Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3100
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Geologia de parte do duplex transpressivo Lavras da Mangabeira, Neoproterozoico da Província Borborema, NE Brasil
metadata.dc.creator: SARMENTO, Artur Costa
metadata.dc.contributor.advisor1: PINHEIRO, Roberto Vizeu Lima
Issue Date: 13-Dec-2019
Citation: SARMENTO, Arthur Costa. Geologia de parte do duplex transpressivo Lavras da Mangabeira, Neoproterozoico da Província Borborema, NE Brasil. Orientador: Roberto Vizeu Lima Pinheiro. 2019. 64 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Geologia) - Faculdade de Geologia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2019. Disponível em: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/3100. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: O Duplex Lavras da Mangabeira é uma estrutura localizada no Domínio Granjeiro da Província Borborema, nordeste brasileiro, formada em ambiente dúctil, sob regime tectônico transpressivo destral e condições metamórficas de médio a alto grau. O desenvolvimento dessa estrutura tem sido relacionado a instalação da Zona de Cisalhamento Patos, durante a formação do Gondwana, a partir do Neoproterozoico. Litologicamente, o Duplex Lavras da Mangabeira compreende diversos domínios crustais pré-cambrianos, retrabalhados no Ciclo Brasiliano (0,950 – 0,490 Ga), evidenciado pela presença de gnaisses de alto grau metamórfico, milonitos, migmatitos e granitoides sin- a tardi- tectônicos. Foram estudados 43 afloramentos expostos na região de Várzea Alegre (CE), com ênfase no mapeamento de estruturas tectônicas dúcteis, por análise geométrica e cinemática. Mapas de detalhe (p.ex. 1:250, 1:500) foram elaborados em áreas chaves para o entendimento da evolução geológica do terreno. Os dados de campo foram tratados em SIG para a confecção de mapa geológico (1:25000). Na área de estudo são descritos quartzitos, protomilonitos, milonitos, sienogranitos e migmatitos, relacionados ao Complexo Caicó (2,2 Ga). As rochas metamórficas foram desenvolvidas na fácies anfibolito (500ºC a 700ºC) e apresentam foliações orientadas preferencialmente no trend NE-SW, com mergulhos que variam de 30º a subverticais para SE. Lineações de estiramento mineral e eixo de dobra ocorrem com baixos ângulos de caimento (8º a 16º) para NE e SW. Dobras isoclinais exibem planos axiais com mergulhos de aproximadamente 50º-60º para SE. Pórfiros e boudins são essencialmente simétricos e concordantes com os planos de foliação. As rochas da área de estudo experimentaram altas taxas de deformação com esforços coaxiais de NW e SE, com estiramento e remobilização tectônica na direção NE-SW. A análise geométrica e cinemática indica que a deformação foi dominada por cisalhamento puro. Assim, para a parte estudada do Duplex Lavras da Mangabeira é sugerido um domínio transpressivo dominado por cisalhamento puro com forte partição de strain traduzido em importante partição geométrica e cinemática. Com base nos dados de campo e bibliografia, é sugerido um modelo tectônico evolutivo com base na anatexia crustal em sistemas orogênicos.
Abstract: The Lavras da Mangabeira Duplex is a ductile regional structure located at the Granjeiro Domain along the Borborema Province, NE Brazil. It is a large scale dextral transpressional structure that underwent medium to high metamorphic conditions. It is closely related to the development of the Patos Shear Zone, during the Neoproterozoic Gondwana assemblage. The Lavras da Mangabeira Duplex comprises several Precambrian crustal domains, reworked during the Brasiliano Cycle (0.950 – 0.490 Ga) with high grade gneisses, mylonites, migmatites and syn to late tectonic granitoids. The region was studied by accessing 43 outcrops where the geometric and kinematic analyses were developed by the preparation of several field sketches and detail mapping groundwork (e.g., 1:250, 1:500). Field data were processed in GIS to produce a 1:25000 geological map. The rocks in the studied area are quartzites, protomylonites, mylonites, syenogranites and migmatites, related to the Caicó Complex (2.2 Ga). These metamorphic rocks underwent amphibolite facies conditions (500°C and 700°C), and exhibit NE-SW trending foliations, with dips ranging from 30° to sub-vertical, towards SE. Stretching lineation and fold axes are shallow plunging (8° to 16°) towards NE and SW. Axial planes in isoclinal folds are mostly SE dipping with moderate angles from 50° to 60°. Porphyro and boudins are symmetrical and concordant with the foliation. The geometric and kinematic analyses point out to a dominated coaxial shear (pure shear-dominated), with high strain rates, with a NW-SE shortening direction and stretching along the NE-SW direction. The Lavras da Mangabeira Duplex is a pure shear-dominated transpressive feature, with both geometric and kinematic strain partitioning. Based on the field and available bibliographic data, a tectonic model of crustal orogenic system with related anatexis is suggested to the region.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Keywords: Ciclo Brasiliano
Zona de Cisalhamento Patos
Deformação Dúctil Particionada
Anatexia Crustal
Brasiliano Cycle
Patos Shear Zone
Ductile Deformation Partitioning
Crustal Anatexis
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Faculdade de Geologia - FAGEO/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_GeologiaParteDuplex.pdf7,67 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons