Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/2170
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Artefatos líticos de sítios arqueológicos do Salobo região de Carajás-PA: mineralogia e composição química
metadata.dc.creator: PANTOJA, Heliana Mendes
metadata.dc.contributor.advisor1: COSTA, Marcondes Lima da
metadata.dc.contributor.advisor-co1: SILVEIRA, Maura Imazio da
Issue Date: 10-Apr-2013
Citation: PANTOJA, Heliana Mendes. Artefatos líticos de sítios arqueológicos do Salobo região de Carajás-PA: mineralogia e composição química. Orientador: Marcondes Lima da Costa. 2013. 39 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Geologia) - Faculdade de Geologia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2013. Disponível em: Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: A região de Carajás, uma das principais províncias minerais do Brasil, é também rica em sítios arqueológicos, alguns descobertos pré-pesquisas minerais e outros durante as atividades de implantação dos projetos de lavra mineral, através de salvamento arqueológico. Durante estas atividades foram coletadas inúmeras amostras de materiais líticos e de vasos e fragmentos cerâmicos (FCs). No intuito de auxiliar essas pesquisas, principalmente visando identificar a matéria-prima e possível proveniência dos líticos, empregaram-se técnicas mineralógicas (DRX) e químicas (FRX) de certa forma não destrutivas em amostras coletadas de sítios da região de Salobo, um dos mais recentes empreendimentos minerais com produção de cobre e ouro. As peças líticas foram resgatadas durante escavações realizadas de 2004 a 2006 por pesquisadores do Museu Paraense Emílio Goeldi, que cederam as amostras para esta investigação. Elas representam adornos tipo contas e pingentes e suas pré-formas. Os resultados obtidos mostram que foram confeccionadas em rochas constituídas fundamentalmente de caulinita tipo flint, quartzo, por vezes florencita e hematita. Rochas com caulinita, (quartzo) e florencita não são comuns em Carajás, enquanto hematita sim. Florencita foi reportada isoladamente na antiga mina de ouro do Igarapé Bahia, não estando associada com caulinita flint como dos artefatos do Salobo. Caulinita com natureza flint e florencita são mais frequentes em veios hidrotermais, mas ainda não foram identificados em mapas geológicos de Carajás. Portanto a matéria-prima dos adornos e suas préformas provém de veios hidrotermais, certamente da região, faz-se necessário o conhecimento mais detalhado da geologia para descobrir a sua proveniência, o local de extração. Certamente foi preferida pela dureza média a baixa, textura fina, que permitiam ser trabalhadas e polidas.
Abstract: The Carajás region, a major mineral province of Brazil, is also rich in archaeological sites, some were discovered pre research minerals and other during the implementation activities of the projects in mineral mining, through archaeological rescue. During these activities were collected numerous samples of lithic materials and ceramic vases and their fragments (CFs. To assist this research, especially to identify the raw materials and possible origin of lithic, mineralogical techniques (XRD) and chemical (XRF) were employed, somehow nondestructive samples, sampled from sites in the region of Salobo, one of latest undertaking in mineral production of copper and gold. The lithic pieces were recovered during excavations from 2004 to 2006 by researchers at the Goeldi Museum, which provided samples for this research. They represent adornments like beads and pendants and their preforms. The results show that was made in rocks consists mainly of kaolinite type flint, quartz, hematite and sometimes florencite. Rocks with kaolinite (quartz) and florencite are not common in Carajás, while hematite is. Florencite was reported separately in the former gold mine Igarapé Bahia and is not associated with flint kaolinite in Salobo lithic artefacts. Kaolinite with flint and florencite are more common in hydrothermal veins, which have not yet been identified in Carajas. So the raw material of their loud and preforms must be derived from hydrothermal veins, certainly in the region; it is necessary more detailed knowledge of the geology of the region, to discover its provenance, the extraction sites. Certainly was the preferred because of its low to medium hardness and fine texture, which allowed be worked and polished.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA::MINERALOGIA
Keywords: Caulinita
Florencita
DRX
FRX
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Faculdade de Geologia - FAGEO/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_ArtefatoLiticosSitios.pdf2,48 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.