Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/prefix/2720
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Imageamento sísmico de reflexões primárias utilizando as principais aproximações de tempo de trânsito hiperbólicas e não-hiperbólicas
metadata.dc.creator: MONTALVÃO, Angela da Silveira
metadata.dc.contributor.advisor1: OLIVA, Pedro Andrés Chira
Issue Date: 31-Mar-2014
Citation: MONTALVÃO, Angela da Silveira. Imageamento sísmico de reflexões primárias utilizando as principais aproximações de tempo de trânsito hiperbólicas e não-hiperbólicas. Orientador: Pedro Andrés Chira Oliva . 2014. 59 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Geofísica) - Faculdade de Geofísica, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2014. Disponível em: https://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/2720. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: O empilhamento sísmico tem o objetivo de simular um levantamento de afastamento nulo e é frequentemente aplicado no processamento de dados sísmicos de cobertura múltipla. Existem diversos métodos de imageamento sísmico que tem ganhado importância nos últimos anos para tratar de superar as limitações do conceito empilhamento convencional Common Midpoint, destacando entre eles, os métodos de empilhamento sísmico Common-Reflection-Surface (CRS), Multifocusing (MF) e o mais recente, Nonhyperbolic CRS. A simulação de uma seção sísmica zero offset (ZO), a partir de dados sísmicos de multi-cobertura, é um método padrão de imageamento utilizado no processamento sísmico para reduzir a quantidade de dados e aumenta a relação sinal/ruído. Neste trabalho, foram testados os desempenhos destas aproximações de tempos de trânsito, hiperbólicas e não-hiperbólicas, em dados sintéticos para simular seções sísmicas de afastamento-nulo (ZO) e verificar o comportamento das mesmas na recuperação da forma e amplitude dos traços ZO simulados.
Abstract: The seismic stacking aims to simulate a survey of zero offset and is often applied in multiple coverage seismic data processing. There are several methods of seismic imaging that have gained importance recently in order to overcome limitations of conventional stacking Common Midpoint concept, emphasizing, the methods of seismic stacking Common- Reflection -Surface ( CRS ), Multifocusing ( MF ) and the recent Nonhyperbolic CRS. The simulation of a seismic section zero offset ( ZO ), based on multi coverage seismic data is a standard imaging method used in seismic processing to reduce the amount of data and to increases the signal/noise ratio. In this work, the performances of these approaches transit times, hyperbolic and non- hyperbolic, were tested on synthetic data to simulate seismic sections zero offset ( ZO ) and to verify their recovery shape behavior and the amplitude of ZO simulated traces.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOFISICA::SENSORIAMENTO REMOTO
Keywords: Prospecção – Métodos geofísicos
Métodos de reflexão sísmica
Ondas sísmicas - Velocidade
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Faculdade de Geofísica - FAGEOF/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_ImageamentoSismicoReflexoes.pdf1,49 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.