Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/2114
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Sedimentação em áreas de manguezal sujeitas ao regime de Macomaré, Bragança (PA)
metadata.dc.creator: REIS, Luiza Santos
metadata.dc.contributor.advisor1: SOUZA FILHO, Pedro Walfir Martins e
Issue Date: 2013
Citation: REIS, Luiza Santos. Sedimentação em áreas de manguezal sujeitas ao regime de Macromaré, Bragança (PA). Orientador: Pedro Walfir Martins e Souza Filho. 2013. 70 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Oceanografia) - Faculdade de Oceanografia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2013. Disponível em: https://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/2114. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: O ecossistema de manguezal influencia fortemente a hidrodinâmica, a geomorfologia e a sedimentologia dos ambientes de planície de maré. Estes estão situados em regiões costeiras de topografia plana, podem apresentar sequências alternadas de areia e lama, depósitos formados pela migração lateral de canais de maré e largura que varia principalmente em função das amplitudes de marés, sendo maior em regiões submetidas ao regime de macromaré (maior que 4 m). E os organismos bentônicos, detritívoros e a vegetação desempenham um importante papel no ambiente de planície de maré, sendo responsáveis pela degradação da matéria orgânica e trapeamento de sedimentos, respectivamente. É neste contexto que está inserida a área em estudo, localizada na Planície Costeira de Bragança que apresenta uma planície de progradação lamosa com 25 km de extensão, vegetada por mangue e desenvolvida durante os últimos 2.000 anos. Este trabalho tem como objetivo investigar o padrão de sedimentação, através do reconhecimento do tamanho dos grãos, quantificação da matéria orgânica e estimativa das taxas de acumulação dos sedimentos. Pra tal fim, foram coletados manualmente 4 testemunhos, utilizando tubos de PVC que foram introduzidos verticalmente no substrato, com até aproximadamente 60 cm de profundidade . Além disso, foram realizadas amostragens verticais utilizando-se bandejas de acrílico que foram utilizadas para a análise radiográfica de raios-X. Posteriormente, os testemunhos foram fatiados transversalmente e subdivididos em intervalos de 1 e 2 cm para a realização da análise granulométrica, cálculo das taxas de sedimentação e quantificação da matéria orgânica. Os testemunhos (FDT-1, FG-1, FDO-2 e FDE-1), de forma geral, apresentaram teores significativos de sedimentos arenosos na base (~20%) e aumento na fração mais fina (<0,062 mm) em direção ao topo (>80%), sendo predominantemente silte-argilosos, evidenciando a diminuição da energia do ambiente, que pode ter sido promovida pela migração dos canais ou pela colonização da vegetação de mangue. O FDT-1 situado na zona vegetada (Bosque de Avicennia) apresentou do topo a base os menores conteúdos de matéria orgânica (MO) (<5%), que se deve a ação das raízes e de organismos bentônicos que facilitam a entrada de oxigênio no sedimento e, conseqüentemente, a oxidação do material orgânico sedimentar. Nos demais testemunhos, o teor de MO oscilou significativamente (2-10%) ao longo dos mesmos, essa característica se deu devido a variações nos teores de areia, silte e argila, o que permitiu observar uma forte relação existente entre os sedimentos lamosos e o material orgânico. Essa expressiva variação no conteúdo de sedimentos finos (silte e argila) e de matéria orgânica afetou fortemente a atividade do 210Pb que demonstrou perfis instáveis e impossibilitou o cálculo das taxas de sedimentação, com exceção do FDT-1 que apresentou uma taxa igual a 0,59 cm/ano. O excesso deste radionuclídeo no sedimento evidenciou um grande acúmulo de sedimentos modernos e uma forte relação da atividade do 210Pb com os sedimentos finos e matéria orgânica. Dessa forma, os testemunhos evidenciam um controle da topografia, da vegetação e da influência marinha sobre a sedimentação nos manguezais. Fatores como atividade microbiana, bioturbação, abundância da fauna detritívora, freqüência de inundação, composição das espécies vegetais, tamanho do grão e taxa de acumulação dos sedimentos, interfere no conteúdo de material orgânico e dependendo da natureza do mecanismo, favorece o transporte, a decomposição ou a preservação deste material no substrato lamoso. A dificuldade encontrada em estimar a taxa de acumulação neste trabalho, faz necessária a utilização de uma técnica alternativa como o uso do radionuclídeo Cs-137, que é aplicado em áreas com altas taxas de acumulação, como é o caso dos manguezais da Planície Costeira Bragantina.
Abstract: The mangrove ecosystem strongly influences the hydrodynamics, geomorphology and sedimentology of tidal flat environments. These environments are located in coastal areas of flat topography, may have alternating sequences of sand and mud, deposits formed by lateral migration of tidal channels and wide that ranging mainly due to tidal amplitudes, higher in regions subject to the macrotidal regime (greater than 4 m). And the benthic, detritus organisms and vegetation play an important role in tidal flat environment, being responsible for the degradation of organic matter and sediment trapping, respectively. It is in this context that is embedded the study area, located in the Bragança Coastal Plain featuring a progradation muddy plain with 25 km long, vegetated by mangrove and developed over the last 2,000 years. This study aims to investigate the pattern of sedimentation, through recognition of the grain size, quantification of organic matter and estimate rates of sediment accumulation. To this end, four cores were collected manually, using PVC tubing which were introduced vertically into the substrate, with up to approximately 60 cm depth. In addition, samples were taken using vertical trays acrylic been used for radiographic X-rays. Later, the cores were transversely sliced and divided into intervals of 1 and 2 cm for holding the sieve analysis, calculation of sedimentation rates and elimination of organic matter. The four cores (FDT-1, FG-1, FDO-2 and FDE-1), in general, showed significant levels of sandy sediments at the base (20%) and an increase in finer fraction (<0.062 mm) toward the top (>80%), being predominantly silt-clay, showing a decrease in energy from the environment, which may have been promoted by the migration of the channels or the colonization of mangrove vegetation. The FDT-1 located in the vegetated (Avicennia forest) presented from top to bottom the lower organic matter content (OM) (<5%), which is due to the action of roots and benthic organisms that facilitate the entry of oxygen into the sediment and consequently the oxidation of sedimentary organic material. In other cores, the content of OM fluctuated significantly (2-10%) over the same; this trait was due to changes in the proportions of sand, silt and clay, which allowed us to observe a strong relationship between the muddy sediments and organic material. This significant variation in the content of fine sediments and organic matter strongly affected the 210Pb activity; exhibit unstable profiles and impossible to calculate the sedimentation rates, with FDT-1 exception which showed a rate equal to 0.59 cm / yr. The excess of this radionuclide in the sediment reflect a large accumulation of modern sediment and a strong relationship between 210Pb activity, fine sediments and organic matter. Thereby, the collected cores demonstrate considerable control of topography, vegetation and marine influence on sedimentation in mangrove. Factors such as microbial activity, bioturbation, detritivore fauna abundance, flood frequency, plant species composition, grain-size and rate of accumulation of sediments, acting on the organic material and depending on the nature of the mechanism, favors the transport, decomposition or preservation this material onto the muddy substrate. The difficulty in estimating the rate of accumulation in this study, makes necessary to use an alternative technique such as use of radionuclide Cs-137, which is applied to areas with high rates of accumulation, such as Bragança Coastal Plain.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::OCEANOGRAFIA
Keywords: Sedimentologia
Manguezal
Taxa de sedimentação
Nordeste Paraense
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Faculdade de Oceanografia - FAOC/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_SedimentacaoAreasManguezal.pdf2,09 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons