Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/2906
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Desfechos neonatais de recém-nascidos submetidos à reanimação Neonatal em sala de parto
metadata.dc.creator: ARAÚJO, Lilia Cristina Pantoja de
FREITAS, Ruan Matheus Silva de
metadata.dc.contributor.advisor1: PARENTE, Andressa Tavares
Issue Date: 4-Dec-2019
Citation: ARAÚJO, Lilia Cristina Pantoja de; FREITAS, Ruan Matheus Silva de. Desfechos neonatais de recém-nascidos submetidos à reanimação neonatal em sala de parto. Orientadora: Andressa Tavares Parente. 2019. 56 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Enfermagem) - Faculdade de Enfermagem, Instituto de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Pará, Belém, 2019. Disponível em: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/2906. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: O nascimento é considerado um evento crítico e dá início a uma fase da vida denominada de período de transição, com duração de 28 dias, exige adaptações fisiológicas essenciais à vida extrauterina. Logo após o nascimento, o neonato necessita, imediatamente, assumir suas funções vitais e caso não evoluam satisfatoriamente, poderão necessitar de assistência especializada, como a reanimação que é definida como um conjunto de medidas que visam promover e estabilizar a oxigenação e circulação sanguínea do recém-nascido. É um procedimento muito realizado nas salas de parto e nas UTIN, onde há todo o aporte adequado para aumentar a sobrevida dos neonatos. O objetivo deste trabalho foi investigar os desfechos neonatais de recém-nascidos submetidos à reanimação neonatal em sala de parto. Trata-se de um estudo descritivo, documental retrospectivo com abordagem quantitativa, constituído por uma amostra de 200 prontuários de RN’s que precisaram ser reanimados na sala de parto no ano de 2017. Os dados foram tabulados em tabelas e gráficos e analisados de forma descritiva. As genitoras tinham idade média 25,7 anos, 64% realizaram o pré-natal incompleto, 60,5% foram submetidas à cesariana. As intercorrências gestacionais mais observadas foram leucorréia (33,5%) e infecção de trato urinário (30%). A maioria dos recém-nascidos era do sexo masculino (57%), pré-termos (53,5%), baixo peso (67,5%) classificado como adequado para idade gestacional (54,5%). Quanto ao índice de APGAR, 85% atingiu nota maior que 7 no primeiro minuto e no quinto minuto 64% ficaram entre notas 7 e 10. Entre os investigados 25,5% apresentou malformação. O tempo médio de internação foi de 27 dias. A média de reanimação foi de 1,95 e a maioria necessitou de apenas uma vez (59%). As manobras mais realizadas foram a VPP(100%) e IOT(62,5%). 73% foram encaminhados para UTIN e 62% evoluíram a alta por melhora. Os resultados obtidos permitiram identificar o perfil materno encontrado de maioria apresentando: incompleta a realização do pré-natal; idade fora dos extremos de risco; sem antecedentes de abortos; na primeira gestação, com feto único e parto cesariano. O perfil neonatal foi de maioria do sexo masculino, Pré-termo, Baixo-peso com peso adequado para a idade gestacional. As manobras de reanimações mais realizadas foram a Ventilação por Pressão Positiva e Intubação Oro Traqueal e mais da metade dos recém-nascidos evoluiu com o desfecho de alta por melhora do quadro.
Abstract: Birth is considered a critical event and begins a phase of life called the 28-day transition period, requiring essential physiological adaptations to extrauterine life. Immediately after birth, the newborn needs to immediately assume its vital functions and if they do not progress satisfactorily, they may need specialized assistance, such as resuscitation, which is defined as a set of measures aimed at promoting and stabilizing the oxygenation and blood circulation of the newborn. It is a procedure very performed in the birth rooms and in the NICU, where there is all the appropriate contribution to increase the survival of newborns. The aim of this study was to investigate the neonatal outcomes of newborns undergoing neonatal resuscitation in the birth room. This is a descriptive, retrospective documentary study with a quantitative approach, consisting of a sample of 200 newborns' records that needed to be resuscitated in the birth room in 2017. Data were tabulated in tables and graphs and analyzed descriptively. The mothers had an average age of 25.7 years, 64% underwent incomplete prenatal care, 60.5% underwent cesarean section. The most observed gestational complications were leukorrhea (33.5%) and urinary tract infection (30%). Most newborns were male (57%), preterm (53.5%), low weight (67.5%) classified as appropriate for gestational age (54.5%). Regarding the APGAR index, 85% reached a grade higher than 7 in the first minute and in the fifth minute 64% were between grades 7 and 10. Among the investigated 25.5% presented malformation. The average length of stay was 27 days. The average resuscitation was 1.95 and most needed only once (59%). The most performed maneuvers were PPV (100%) and IOT (62.5%). 73% were referred to the NICU and 62% were discharged for improvement. The results obtained allowed us to identify the maternal profile found in the majority presenting: incomplete prenatal care; age outside the extremes of risk; no history of abortions; in the first pregnancy, with single fetus and cesarean delivery. The neonatal profile was mostly male, preterm, underweight with adequate weight for gestational age. The most performed resuscitation maneuvers were Positive Pressure Ventilation and Oro Tracheal Intubation and more than half of the newborns evolved with discharge outcome due to improvement.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
Keywords: Morbimortalidade neonatal
Reanimação cardiorrespiratória
Enfermagem neonatal
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Faculdade de Enfermagem - FAENF/ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_DesfechosNeonataisRecemnascidos.pdf1,49 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons