Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3169
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Especialização - Artigo
Title: Divulgação Científica e Acessibilidade no Museu Paraense Emílio Goeldi.
metadata.dc.creator: SILVA, Vanessa Monteiro da
metadata.dc.contributor.advisor1: SANTOS, Ana Lucia Prado Reis dos
Issue Date: 15-Feb-2019
Citation: SILVA, Vanessa Monteiro da. Divulgação Científica e Acessibilidade no Museu Paraense Emílio Goeldi. Orientadora: Ana Lúcia Prado Reis dos Santos. 2019.41 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização) – Curso de Especialização em Comunicação Científica na Amazônia, Curso Internacional de Formação de Especialistas em Desenvolvimento de Áreas Amazônicas, Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, Universidade Federal do Pará, Belém, 2019. Disponível em: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3169. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: O objetivo desta investigação é compreender de que maneira as práticas de divulgação científica do Museu Paraense Emílio Goeldi são feitas de forma acessível à pessoas com deficiência. O museu é atualmente o segundo mais antigo do país, reunindo 152 anos de experiência científica na Amazônia. Esta pesquisa tem caráter qualitativo e combinou as seguintes técnicas: levantamento bibliográfico, mapeamento de práticas voltadas à acessibilidade; observação nos espaços do parque Zoobotânico; entrevistas com profissionais diretamente ligados à divulgação científica na instituição; descrição e análise. Como conceitos principais foram utilizados os estudos sobre acessibilidade e inclusão trabalhados por Sassaki (2005); os conceitos de Wolton (2006) que entende a comunicação como partilha ; as pesquisas de Bueno (2010) sobre divulgação científica e alfabetização científica; assim como os trabalhos desenvolvidos por Cohen, Duarte e Brasileiro (2012), que forneceram informações essenciais sobre práticas de acessibilidade em museus.
Abstract: The aim of this research is to understand how the practices of scientific dissemination of Emílio Goeldi Museum of Pará are made accessible to people with disability. The museum is, nowadays, the oldest in the country, bringing together 152 years of scientific experience in the Amazon. This research has a qualitative character and combined the following techniques: mapping of practices for accessibility, observation in the spaces of the zoobotanical park, interviews with professionals directly related to the scientific dissemination in the institution and description and analysis. As main concepts were used the studies on accessibility and inclusion worked by Sassaki (2005); the concepts of Wolton (2006) that understands communication as sharing; Bueno's research (2010) on scientific dissemination and scientific literacy; as well as the works developed by Cohen, Duarte and Brasileiro (2012), which provided essential information on accessibility practices in museums.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::JORNALISMO E EDITORACAO::JORNALISMO ESPECIALIZADO (COMUNITARIO, RURAL, EMPRESARIAL, CIENTIFICO)
Keywords: Divulgação científica
Acessibilidade
Museu Paraense Emílio Goeldi
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação Lato-Sensu - PPGLS/NAEA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_AcessibilidadeMuseuParaenseGoeldi.pdf2 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons