Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/2763
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Avaliação do potencial metalogenético das unidades Arqueanas da região de Vila Tancredo, N de São Felix do Xingu (PA), Cráton Amazônico
metadata.dc.creator: NUNES, Saulo da Silva
metadata.dc.contributor.advisor1: FERNANDES, Carlos Marcello Dias
Issue Date: 2013
Citation: NUNES, Saulo da Silva. Avaliação do potencial metalogenético das unidades Arqueanas da região de Vila Tancredo, N de São Felix do Xingu (PA), Cráton Amazônico. Orientador: Carlos Marcello Dias Fernandes. 2013. 61 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Geologia) - Faculdade de Geologia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2013. Disponível em: https://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/2763. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Avaliação do potencial metalogenético das unidades arqueanas da região de Vila Tancredo, N de São Félix do Xingu (PA), Cráton Amazônico. O objetivo central deste trabalho foi avaliar, com base na integração dos dados geológicos, petrográficos, mineralógicos e geoquímicos disponíveis na literatura e outros agora obtidos, o potencial para depósitos minerais associadas à parte das rochas arqueanas e cobertura laterítica que ocorrem na região de Vila Tancredo, visto que os poucos empreendimentos mineradores têm como foco depósitos supergênicos. Foram realizados levantamentos bibliográficos, seleção de amostras, descrição petrográfica tanto por microscopia óptica quanto MEV. Para complementar a petrografia foi realizada análise mineralógica por difração de raios-x e análise química por fluorescência de raios-x. O padrão estrutural e metamórfico da região foi comparado à literatura e sugere potencialidade para a ocorrência de mineralizações auríferas do tipo lode orogênico; bem como sulfeto maciço vulcanogênico. A mineralogia das lateritas é constituída por óxido-hidróxido de ferro, argilominerais e quartzo, tendo muscovita como mineral reliquiar e cromita representando também um mineral resistente ao intemperismo. A análise química permitiu classificar as lateritas como ferruginosas. A relação entre os teores de SiO2, Al2O3 e Fe2O3 permitiu definir os níveis de laterização variando de incipiente a intenso. Quanto aos elementos traço, a análise mostrou que as amostras apresentam concentrações significativas de Co, Ni, Cr e Cu, sendo que a amostra Marc 32 é a que apresenta os maiores teores desses elementos. Esses elementos representam associações comuns em muitas crostas lateríticas. O Cr elevado, em particular, reflete a ocorrência de cromita e uma provável procedência de rochas ultramáficas e máficas.
Abstract: Evaluation of metallogenic potential of the archean units from the Vila Tancredo region, N of São Félix do Xingu (PA), Amazonian Craton. The aim of this work was to evaluate, based on the integration of geological, petrographic, mineralogical, and geochemical data available in the literature and others now obtained, the potential for mineral deposits associated with the part of the archean rocks and laterite occurring in the Vila Tancredo region, since the few mining companies focuses supergene deposits. We conducted selection of samples, and petrographic description by optical microscopy, and SEM analyses. The petrography was complemented by X-ray diffraction and chemical analysis by X-ray fluorescence. The structural and metamorphic pattern was compared to the literature and suggests potential for the occurrence lode-type orogenic gold deposit; as well VHMS. The mineralogy of laterites consists of iron oxide-hydroxide, clay, and quartz, with muscovite, and chromite also representing a mineral resistant to weathering. Chemical analysis allowed classify as ferruginous laterites. The relationship between SiO2, Al2O3, and Fe2O3 allowed defining levels laterization ranging from incipient to intense. Regarding trace elements, the analysis showed that the samples show significant concentrations of Co, Ni, Cr, and Cu, and the Marc 32 sample shows higher content of these elements. These elements represent associations common in many lateritic crusts. The high Cr content, in particular, reflects the occurrence of chromite and a probable origin from ultramafic and mafic rocks.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA::METALOGENIA
Keywords: Metalogenia
SMV
Lode orogênico
Cráton Amazônico
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Faculdade de Geologia - FAGEO/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_AvaliacaoPotencialMetalogenetico.pdf3,41 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.