Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3151
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Avaliação das características demográficas, clínicas e tratamento de pacientes com diagnóstico de Espondiloartrites acompanhados na Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará e em dois Consultórios Particulares de Reumatologia em Belém do Pará
metadata.dc.creator: SANTOS, Fernando Henrique Vasconcelos dos
PONTES, Izaura Celle Barbosa
metadata.dc.contributor.advisor1: SAUMA, Maria de Fátima Lobato da C.
Issue Date: 2019
Citation: SANTOS, Fernando Henrique Vasconcelos dos; PONTES, Izaura Celle Barbosa. Avaliação das características demográficas, clínicas e tratamento de pacientes com diagnóstico de Espondiloartrites acompanhados na Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará e em dois Consultórios Particulares de Reumatologia em Belém do Pará. Orientadora: Maria de Fátima Lobato da C. Sauma. 2019. 92 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Medicina) - Faculdade de Medicina, Instituto de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Pará, Belém, 2019. Disponível em:https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3151. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: INTRODUÇÃO: Espondiloartrites compreende um grupo de doenças que manifestase com dor axial inflamatória, associado a artrite periférica assimétrica, sacroileíte, entesopatia, fator reumatóide negativo, manifestações extra-articulares, ausência de nódulos subcutâneos, agregação familiar e tendência a sobreposição clínica entra as doenças deste grupo. OBJETIVO: Descrever o perfil demográfico, clínico e tratamento de pacientes com diagnósticos de Espondiloartrites acompanhados na Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará e em dois consultórios particulares de Reumatologia em Belém do Pará. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo observacional, retrospectivo, realizado na cidade de Belém. A população foi composta por pacientes com diagnóstico prévio de Epa, de acordo com os critérios de Nova York modificado e do grupo ASAS, entre 2018 e 2019. RESULTADOS: Dos 42 pacientes, (73,8%) eram do gênero masculino, idade média de diagnóstico de 38,9 anos, de etnia parda (50%), com diagnóstico de Espondilte Anquilosante (69,1%). Artrite Psoriásica (14,3%), Artrite Reativa (9,5%), história familiar negativa (83,3%), forma clínica mista (54,8), de estado civil casado (66,7%), trabalhando ativamente (78,6%), com a lombalgia (69%) como a manifestação articular inicial mais frequente e a uveíte (38,1%) como manifestação extra-articular. A maior parte dos pacientes utilizou AINE (95,2%), corticosteróides (81%), metotrexato (61,9%) e fez uso de medicação biológica (73,8%); 38,1% usou somente uma medicação biológica e 35,7% usou mais de uma. Quanto ao tempo de doença a média foi de 13,8 anos. CONCLUSÕES: A Espondilite Anquilosante foi a EpA mais frequente. O perfil do paciente analisado no estudo foi homem, idade média de diagnóstico de 38,9 anos, casado, pardo, sem história familiar, trabalhando ativamente, sendo a uveíte principal manifestação extraarticular e a lombalgia a principal manifestação articular, utilizando mais de três drogas previamente, com prevalência dos AINES.
Abstract: INTRODUCTION: Spondylarthritis comprises a group of diseases manifested with axial inflammatory pain, associated with asymmetric peripheral arthritis, sacroiliitis, enthesopathy, negative rheumatoid factor, extra-articular manifestations, absence of subcutaneous nodules, familial aggregation and tendency to clinical overlap between diseases group. OBJECTIVE: To describe the demographic, clinical and treatment profile of patients diagnosed with Spondylarthritis accompanied at the Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará and at two private Rheumatology clinics in Belém do Pará. METHODOLOGY: This is a retrospective, observational study, realized in the city of Belém. The population was composed of patients with previous diagnosis of Epa according to the modified New York and ASAS criteria between 2018 and 2019. RESULTS: Of the 42 patients (73.8%) were of the genus male, mean age of diagnosis of 38.9 years, ethnicity (50%), diagnosed with Ankylosing Spondylitis (69.1%). Psoriatic Arthritis (14.3%), Reactive Arthritis (9.5%), negative family history (83.3%), mixed clinical form (54.8), married civil status (66.7%), actively working (78.6%), with low back pain (69%) as the most frequent initial joint manifestation and uveitis (38.1%) as extra-articular manifestation. The majority of the patients used NSAIDs (95.2%), corticosteroids (81%), methotrexate (61.9%) and made use of biological medication (73.8%); 38.1% used only one biological medication and 35.7% used more than one. As for the duration of illness, the mean was 13.8 years. CONCLUSIONS: Ankylosing Spondylitis was the most frequent EpA. The profile of the patient analyzed in the study was man, mean age of diagnosis of 38.9 years, married, brown, with no family history, actively working, the main uveitis being extra-articular manifestation and lumbago the main articular manifestation, using more than 3 drugs previously, with prevalence of NSAIDs.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Keywords: Espondiloartrites
Espondilite anquilosante
Artrite psoriásica
Artrite reativa
Espondiloartrite indiferenciada
Espondiloartrite axial não radiológica
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Faculdade de Medicina - FAMED/ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_AvaliacaoCaracteristicasdemograficas.pdf1,61 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons