Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/2474
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: O desenvolvimento das práticas de cuidar e educar criança pequena: a experiência no berçário “A” da creche Maria Celes em Igarapé-Miri/PA
metadata.dc.creator: XAVIER, Rafaela Fonseca
metadata.dc.contributor.advisor1: LIMA, Maria do Socorro Pereira
Issue Date: 18-Feb-2019
Citation: XAVIER, Rafaela Fonseca. O desenvolvimento das práticas de cuidar e educar criança pequena: a experiência no berçário “A” da creche Maria Celes em Igarapé-Miri/PA. Orientadora: Maria do Socorro Pereira Lima. 2019. 62 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Pedagogia) – Faculdade de Educação e Ciências Sociais, Campus Universitário de Abaetetuba, Universidade Federal do Pará, Abaetetuba, 2019. Disponível em: https://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/2474. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho intitulado “O desenvolvimento das práticas de cuidar e educar criança pequena: experiência do berçário “A” da creche Maria Celes em Igarapé-Miri/Pa”, possui como linha de pesquisa a Educação Infantil e tem como objetivo geral compreender como as práticas de cuidar e educar estão sendo desenvolvidas no interior do berçário “A” da referida creche. A pesquisa também buscou saber como as profissionais que ali atuam entendem e associam este binômio cuidar e educar. De modo específico, buscou brevemente contextualizar teoricamente a história da educação infantil, o surgimento das creches e os assuntos que permeiam o cuidar e o educar nestes espaços, bem como compreender como as professoras entendem estas práticas, procurando descrevê-las a partir das observações feitas no berçário “A”. A referida pesquisa caracteriza-se como uma pesquisa de cunho qualitativo fundamentada em Chizzotti (2010), desenvolvida por meio de um Estudo de Caso etnográfico baseado em André (2012) realizado no berçário “A” da creche Maria Celes em Igarapé-Miri/Pa. As bases teóricas foram pautadas em estudiosos como Ana Beatriz Cerisara (1999), Moysés Kuhlmann Jr. (2000) Sonia Kramer (2006, 2011, [2012]), Vital Didonet (2001, 2011), entre outros que desenvolvem estudos sobre a educação infantil. Ainda, destaco algumas leis que tornaram legítimos os direitos das crianças de 0 a 6 anos, como a Constituição Federal de 1988, o Estatuto da Criança e do adolescente (ECA, 1990), a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) - 9394/1996, o Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil (RCNEI, 1998), a Política Nacional de Educação Infantil: pelo direito da criança de 0 a 6 anos à Educação (2003), as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil (DCNEI, 2010) e a Base Nacional Comum Curricular (BNCC, 2017). Como técnica de coleta de dados, foi usada a entrevista semiestruturada pautada em Minayo (2011) junto às professoras e a observação participante de acordo com Chizzotti (2010). Para a análise dos dados, optei pela Análise de Conteúdo baseada também em Chizzotti (2010). Os resultados deste estudo indicam que o desenvolvimento das práticas de cuidar e educar crianças pequenas no berçário “A” da creche Maria Celes, materializam-se em momentos dissociados, na medida em que existem momentos específicos para a realização de cada prática em decorrência da rotina já determinada pela coordenação da creche. Todavia, essa rotina caracteriza-se como estratégia organizacional do trabalho docente, pois, faz-se necessária a predominância de certo grau de controle em relação às crianças, fazendo-as entender que existem limites e momentos para realização das atividades que lhes são compelidas. Para tanto, conclui-se que apesar dessa dicotomia existente proveniente da rotina determinada, as profissionais que ali atuam, entendem a importância de se trabalhar de forma indissociável tais práticas, bem como, associam-nas em suas ações cotidianas. A evidência desta questão se efetiva na atuação profissional destas profissionais no âmbito da sala de aula e em seus discursos referentes às práticas de cuidar e educar.
Abstract: This work entitled “The development of practices to care for and educate young children: nursery experience, "A" from the nursery Maria Celes in Igarapé-Miri/Pa”, this work has as a research line the Early Childhood Education, and has as general objective to understand how the practices of caring and educating are being developed inside the nursery "A" in the referred nursery. The research also sought to know how the professionals who work there understand and associate this binomial caring and educating. Specifically, this work sought to briefly contextualize the history of early childhood education, the emergence of the nursery and the issues that permeate the care and education in these spaces, it was also sought to understand how the teachers understand these practices, trying to describe them from the observations made in nursery "A". This research is characterized as a qualitative research based on Chizzotti (2010), developed through an Ethnographic Case Study based on André (2012) carried out in nursery "A" of the Maria Celes nursery in Igarapé-Miri/Pa. The theoretical bases were based on scholars such as Ana Beatriz Cerisara (1999), Moysés Kuhlmann Jr. (2000), Sonia Kramer (2006, 2011, [2012]), Vital Didonet (2001, 2011), among others who develop studies on early childhood education. I still highlight some laws that have made the rights of children from 0 to 6 years legitimate, such as Federal Constitution of 1988, the Statute of Child and Adolescent (ECA, 1990), the Directives and Basis for National Education (9394/1996), the National Curriculum for Early Childhood Education (RCNEI, 1998), the National Policy on Early Childhood Education: for the right of the child from 0 to 6 years to Education (2003), the National Curriculum Guidelines for Early Childhood Education (DCNEI, 2010) and the National Curricular Common Base used with the teachers and the participant observation according to Chizzotti (2010). For the analysis of the data, I opted for Content Analysis based also on Chizzotti (2010). The results of this study indicate that the development of practices to care for and educate young children in the nursery "A" of the nursery Maria Celes, they materialize in dissociated moments, as there are specific moments for the realization of each practice as a result of the routine already determined by the day care coordination. However, this routine is characterized as an organizational strategy of teaching work, because it is necessary to have a certain degree of control over children, aking children understand that there are limits and moments to carry out the activities that are compelled. Therefore, it is concluded that despite this existing dichotomy arising from the determined routine, the professionals who work there understand the importance of working in an inseparable way such this practices, and always associate them in their daily actions. The evidence of this question is effective in the professional performance of these professionals within the classroom and in their discourses regarding the practices of caring and educating.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::TOPICOS ESPECIFICOS DE EDUCACAO::EDUCACAO PRE-ESCOLAR
Keywords: Creches
Educação infantil
Prática de ensino
Cuidados
Educação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Curso de Pedagogia - CABAE

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_DesenvolvimentoPraticasCuidar.pdf1,4 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons