Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3191
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação - Artigo
Title: O banco mundial e a política de formação de professores no Brasil
metadata.dc.creator: SOUZA, Lilian Cristina Rodrigues de
metadata.dc.contributor.advisor1: MAUÉS, Olgaíses Cabral
metadata.dc.contributor.advisor1ORCID: https://orcid.org/0000-0002-6012-1432
metadata.dc.contributor.advisor-co1: SOUZA, Michele Borges de
Issue Date: 11-Jan-2019
Citation: SOUZA, Lilian Cristina Rodrigues de. O banco mundial e a política de formação de professores no Brasil. Orientadora: Olgaíses Cabral Maués. 2020. 38 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Pedagogia) – Faculdade de Educação, Instituto de Ciências da Educação, Universidade Federal do Pará, Belém, 2019. Disponível em: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3191. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Este artigo visa apresentar as mudanças que estão ocorrendo na educação, o que gera reformas no que se diz respeito à formação de professores e à função dos mesmos. O Banco Mundial (BM) mostra interesses quanto ao ensino em países periféricos, o qual orienta e investe com recursos financeiros ou com documentos orientadores, visando uma adequação da educação aos interesses do capital. O objetivo geral do trabalho é analisar o documento do BM publicado em 2014 e intitulado “Professores excelentes: como melhorar a aprendizagem dos estudantes na América Latina e no Caribe”, buscando as possíveis relações com a Política Nacional de Formação de Professores, expressa no Decreto nº 8.752 de 2016. A metodologia adotada foi a pesquisa bibliográfica e documental, dividida em três etapas sendo primeira o aprofundamento do estudo sobre os documentos, a segunda consistiu no levantamento das políticas, planos e ações sobre a formação de professores no Brasil, a partir do ano de 2010, e a terceira buscou identificar os nexos possíveis entre os documentos do BM e a política, planos e ações em vigor. A análise foi feita a partir da análise do discurso utilizando o método de Norman Fairclough (2016). Para o Banco Mundial a qualidade do ensino está relacionada à qualidade do docente, por isso ele destaca a importância de reformas nas políticas de formação de professores, para melhorar a qualidade da educação básica e consequentemente da educação como um todo. A conclusão que se chegou foi que existe uma grande expectativa por parte do Banco Mundial para que os países da América Latina e Caribe sigam e implementem suas orientações, objetivando o crescimento econômico internacional e o papel desses países no mercado mundial, mercantilizando a educação para atingir seu objetivo
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::FUNDAMENTOS DA EDUCACAO::ECONOMIA DA EDUCACAO
Keywords: Banco mundial
Organismo internacionais
Formação de professores
World bank
International organizations
Teacher training
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Faculdade de Pedagogia - FAED/ICED

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_BancoMundialPolitica.pdf669,34 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons