Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/2577
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Estudo das condições de sulfonação do biocarvão de casca de murumuru (Astrocaryum murumuru Mart.)
metadata.dc.creator: CORRÊA, Ana Paula da Luz
metadata.dc.contributor.advisor1: CONCEIÇÃO, Leyvison Rafael Vieira da
Issue Date: 21-Dec-2018
Citation: CORRÊA, Ana Paula da Luz. Estudo das condições de sulfonação do biocarvão de casca de murumuru (Astrocaryum murumuru Mart.) aplicado na produção de biodiesel via esterificação. Orientador: Leyvison Rafael Vieira da Conceição. 2018. 51 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Química Industrial) – Faculdade de Química, Instituto de Ciências Exatas e Naturais, Universidade Federal do Pará, Belém, 2018. Disponível em: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/2577. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: A casca de murumuru foi empregada como matéria-prima para a síntese de um catalisador por meio do processo de carbonização. O biocarvão (BC) obtido foi funcionalizado com grupos sulfônicos sob diferentes condições de temperatura e tempo de sulfonação, a fim de verfificar a influência destas variáveis na atividade do catalisador produzido, mediante a aplicação no processo de produção de biodiesel via esterificação metílica do ácido oleico. O estudo da variável tempo foi realizado através da avaliação dos níveis 1, 2, 4, 6 e 8 h, à temperatura de 200 °C, enquanto que o estudo da variável temperatura foi feito analisando-se os níveis 120, 140, 160, 180 e 200 °C, no tempo de 4 h. A resposta para a atividade catalítica dos biocarvões sulfonados foi dada por meio de medidas de acidez superficial (AS) e conversão de ácidos graxos livres (AGL) nas reações de esterificação. Para o estudo do tempo de sulfonação, os melhores resultados encontraram-se entre 2 – 6 h, com maior valor de acidez superficial em 4 h (4,19 mmol H+ g-1), e conversão de 98,5%. Para o estudo da temperatura verificou-se que quanto maior a temperatura, maior a funcionalização do material. O catalisador de maior acidez superficial (4 h) manteve-se altamente eficiente em seu primeiro reuso, com taxa de conversão de 95,1%. Tal catalisador foi caracterizado por meio das técnicas de Análise Termogravimétrica (TG), Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV), Espectroscopia de Energia Dispersiva de Fluorescência de Raios-X (EDS) e por Espectroscopia de Infravermelho com Transformada de Fourier (FT-IR). Os resultados obtidos revelaram a viabilidade promissora da aplicação do rejeito agroindustrial casca de murumuru como matéria-prima para produção de um sólido catalítico ácido no processo de produção de biodiesel via esterificação.
Abstract: The murumuru bark was used as a raw material for the synthesis of a catalyst through the carbonization process. The obtained biochar (BC) was functionalized with sulfonic groups under different temperature and sulfonation time conditions, to verify the influence of these variables on the activity of the catalyst produced, by their use in biodiesel production process through the methyl esterification of oleic acid. The study of the sulfonation time was performed through the evaluation of levels 1, 2, 4, 6 and 8 h, at a temperature of 200 °C. While the study of the temperature was done by the investigation of the levels 120, 140, 160, 180 and 200 °C, in the time of 4 h. The response to the catalytic activity of the sulfonated biochar was given through the measurements of surface acidity (SA) analysis and free fatty acid (FFA) conversion in the esterification reactions. For the study of the sulfonation time, the best results were found between 2 – 6 h, with a higher surface acidity value in 4 h (4.19 mmol H+ g-1), where the conversion was 98.5%. For the study of temperature, it was seen that high temperatures give high functionalization of the material. The catalyst with the highest surface acidity (4h) were highly efficient in their first reuse, with a conversion rate of 95.1%. This catalyst was characterized by Thermogravimetric Analysis (TG), Scanning Electron Microscopy (SEM), X-ray Fluorescence Dispersive Energy Spectroscopy (EDS) and Fourier Transform Infrared Spectroscopy (FT-IR). The results showed the promising viability for the use of murumuru bark as a raw material for the production of a solid catalytic acid in the process of biodiesel production through esterification.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICA
Keywords: Biodiesel
Biocarvão sulfonado
Catálise heterogênea ácida
Esterificação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Faculdade de Química - FAQUI/ICEN

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_EstudoCondicoesSulfonacao.pdf2,14 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons