Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/2716
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Caracterização socioambiental, econômica da extração de argila no município de São Miguel do Guamá-PA
metadata.dc.creator: SANTOS, Deivid Teixeira
metadata.dc.contributor.advisor1: LUCZYNSKI, Estanislau
Issue Date: 2016
Citation: SANTOS, Deivid Teixeira. Caracterização socioambiental, econômica da extração de argila no município de São Miguel do Guamá-PA. Orientador: Estanislau Luczynski. 2016. 67 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Geologia) - Faculdade de Geologia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2016. Disponível em: https://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/2716. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Nas últimas décadas, com o setor da construção civil aquecido no Brasil, a indústria da cerâmica paraense aposta na qualidade dos produtos para ganhar o mercado e desponta como um dos principais polos produtores da região Norte do país, dentro desse contexto o município de São Miguel do Guamá localizado na porção nordeste do Estado do Pará destaca-se como grande produtor de bens „‟Minerais Sociais‟‟ de uso na indústria da construção civil com destaque para os derivados da argila, se tornado segundo a SEDEME(Secretaria de Estado e Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia)a 4º Maior Produção da Mineração do Brasil(em volume) Abaixo Apenas da Produção de ferro e de Agregado(Areia e Brita)tendo a Região Metropolitana de Belém e o município de Castanhal como os maiores centros consumidores, embora atualmente venha aumentando a exportação para o sul-sudeste do pais. No ano de 2009 o município de São Miguel do Guamá contribui com uma produção de aproximadamente 34.200.000 (trinta e quatro milhões e duzentos mil) peças/mês e gerava aproximadamente 2.800 (dois mil e oitocentos) empregos diretos e indiretos, apresentando-se como os maiores produtores de cerâmica vermelha do Estado do Pará. Segundo SINDCER (Sindicato das Industrias Cerâmicas de São Miguel do Guamá e Região) no ano de 2015 ainda com a crise conseguiu atingir a incrível média de 55.200.000 peças/mês e gerou aproximadamente 3.680(três mil seiscentos e oitenta) empregos diretos e indiretos, sendo As argilas presentes nos município de coloração cinza acastanhado marcada por concreções ferruginosas e aspecto plástico. Esse material argiloso é fortemente controlado ao longo do tempo geológico pela ação hidrodinâmica dos Rios Guamá e Irituia. Esses depósitos são todos balizados pela planície de inundação dos rios anteriormente mencionados. As argilas mais potencialmente econômicas da região são localizadas em níveis mais rasos nas áreas de extração bem como mais distante dos leitos de rios, porém dentro da zona de inundação dos mesmos, esse fato provavelmente é devido a não deposição de matéria orgânica trazida pelos rios em pontos mais distante de sua planície de inundação. As argilas de São Miguel do Guamá, vem se destacando bastante dentro do mercado consumidor pelo seu alto poder tecnológico na produção de telhas e tijolos. Essa característica tecnológica satisfaz propriedades como à tensão de ruptura a flexão, a menor absorção de água, cor após queima, menor quantidade me concreção ferruginosa e baixo teor de matéria orgânica.
Abstract: In recent decades, with the heated civil construction sector in Brazil, the Para ceramic industry commitment to product quality to win the market and is emerging as a leading producer poles of the north of the country, in this context the municipality of San Miguel the Guama located in the northeastern portion of the state of Pará stands out as a major producer of goods' 'Social Minerals' use in the construction industry with emphasis on derivatives clay, become according to SEDEME (Secretary of State and Development economic, Mining and Energy) the 4th largest Production Brazil Mining (by volume) Below Only the iron production and Aggregate (Sand and Gravel) with the Metropolitan Region of Belém and the municipality of Castanhal as major consuming centers, although currently has been increasing exports to the south-southeast of the country. In 2009 the municipality of Sao Miguel do Guama contributes a production of approximately 34,200,000 (thirty-four million, two hundred thousand) pieces / month and generated approximately 2,800 (two thousand eight hundred) direct jobs and indirect, presenting itself as the largest red ceramic producers in the State of Pará. According SINDCER (Union of Industries ceramics Sao Miguel do Guama and Region) in 2015 even with the crisis managed to achieve the incredible average of 55.2 million pieces / month and generated approximately 3,680 (three thousand six hundred and eighty) direct and indirect jobs, and These clays in brownish gray coloring municipality marked by ferruginous concretions and plastic appearance. This clay material is tightly controlled over geologic time by the hydrodynamic action of the Rio Guama and Irituia. These deposits are all tied to the floodplain of the rivers mentioned above. The most potentially economic clays of the region are located in shallower levels in the extraction areas and farther from the river beds, but within the flood zone thereof, that fact is probably due to non-deposition of organic matter brought by the rivers more distant points of its floodplain. Clays of Sao Miguel do Guama, has stood out enough in the consumer market for its high technological power in the production of tiles and bricks. This technological feature satisfies properties such as the breakdown voltage of the bending, the lower water absorption, color after firing, less me ferruginous concretion and low organic matter content.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Keywords: Potencial Argilífero, São Miguel do Guamá (PA)
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Faculdade de Geologia - FAGEO/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_CaracterizacaoSocioambientalEconomica.pdf3,12 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.