Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/2734
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Conversão tempo-profundidade de linhas sísmicas migradas no tempo da Bacia do Parnaíba
metadata.dc.creator: LOPES, Matheus Santiago
metadata.dc.contributor.advisor1: CRUZ, João Carlos Ribeiro
Issue Date: 2013
Citation: LOPES, Matheus Santiago. Conversão tempo-profundidade de linhas sísmicas migradas no tempo da Bacia do Parnaíba. Orientador: João Carlos Ribeiro Cruz. 2013. 79 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Geofísica) - Faculdade de Geofísica, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2013. Disponível em: https://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/2734. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: O método sísmico consiste na medição do sinal sísmico que se propaga em subsuperficie. É o método mais utilizado na exploração de petróleo. Para que os poços de prospecção de hidrocarbonetos sejam perfurados nos locais corretos, exige-se uma elevada precisão nos métodos de exploração. Para uma melhor compreensão da área de trabalho é feita uma combinação de informações a partir de métodos geofísicos e geológicos. As imagens geradas por métodos sísmicos têm seu eixo vertical, geralmente, em tempo (milissegundos). Para se ter uma ideia da posição em profundidade das camadas é necessário fazer uma conversão do eixo vertical de tempo para profundidade, chamada de conversão tempo-profundidade. Existem várias técnicas para a obtenção de uma imagem em profundidade. Este trabalho irá apresentar 10 situações onde se pode implementar uma técnica chamada de conversão tempo-profundidade vertical, com base em pesquisa bibliográfica. Também vamos mostrar o resultado da conversão tempo-profundidade das linhas sísmicas: 295_004, 295_005, 295_006, 295_008, por serem paralelas a linha 295_007, da Bacia do Parnaíba fornecido pela Agencia Nacional de Petróleo (ANP), utilizando o software @ Promax Land Mark Corporation, a partir de uma velocidade intervalar em tempo estimada na linha 295_007, já que esta Bacia é considerada uma fronteira exploratória e uma das mais desconhecidas a julgar por sua extensão territorial.
Abstract: The seismic method consists in measurement of seismic signal that traveling in subsurface. Is the most used of petroleum prospection. To a better understanding of the area of interest and in order to hydrocarbons exploration wells to be drilled at the correct location, it is necessary high precision methods of exploration as well as gather of information from various Geologic and Geophysical methods. The images generated by the Seismic method generally have their vertical axes represented in time (mili-seconds). In order to have an idea of the position in depth of the subsurface layers it is necessary to make a conversion of these vertical axes called time-depth conversion. There exist plenty of technics to acquire an in depth images. This work will show ten situations in which it is possible to implement the technic called vertical time-depth conversion, based in bibliographic research. This work also shows the result of time-depth conversion of the seismic lines 295_004, 295_005, 295_006, 295_008, due be parallels to the line 295_007, from Parnaíba basin ceded by National Agency of Petroleum (ANP) and using the software ProMAX@ from Land Mark Corporation. The interspaced velocity was estimates from the line 295_007, since this basin is considered an exploratory border and one of the most unknown area concerning its territorial width.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOFISICA::SISMOLOGIA
Keywords: Método sísmico
Exploração de petróleo
Agencia Nacional de Petróleo (ANP)
Bacia do Parnaíba
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Faculdade de Geofísica - FAGEOF/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_ConversaoTempoProfundidade.pdf13,4 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons