Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/2610
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Investigação da atividade antioxidante e de inibidores de tirosinase em extratos etanólicos da torta de castanha (Bertholletia excelsa).
metadata.dc.creator: GONÇALVES, Merezilda Barreto
metadata.dc.contributor.advisor1: CARVALHO, Antônio Sérgio Costa
Issue Date: 8-Jan-2019
Citation: GONÇALVES, Merezilda Barreto. Investigação da atividade antioxidante e de inibidores de tirosinase em extratos etanólicos da torta de castanha (Bertholletia excelsa). Orientador: Antônio Sérgio Costa Carvalho. 2019. 49 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Química Industrial) – Faculdade de Química, Instituto de Ciências Exatas e Naturais, Universidade Federal do Pará, Belém, 2019. Disponível em: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/2610. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: A castanha-do-Pará (Bertholletia excelsa) é uma amêndoa oriunda da castanheira, uma espécie arbórea tipicamente amazônica. A extração do óleo dessa amêndoa é comumente feita por prensagem e origina um subproduto denominado de torta, que comumente é tratado como resíduo por essas indústrias. Tendo isso em vista, esse trabalho buscou investigar a presença de compostos fenólicos presentes na torta de castanha-do-Pará e realizar a investigação do potencial de atividade antioxidante e inibitória de tirosinase nesse material. Para isso, fez-se uso de um delineamento experimental através de uma análise fatorial 23 de modo a verificar a influência das variáveis (tempo, temperatura e razão soluto/solvente) sobre a extração desses compostos. A determinação do teor de fenólicos totais foi feita através do método folin-ciocalteau e a determinação da atividade de inibição de tirosinase foi determinada por método espectrofotométrico. Os melhores resultados de extração de fenólicos foram obtidos quando se aumentou o tempo e diminuiu-se a razão soluto/solvente, inferindo em um melhor rendimento de fenólicos quando submetidos a uma extração a 50°C, por 10 min numa razão soluto/solvente de 1/7. A determinação de atividade antioxidante foi feita pelo método de sequestro de NO e apresentou porcentagens de inibição iguais ou inferiores a 8,0 % para todos os extratos indicando uma baixa atividade antioxidante na torta residual de castanha-do-Pará. A atividade de inibição de tirosinase pelos extratos também foi baixa, apresentando valores entre 4,50 e 25,09 % de inibição de tirosinase monofenolase (Tyrosina) e valores entre 4,37 e 24,77% de inibição de tirosinase difenolase (L-DOPA). A partir do estudo realizado para verificar a relação entre o teor de compostos fenólicos encontrados e os percentuais de inibição de NO e de tirosinase concluiu-se que não houve correlação entre eles.
Abstract: The Bertholletia excelsa is an almond native to Brazil nut tree, it is a species typically Amazonian. The extraction of the oil from this almond is commonly done by pressing and gives rise to a by-product called pie, which is commonly treated as waste by these industries. This work aimed to investigate the presence of phenolic compounds present in the chestnut pie and to investigate the potential of antioxidant and inhibitory activity of tyrosinase. For this, an experimental design was used through a factorial analysis 23 in order to verify the influence of the variables (time, temperature and solute / solvent ratio) on the extraction of these compounds. The determination of the total phenolic content was done using the folin-ciocalteau method and the determination of the activity of inhibition of tyrosinase was determined by spectrophotometric method. The best phenolic extraction results were obtained when the time was increased and the solute / solvent ratio decreased, yielding a better yield of phenolics when subjected to extraction at 50 ° C for 10 min at a solute / solvent ratio of 1/7. The determination of antioxidant activity was done by the NO sequestration method and presented inhibition percentages equal to or lower than 8.0% for all the extracts indicating a low antioxidant activity in the brown cake of Pará. The activity of inhibition of tyrosinase by the extracts was also low, with values between 4.50 and 25.09% inhibition of tyrosinase monophenolase (Tyrosine) and values between 4,37and 24,77% inhibition of tyrosinase diphenolase (L-DOPA). In conclusion, was verified the relationship between the content of phenolic compounds found and the percentages of inhibition of NO and tyrosinase, it was concluded that there was no correlation between them.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICA
Keywords: Bertholletia excelsa
Fenólicos
Inibidores de tirosinase
Atividade antioxidante
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Faculdade de Química - FAQUI/ICEN

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_InvestigacaoAtividadeAntioxidante.pdf1,25 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons