si e sobre a polícia, considerando que, os rappers selecionados para análise se caracterizam por retratar no seu discurso, materializados em letras de músicas, as condições de existência dos negros e das camadas sociais dentro de contextos suburbanos e periféricos no Brasil, especialmente nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. Para isso, fez-se necessário também, abordar outros conceitos dentro dos edifícios teóricos da Análise do discurso para selecionar três sequências discursivas de três letras do Rap contemplando o jogo imaginário de sujeitos de Pêcheux. Assim, concluímos que o rap como gênero de denúncia social retrata um jogo de imaginários de modo dialético e que evidencia injustiças históricas do Estado sobre a população negra.
Abstract: This research based on the theory of Pêcheux's Materialist / French Discourse Analysis analyzed the discourse of Hip Hop culture from a corpus composed of Brazilian rap lyrics such as rappers Mc Cid, Emicida, Djonga , MVBIL. The goal is to understand how Rappers project their imaginary about themselves and the police, considering that the rappers selected for analysis are characterized by portraying in their discourse, materialized in lyrics, the conditions of existence of blacks and social layers within suburban and peripheral contexts in Brazil, especially in the cities of São Paulo and Rio de Janeiro. For this, it was also necessary to approach other concepts within the theoretical buildings of Discourse Analysis to select three discourses of three letters of Rap contemplating the imaginary game of subjects of Pêcheux. Thus, we conclude that rap as a genre of social denunciation portrays a game of imaginary in a dialectical way and that evidences historical injustices of the state on the black population.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA::TEORIA E ANALISE LINGUISTICA
Keywords: Discurso
Pêcheux
Hip - Hop
Rap
Violência policial
Speech
Rap music
Police violence
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Curso de Língua Portuguesa - CABAE

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_ImaginarioSiPolicia.pdf373,2 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons