Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3539
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Fauna edáfica em sistemas agroflorestais (tradicional e cabruca) e floresta nativa
metadata.dc.creator: LIMA, Eduarda Silva de
metadata.dc.contributor.advisor1: SILVA, José Wilson Pereira da
Issue Date: 11-Dec-2019
Citation: LIMA, Eduarda Silva de. Fauna edáfica em sistemas agroflorestais (tradicional e cabruca) e floresta nativa. Orientador: José Wilson Pereira da Silva. 2019. 45 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Engenharia Florestal) - Faculdade de Engenharia Florestal, Universidade Federal do Pará, Altamira, 2019. Disponível em: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3539. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: A degradação de áreas no Brasil é uma questão preocupante que se intensificou em 1940, durante a ocupação da Amazônia. Buscou-se desde então modelos de uso do solo capazes de minimizar danos, como Sistemas Agroflorestais (SAF). A análise da fauna edáfica é um meio de verificar como estas intervenções afetam os ambientes, visto seu papel ecológico. Assim, objetivou-se inventariar e comparar a fauna edáfica em diferentes sazonalidades em uma Floresta Nativa (FN) e Sistemas Agroflorestais Cabruca (SAFC) e Tradicional (SAFT) em Medicilândia-PA por meio de coletas quinzenais de amostras de solo e liteira. Foram realizadas 120 coletas (40 por ambiente) em liteira e solo (0-40 cm), entre Período Chuvoso e Estiagem. A análise faunística foi feita pelo programa estatístico R e ANAFAU. Foram levantados 6.440 indivíduos em 3 filos, 8 classes e 26 ordens. Maior riqueza ocorreu em SAFC e maior diversidade em FN, porém SAFT e FN apresentaram maior similaridade. O Período de Estiagem totalizou 2.850 indivíduos e Período Chuvoso 3.590, indicando forte influência sazonal. O gradiente solo obteve maiores valores entre os SAF. Assim, notou-se que a fauna edáfica é importante bioindicadora, principalmente o filo Arthropoda, e que os SAF são ótimos modelos de manejo do solo sustentáveis.
Abstract: The degradation of areas in Brazil is a matter of concern that intensified in 1940 during the occupation of the Amazon. Since then, land use models have been pursued that can minimize damage, such as Agroforestry Systems (SAF). The analysis of edaphic fauna is a means of verifying how these interventions affect environments, given its ecological role. Thus, the objective was to inventory the soil fauna in different seasonality in a Native Forest (FN) and Cabruca (SAFC) and Traditional (SAFT) Agroforestry Systems in Medicilândia-PA through biweekly soil and litter samples. A total of 120 collections (40 per environment) were performed in the litter and soil, divided between rainy season and drought. The faunistic analysis was made by the statistical program R and ANAFAU. 6,440 individuals were raised in 3 phyla, 8 classes and 26 orders. Higher richness occurred in SAFC and greater diversity in NF, but SAFT and NF presented greater similarity. The drought period totaled 2,850 individuals and rainy season 3,590, indicating a strong seasonal influence. The soil gradient obtained higher values among the SAF. Thus, it was noted that the edaphic fauna is an important bioindicator, especially the phylum Arthropoda, and the SAF are excellent for sustainable management.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL::CONSERVACAO DA NATUREZA::CONSERVACAO DE AREAS SILVESTRES
Keywords: Diversidade
Ecologia
Bioindicadores
Riqueza
Diversity
Ecology
Bioindicators
Richness
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source.uri: Disponível na internet via correio eletrônico: bibaltamira@ufpa.br
Appears in Collections:Faculdade de Engenharia Florestal - FEF/CALTA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_FaunaEdaficaSistemas.pdf1,21 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons