Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3149
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Análise eletroencefalográfica e comportamental da convulsão provocada por lidocaína, um anestésico local
metadata.dc.creator: SOUZA, Alisson Santos de
FIDELIS, Eliniete de Jesus
metadata.dc.contributor.advisor1: HAMOY, Moisés
Issue Date: 2019
Citation: SOUZA, Alisson Santos de; FIDELIS, Eliniete de Jesus. Análise eletroencefalográfica e comportamental da convulsão provocada por lidocaína, um anestésico local. 2019. Orientador: Moisés Hamoy. 78 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Medicina) - Faculdade de Medicina, Instituto de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Pará, Belém, 2019. Disponível em:https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3149. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Os anestésicos locais foram descobertos em 1860, extraindo cocaína das folhas de Erythroxylon coca. A lidocaína foi sintetizada por Löfgren, em 1943 dando início ao uso dos anestésicos locais do tipo amida. Atuam sobre a membrana celular e bloqueiam reversivelmente a condução nervosa. Se uma grande quantidade de anestésico local atingir a corrente sanguínea, complicações relacionadas à dose serão perceptíveis tanto no sistema nervoso central, quanto no coração, a agitação pode ser o primeiro sinal de intoxicação, pois a ação é mais rápida sobre os neurônios inibitórios, causando convulsão de acordo com a concentração plasmática. Os parâmetros comportamentais, encefalográficos e eletromiográficos da convulsão induzida pela dose tóxica de lidocaína e a resposta aos anticonvulsivantes foram analisados. Foi realizado um estudo experimental em 27 ratos wistar adultos de 200 a 290g tratados com 20mg/kg de lidocaína por via intraperitoneal. Após a administração da lidocaína, as alterações comportamentais dos animais e a evolução da crise convulsiva foram observados por 60 minutos. As alterações nos traçados eletroencefalográficos apresentaram traçados com variações de amplitude que caracterizou quadro convulsivo e da atuação das drogas no controle das convulsões. No que diz respeito às drogas anticonvulsivantes, o diazepam foi a drogas mais eficiente no controle das convulsões. O fenobarbital não controlou de forma adequada a convulsão, porém diminuiu a frequência de repetição do fenômeno. A fenitoína foi a que teve menor efeito no controle dos disparos no traçado eletroencefalográfico das convulsões provocadas por doses tóxicas de lidocaína.
Abstract: Local anesthetics were discovered in 1860, by the extraction of cocaine from Erythroxylon coca leaves. Lidocaine was synthesized by Löfgren in 1943, giving rise to the use of amidetype local anesthetics. They act on cell membranes and reversibly block nerve conduction. If a large amount of local anesthetic reaches the bloodstream, dose-related complications will be noticeable both in the central nervous system and in the heart. Agitation may be the first sign of intoxication, since anesthetics act first upon inhibitory neurons, possibly leading to seizure depending on plasma concentration. The behavioral, encephalographic and electromyographic parameters of seizure induced by toxic doses of lidocaine and the response to anticonvulsants were analyzed in this research. An experimental study was conducted in 27 adult Wistar rats weighing 200 to 290g treated with 20mg/kg lidocaine intraperitoneally. After lidocaine administration, behavioral changes and the evolution of convulsive crisis were observed for 60 minutes. Changes in the electroencephalographic records presented activity with variations of amplitude that characterized the convulsive event and performance of the drugs upon crisis control. With regard to the anticonvulsant drugs, diazepam was the most effective drug in controlling seizures. Phenobarbital did not adequately control convulsions, but decreased repetition frequency of the phenomenon. Phenytoin had the least effect on peak control in the electroencephalographic record of seizures caused by toxic doses of lidocaine.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA
Keywords: Lidocaína
Toxicidade
Convulsão
Anestésicos
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD ROM
Appears in Collections:Faculdade de Medicina - FAMED/ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_AnaliseEletroencefalograficaComportamental.pdf2,27 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons