Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/2048
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Efeitos da imersão em água fria no desempenho subsequente de atividades intermitentes de alta intensidade
metadata.dc.creator: SANTOS, Elton de Almeida dos
metadata.dc.contributor.advisor1: COSWIG, Victor Silveira
Issue Date: 17-Jul-2018
Citation: SANTOS, Elton de Almeida dos. Efeitos da imersão em água fria no desempenho subsequente de atividades intermitentes de alta intensidade. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Educação Física) -- Campus Universitário de Castanhal, Universidade Federal do Pará, Castanhal, 2018. Disponível em: http://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/2048. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: A crioterapia é amplamente utilizada como mecanismo terapêutico em indivíduos praticantes de atividades intensas, suas propriedades auxiliam na recuperação dos danos musculares. O objetivo deste estudo foi identificar os efeitos subsequentes da aplicação de imersão em água fria nos marcadores de desempenho físico. Foram aplicadas duas sessões do protocolo de resistência anaeróbia (RAST) com intervalo de 10 minutos para verificar os efeitos na frequência cardíaca, salto vertical, potência de membros inferiores e percepção subjetiva de esforço. Nove atletas de futsal do sexo masculino foram distribuídos em duas condições: com resfriamento (GELO), utilizando imersão em água fria à altura do quadril por 10 minutos a uma temperatura de 12Cº~15Cº; e sem resfriamento (CONTROLE), os quais realizaram 10 minutos de descanso ativo (caminhada). Foram coletadas as variáveis em repouso e após cada RAST, nas condições GELO e CONTROLE. Os resultados demonstraram que houve queda de potência no grupo GELO, verificando-se a existência de diferenças entre as condições GELO_PRÉ e GELO_PÓS (p= 0,02), entre os Sprints (p=0,001), mas sem interação entre condição e sprint (p= 0,22). Já na frequência cardíaca, salto vertical e percepção subjetiva de esforço não mostrou diferenças significativas entre as condições GELO/CONTROLE. Portanto, concluiu-se que a aplicação do resfriamento por imersão não favorece o desempenho subsequente de atividade intermitente de alta intensidade.
Abstract: Cryotherapy is widely used as a therapeutic mechanism in individuals practicing intense activities, its properties help in the recovery of muscle damage. The aim of this study was to identify the subsequent effects of cold water immersion on physical performance markers. Two sessions of the anaerobic resistance protocol (RAST) with a 10-minute interval were applied to verify the effects on heart rate, vertical jump, lower limb power and subjective perception of effort. Nine male futsal athletes were divided into two groups : With cooling (ICE) using cold water immersion at hip height for 10 minutes at a temperature of 12Cº ~ 15Cº; while the group without cooling (CONTROL) with 10 minutes of active rest (walking), where there was no cooling. The variables were collected at rest and after each RAST, in the ICE and CONTROL groups. The results showed that there was a decrease in power in the ICE group in which there were differences between the GELO_PRÉ and GELO_PÓS conditions (p = 0.02), between Sprints (p = 0.001), but without interaction between condition and sprint ( p = 0.22), already in the heart rate, vertical jump and subjective perception of effort did not show significant differences between the ICE / CONTROL conditions. It is concluded that the application of immersion cooling does not favor the subsequent performance of intermittent high intensity activity.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Keywords: Atletas
Exercícios físicos
Athletes
Exercise
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Faculdade de Educação Física - FAEF/CCAST

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_EfeitosImersaoAgua.pdf454,46 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons