Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/2753
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Geocronologia U-Pb da Formação Urupi e geoquímica isotópica Sr-Nd do Grupo Iricoumé, Domínio Erepecuru -Trombetas oeste, província Amazônia central
metadata.dc.creator: MAGALHÃES, Lucas Baía
metadata.dc.contributor.advisor1: LAFON, Jean Michel
Issue Date: 14-Nov-2016
Citation: MAGALHÃES, Lucas Baía. Geocronologia U-Pb da Formação Urupi e geoquímica isotópica Sr-Nd do Grupo Iricoumé, Domínio Erepecuru-Trombetas oeste, província Amazônia central. Orientador: Jean Michel Lafon. 2016. 60 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Geologia) - Faculdade de Geologia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2016. Disponível em: https://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/2753. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: O Domínio Erepecuru-Trombetas, porção norte da Província Amazônia Central, apresenta expressivas associações vulcano-plutônicas Orosirianas. A primeira associação representada pela Formação Igarapé Paboca e Suíte Intrusiva Caxipacoré se formou no intervalo de 1,99 a 1,96 Ga. A segunda associação representada pelo Grupo Iricoumé e pelas suítes intrusivas Água Branca e Mapuera se formou no período de 1,90 a 1,86 Ga. Neste Domínio, há localmente coberturas sedimentares paleoproterozoicas representadas pela Formação Urupi que recobrem as rochas do Grupo Iricoumé. Dados geocronológicos para esta Formação são ausentes. Este trabalho tem como principal objetivo investigar a existência de registros arqueanos e contribuir para o entendimento da evolução paleoproterozoica (orosiriana) a partir de amostras pertencentes ao Grupo Iricoumé e a Formação Urupi no Domínio Erepecuru-Trombetas. Os métodos empregados compreendem petrografia, a datação de rocha magmática por evaporação de Pb em zircão, datação de zircões detríticos por LA-ICP-MS em rochas sedimentares e a geoquímica isotópica Nd-Sr. As idades Pb-Pb em zircão de um riolito do Grupo Iricoumé variam de 1970 ± 28 Ma a 1881 ± 7 Ma. A interpretação dessas idades foi que a idade de cristalização é de 1,89 Ga e as idades mais antigas representam componentes herdados/zircões herdados de rochas geradas no episódio magmático mais antigo de 1,99 Ga. As idades modelos Nd-TDM e Sr-TUR obtidas nas rochas vulcânicas do Grupo Iricoumé apontam para um intervalo entre 2,3 e 2,08 Ga (Período Riaciano) e idades variando de 2,26 a 1,91 Ga, respectivamente. Os resultados não apresentaram evidências de fontes arqueanas nas origens dos magmas paleoproterozóicos. A Formação Urupi apresenta quartzo arenito (>95% de quartzo) com grãos subangulosos à subarrendondados com presença de alguns fragmentos líticos e cherts. Os zircões detríticos de uma amostra de quartzo-arenito foram caracterizados por MEV (microscopia eletrônica de varredura) quanto a sua textura e morfologia como, principalmente, cristais prismáticos, com zoneamentos oscilatórios finamente espaçados e alguns com alta concentração de U. As análises U-Pb in situ por espectrometria de massa com laser ablation (LA-ICP-MS) realizadas nesses zircões indicam duas populações de idades distintas. A primeira população, riaciana, apresenta idades variando entre 2.167 Ma e 2.050 Ma. A segunda população, neoarqueana, fornece idades entre 2.761 Ma e 2.573 Ma. A provável fonte dos zircões detríticos é da Província Transamazonas, a leste da Província Amazônia Central. Onde ocorreram ocorrências de rochas arqueanas e proterozóicas com idades semelhantes às obtidas nos zircões da Formação Urupi. O grão de zircão mais jovem obtido foi de 1.971 Ma (207Pb/206Pb), portanto, pode-se afirmar que a Formação Urupi deve ser mais jovem que o magmatismo de 1,99 Ga relativo a Formação Igarapé Ipaboca/ Suíte intrusiva Caxipacoré.
Abstract: The Erepecuru-Trombetas Domain, northern part of the Central Amazonian Province, exhibit expressives volcano-plutonic associations during Orosirian. The first association represented by the Igarapé Paboca formation and granitoids of Caxipacoré Suite has formed at about 1,99 - 1,96 Ga. The second association represented by Iricoumé Group and the Água Branca e Mapuera suites has formed at about 1,90 - 1,86 Ga. In this Domain, locally there is paleoproterozoic sediments covers represented by the Urupi formation that are overlying the rocks of the Iricoumé Group. Geochronological data of this formation are absents. This work has as main objective to investigate the existence of archean records and to contribute to the understanding of the Paleoproterozoic (Orosirian) evolution through the samples of the Iricoumé Group and the Urupi Formation, Erepecuru-Trombetas Domain. The employed methods are petrography, the dating from magmatic rocks through Pb evaporation from zircon, dating of detritical zircons trough LA-ICP-MS of sedimentary rocks and Nd-Sr isotopic geochemistry. The ages of the zircons of a rhyolite from the Iricoumé Group range from 1970 ± 28 Ma to 1881 ± 7 Ma (Pb-Pb method). The interpretation of these ages was that the age of crystallization is 1.89 Ga and older ages represent inherited components/inherited zircons from rocks generated in the oldest magmatic episode of 1,99 Ga. The Nd-TDM and Sr-TUR model ages obtained in volcanic rocks of the Iricoumé Group range between 2,30 and 2,08 Ga (Rhyacian period) and from 2.26 to 1.91 Ga, respectively. The results do not show evidence of archean sources in the origin of the Proterozoic magmas. The Urupi formation contain quartz sandstone (> 95% quartz) with subrounded to subangular grains with the presence of some lytic fragments and cherts. The detrital zircons from this quartz-sandstone were characterized by SEM (scanning electron microscopy) by its texture and morphology as to being prismatic crystals, had finely spaced oscillatory zoning, and some with high concentrations of U. The U-Pb in situ analysis by laser ablation mass spectrometry (LA-ICP-MS) carried out on these zircons indicate two populations of different ages. The first rhyacian population presents ages ranging between 2167 Ma and 2050 Ma. The second neoarchean population provides ages between 2761 Ma and 2573 Ma. The probably source of those detrital zircons is the Transamazonian Province, adjacent to the east of Central Amazon Province. In particular, the sources of the most Archean zircons are the Amapá Block and rhyacian zircons are from both the rhyacian rocks from Amapá Block as the Carecuru and Parú Domain. The youngest zircon grain obtained was 1.971 ± 9.2 Ma (207 Pb / 206 Pb). Therefore, the Urupi formation must be younger than the magmatism of 1.99 Ga for the fact of having a concordant zircon related to Formação Igarapé Paboca and intrusive suite Caxipacoré.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA::GEOCRONOLOGIA
Keywords: Geocronologia
Geologia – Pará
Arqueano - Paleoproterozoico
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Faculdade de Geologia - FAGEO/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_GeocronologiaU-PbFormaçãoUrupi.docx13,18 MBMicrosoft Word XMLView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.