Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3319
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: A percepção prosódica gráfica na leitura silenciosa de sentenças subordinadas ambíguas temporárias por surdos bilíngues LIBRAS/Português
metadata.dc.creator: SANTOS, Hercules Rodrigues dos
metadata.dc.contributor.advisor1: CARVALHO, Francisca Maria
Issue Date: 18-Dec-2019
Citation: SANTOS, Hercules Rodrigues dos. A percepção prosódica gráfica na leitura silenciosa de sentenças subordinadas ambíguas temporárias por surdos bilíngues LIBRAS/Português. Orientadora: Francisca Maria Carvalho. 2019. 88 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Letras - Língua Portuguesa) – Faculdade de Ciências da Linguagem, Campus Universitário de Abaetetuba, Universidade Federal do Pará, Abaetetuba, 2019. Disponível em: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3319. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Nesta pesquisa, investigamos a percepção da marcação da prosódica gráfica por meio do sinal de pontuação da vírgula do Português Brasileiro em sentenças subordinadas com ambiguidade estrutural temporária por surdos congênitos bilíngues e ouvintes monolíngues. Partimos do pressuposto de que os surdos acionariam as informações sintático-semânticas na desambiguação das sentenças-alvo, apropriando-se da prosódia implícita da LIBRAS, projetada por eles mentalmente, dentro das propostas que afirmam que a vírgula é um marcador prosódico visual no texto escrito (Cagliari, 1989; Pacheco, 2006) e da Hipótese da Prosódia Implícita de Fodor (1998, 2002, 2005). Além disso, testamos a interação da vírgula com outras informações gramaticais para a desambiguação e compreensão das sentenças dentro da interface prosódia-sintaxe-semântica por meio das estratégias Late Closure e Weak Semantic Principle de Frazier (1979) e a predominância de reanálise do input linguístico por meio da Hipótese Good-Enough de Christianson et al. (2001). Para tanto, aplicamos o experimento para seis indivíduos, sendo três surdos bilíngues LIBRAS/Português e três ouvintes monolíngues da Língua Portuguesa, cidadãos brasileiros da região do Baixo Tocantins (Igarapé-Miri e Abaetetuba) do Pará. Optamos por um recorte que abrangia o ensino médio (EM), graduandos do ensino superior (ES) e professores em atuação (PR), para prover diferentes níveis de letramento dos sujeitos à amostra. Assim, empregamos um experimento de leitura auto monitorada com materiais replicados de Ribeiro (2004), Fonseca (2012) e Carvalho (2016) nas condições Late Closure e Semantic Control com e sem vírgula. Os resultados apontaram que os surdos perceberam a vírgula na leitura silenciosa de sentenças subordinadas ambíguas temporárias. Adicionalmente, identificamos interação entre componentes sintático-prosódico-semântico pelos surdos bilíngues na resolução de sentenças sintaticamente ambíguas. Nesse sentido, o tempo de leitura silenciosa das sentenças das versões Semantic Control foi maior tanto para surdos quanto ouvintes, enquanto nas versões Late Closure e Com Vírgula foram menores para ambos os grupos, sugerindo que os surdos se orientam pelos princípios sintáticos gerais. Contudo, na compreensão global das sentenças, os surdos apresentaram mais dificuldades de compreensão em sentenças Late Closure sem vírgula que os ouvintes, indicando inconsistência durante o processamento.
Abstract: In this research, we investigated the perception of graphic prosodic marking through by means of the Brazilian Portuguese comma punctuation mark in subordinate sentences with temporary structural ambiguity by bilingual congenital deafs and monolingual listeners. We start from the assumption that the deafs would activate the syntactic-semantic information in the disambiguation of the target sentences, appropriating the implicit prosody of LIBRAS, projected by them mentally, within the proposals that state that the comma is a visual prosodic marker in the written text. (Cagliari, 1989; Pacheco, 2006) and Fodor's Implicit Prosody Hypothesis (1998, 2002, 2005). Furthermore, we tested the interaction of comma with other grammatical information for disambiguation and sentence comprehension within the prosody-syntax-semantic interface using Frazier's Late Closure and Weak Semantic Principle (1979) strategies and the predominance of reanalysis of linguistic input through of the Good-Enough Hypothesis of Christianson et al. (2001). Therefore, we applied the experiment to six individuals, three deaf bilinguals LIBRAS / Portuguese and three monolingual Portuguese language listeners, Brazilian citizens from the region of Baixo Tocantins (Igarapé-Miri and Abaetetuba) from Pará. We opted for a clipping that included teaching high school (HS), undergraduate students (US) and active teachers (AT), to provide different levels of literacy of the subjects in the sample. Thus, we employed a self-monitored reading experiment with replicated materials by Ribeiro (2004), Fonseca (2012) and Carvalho (2016) under the conditions of Late Closure and Semantic Control with and without comma. The results indicated that the deafs perceived the comma in the silent reading of temporary ambiguous subordinate sentences. Additionally, we identified interaction between syntactic-prosodic-semantic components by bilingual deaf people in solving syntactically ambiguous sentences. In this sense, the silent reading time of Semantic Control sentences were longer for both deaf and hearing, while in Late Closure and with-comma versions were shorter for both groups, suggesting that the deafs are guided by general syntactic principles. However, in the overall comprehension of sentences, deaf people presented more difficulties of comprehension in comma-free Late Closure sentences than listeners, indicating inconsistency during processing.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
Keywords: Prosódia
Surdez
Bilinguismo
Parser
Vírgula
Prosody
Deafness
Bilingualism
Comma
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Curso de Língua Portuguesa - CABAE

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_PercepcaoProsodicaGrafica.pdf1,48 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons