Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3105
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Estado da arte na avaliação do estresse osmótico do camarão marinho litopenaeus vannamei em sistemas de cultivo oligohalinos
metadata.dc.creator: NUNES, Renan Mescouto
metadata.dc.contributor.advisor1: LEE, James Tony
Issue Date: 26-Aug-2019
Citation: NUNES, Renan Mescouto. Estado da arte na avaliação do estresse osmótico do camarão marinho litopenaeus vannamei em sistemas de cultivo oligohalinos. Orientador: James Tony Lee. 2019. 32 f. Trabalho de Conclusão de Curso ( Bacharelado em Oceanografia) - Faculdade de Geociências, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará,Belém, 2019. Disponível em: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3105. Acesso em:
metadata.dc.description.resumo: O Litopenaeus vannamei domina o mercado mundial como o camarão mais cultivado em todo o mundo, graças a sua rusticidade em tolerar zonas fora da sua ideal. Este caráter rústico acaba submetendo o L. vannamei a diversas formas de estresse, por parte da ausência de conhecimento dos criadores. Esse trabalho deteve-se ao estudo de fatores de estresse oxidativo provenientes de variações de salinidade em cultivos oligohalinos do camarão L. vannmei. Sendo essas formas de estressar o organismo causadoras de oxidação molecular e produção de espécies reativas de oxigênio (ERO). Estas ERO’s podem ser medidas através da utilização de biomarcadores de causa e efeito, sendo os selecionados para esta revisão GST e LPO, respectivamente. Contudo, afim de que não ocorra comprometimento do sistema imunológico do animal algumas formas de mitigar esse dano podem ser obtidas através de uma concentração iônica adequada. Paralelo a isso, uma concentração de lipídeos, carbohidratos e proteínas na dieta apresentam-se como cruciais na sobrevivência e crescimento dessa espécie que tem na osmorregulação uma importante ferramenta para sobreviver.
Abstract: Litopenaeus vannamei dominates the world market as the most farmed shrimp in the world, thanks to its rusticity in tolerating areas beyond its ideal. This rustic character ends up subjecting L. vannamei to various forms of stress, due to the lack of knowledge of the breeders. This work was carried out to study oxidative stress factors from salinity variations in shrimp L. vannmei oligohaline crops. Being these forms of stress the organism cause molecular oxidation and production of reactive oxygen species (ROS). These EROs can be measured using cause and effect biomarkers, the ones selected for this review being GST and LPO, respectively. However, in order not to compromise the animal's immune system, some ways to mitigate this damage can be obtained through an appropriate ionic concentration. Parallel to this, a concentration of lipids, carbohydrates and proteins in the diet are crucial for the survival and growth of this species that has osmoregulation an important tool for survival.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::OCEANOGRAFIA
Keywords: Camarão
Estresses
Osmorregulação
Biomarcadores
Shrimp
Estress
Osmoregulation
Biomarkers
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Faculdade de Geologia - FAGEO/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_EstadoArteAvaliacao.pdf497,88 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons