Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/2101
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Variação nictemeral do zooplâncton na baia do Marajó (Ilha de Colares), Pará – Brasil
metadata.dc.creator: MORAES, Ana Flávia Martins
metadata.dc.contributor.advisor1: BELÚCIO, Lucinice Ferreira
Issue Date: 8-May-2014
Citation: MORAES, Ana Flávia Martins. Variação nictemeral do zooplâncton na baia do Marajó (Ilha de Colares), Pará – Brasil. Orientadora: Lucinice Ferreira Belúcio. 2014. 63 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Oceanografia) - Faculdade de Oceanografia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2014. Disponível em: https://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/2101. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Foram realizados estudos para conhecer a composição e o comportamento do mesozooplâncton e avaliar a variabilidade temporal em pequena escala em uma estação de coleta, na baía do Marajó, nas proximidades da ilha de Colares. A baía é caracterizada por maré dinâmica e caráter oligohalino. O limite do estuário superior ocorre neste trecho. As amostragens foram realizadas de acordo com a variação da maré, durante um ciclo nictemeral, em dezembro de 2009 (período chuvoso). Uma rede de plâncton cilídrico-cônica de 150 μm de malha e 30 cm de diâmetro de boca, equipada com fluxômetro, foi arrastada na superfície por 200 metros. Amostras de água para temperatura, pH, salinidade e condutividade foram tomadas simultaneamente e medidas a profundidade e amplitude da maré. Os ciclos de marés exercem influência sobre a salinidade (2,2 a 4,3), a condutividade (4,28 a 7,77), o pH (6,94 e 6,96) e a temperatura (27,7ºC a 28,9ºC) do estuário, que apresentou baixa salinidade, estabilidade térmica e relativa homogeneidade. Em laboratório, as análises foram realizadas em câmaras de Bogorov, sob microscópio esteroscópico, usando pelo menos três alíquotas de 5 ml. A comunidade foi constituída por oito grandes grupos taxonômicos e vinte e oito (28) taxa zooplanctônicos. Arthropoda Copepoda foi o grupo mais abundante, constituindo 56,85% do total do zooplâncton, seguido de Protista e Mollusca. O grupo que mais se destacou foi Crustacea. Dentre os Crustacea, foram registrados organismos pertencentes às classes Copepoda (Calanoida, Cyclopoida e Harpacticoida), Cirripedia e Malacostraca. As larvas de Cirripedia, adultos e copepoditos de Oithona bjornbergae, Difflugia sp. e copepodito de Pseudodiaptomus foram dominantes. Em geral, a densidade variou entre 538,3 a 4217,9 org.m³, com grande aumento durante o horário de enchente H7 (25350,4 org.m³). A diversidade foi mais elevada durante os horários de enchentes e preamares H3, H4, H7 e H8 (0,944 bits/ind., 0,844 bits/ind., 0,884 bits/ind. e 0,896 bits/ind. (respectivamente) e mais baixas durante a vazante e baixamar noturna H5 e H6 (0,490 bits/ind. e 0,501 bits/ind.). Os valores de equitabilidade (0,637) acompanharam os de diversidade (0,921 bits.). Os táxons de maior frequência de ocorrência foram larvas de Cirripedia e Pseudodiatomus richardi que se mostraram presentes em todas as amostras coletadas. Esse grupo mixohalino parece refletir as características de transição deste setor estuarino. Não foi observado um ciclo nictemeral claro para o zooplâncton, cujos padrões observados acompanham as variações do ciclo de marés.
Abstract: Studies were carried out to evaluate composition, behavior and the small-scale variability of mesozooplankton in a fixed station at Marajó Bay, near Colares island. The bay is characterized by dynamic tidal and oligohaline character. The upper limit of the estuary occurs in this section. Samples were taken according to tidal variation during a diel cycle in December 2009 (rainy season). A 30-cm diameter cylindrical-conical shaped plankton net, 150 μm mesh, and a flowmeter attached was towed on 200 meters-surface. Water samples for temperature, pH, salinity and conductivity were taken simultaneously. Local depth and tides were measured. The tidal patterns exert influence on the salinity (2.2 - 4.3), conductivity (4.28 - 7.77), pH (6.94 - 6.96) and temperature (27.7 °C - 28.9 ºC) of the estuary, which showed low salinity, thermal stability and relative homogeneity. In laboratory analyzes were done in Bogorov chambers under stereoscopic microscope, using using at least three 5 ml aliquots. The community was composed of eight major taxonomic groups and twenty-eight (28) zooplankton taxa. Arthropoda Copepoda was the most abundant group, constituting 56.85% of the total zooplankton, followed by Mollusca and Protista. Among the Crustacea, organisms belonging to Copepoda (Calanoida, Cyclopoida and Harpacticoida), Cirripedia and Malacostraca were registered. Barnacle larvae, adults and copepodites of Oithona bjornbergae, Difflugia sp., and Pseudodiaptomus copepoditos were dominant. In general, the density ranged from 538.3 to 4217.9 org.m-³, with large increases during flooding - H7 (25350.4 org.m-³). Diversity was highest during flooding and spring tides H3, H4, H7 and H8 (0,944, 0.844, 0.884 and 0.896 bits/ind.) and lower during evening ebb and low tides - H5 and H6 (0.490 and 0.501 bits/ind.). The values of evenness (0.637) followed the diversity (0.921 bits.). The taxa of higher frequency of occurrence were barnacle larvae and Pseudodiatomus richardi that occurred in all samples. This mixhaline group seems to reflect the characteristics of this transition estuarine sector. We did not observe a clear diurnal cycle for zooplankton, whose patterns followed the tidal patterns.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::OCEANOGRAFIA
Keywords: Estuário
Variação diurna Fauna planctônica
Variação de maré
Ilha de colares (Pará)
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Faculdade de Oceanografia - FAOC/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tcc_VariacaoNictemeralZooplancton.pdf1,49 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons