Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/2022
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Especialização
Title: Depósitos minerais, previsão e avaliação de impactos ambientais da mineração: o caso dos modelos Perau e Panelas no estado do Paraná
metadata.dc.creator: PINTO, Fábio Maciel
metadata.dc.contributor.advisor1: LUCZYNSKI, Estanislau
Issue Date: 27-Mar-2014
Citation: PINTO, Fábio Maciel. Depósitos minerais, previsão e avaliação de impactos ambientais da mineração: o caso dos modelos Perau e Panelas no estado do Paraná. Orientador: Estanislau Luczynski. 2014. 82 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Política e Economia Mineral) – Faculdade de Geologia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2014. Disponível em: http://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/2022. Acesso em: .
metadata.dc.description.resumo: O impacto ambiental negativo é a alteração das propriedades físicas, químicas e/ou biológicas do meio ambiente, causada por ação antrópica que, direta ou indiretamente, afeta a saúde, a segurança, o bem-estar da população, as atividades sociais e econômicas, os ecossistemas, a qualidade dos recursos ambientais, as condições estéticas e sanitárias do meio ambiente. A identificação e estimativa da probabilidade de ocorrência de um impacto pressupõe a elaboração de diagnóstico do meio físico, biótico, socioeconômico das áreas afetadas por um empreendimento e de memorial descritivo desse empreendimento. O diagnóstico e o memorial propiciam a previsão e a avaliação dos impactos negativos, os quais refletem o potencial de degradação causada pelo empreendimento. No caso de atividades de mineração, o potencial varia de acordo com fatores como extensão e localização da mina, produção bruta e beneficiada, métodos e equipamentos de lavra e beneficiamento. Contudo, talvez o principal fator seja a constituição mineralógica e química do minério, rochas encaixantes, ganga, estéreis e rejeitos, as quais refletem a constituição mineralógica, ou de um modo geral a geologia do depósito, ou jazida mineral pretendida, ou em fase de lavra. Nesse âmbito, o trabalho propôs estudar os impactos ambientais negativos que podem ser originados a partir da explotação dos depósitos minerais dos tipos Perau e Panelas, respectivamente pertencentes aos modelos SEDEX e MVT, hospedados nas Formações Perau e Votuverava, pertencentes aos Grupos Setuva e Açungui. Esses depósitos apresentam mineralizações de Pb, Zn, Ba, Cu, Ag, Au e foram minerados sistematicamente entre os finais do séculos XIX e XX. Em adição foi estudado o beneficiamento da Mina de Panelas, o qual visava a recuperação de Pb, Zn, Cu, Ag e Au. O estudo indicou que as atividades de mineração provocaram impactos sobre o meio ambiente e sobre as comunidades. Ademais, concluiu-se que os principais impactos gerados ocorrem sobre a saúde humana. Ainda que o estudo não indique todos os prováveis impactos ambientais relacionados aos depósitos, foi possível elaborar uma rotina de avaliação que poderá servir como base para métodos, relativamente, mais apurados de avaliação de impactos negativos, focados em aspectos da geologia de empreendimentos de mineração.
Abstract: A negative environmental impact can be considered as an adverse alteration of the physical, chemical or biological properties of the environment. These negative changes need to be caused by direct or indirect human action. However, natural changes may not be considered as impacts. Therefore, anthropogenic activities that affect the population’s health and safety, the economic activities, the ecosystems, the natural resources quality, the landscape aesthetic, and the sanitary patters are negative environment impacts. To estimate the probability of occurrence of these impacts it is necessary an identifying and evaluating process of how the expected changes affect the biophysical and social environments. The process provides the prediction and assessment of the negative impacts, for example, of a mining enterprise and explains your degradation potential. This potential varies according to factors such as mine location and size, nameplate capacity, mining technics, mineral processing technics and kinds of equipment or machinery used on the mine. However the main factors are the ores, host rocks, gangues, tailings and slags chemical compositions. Usually the chemical composition reflects the geology of the mined deposit, or of the deposit desired for mining. Thus, this study analyzed the negative environment impacts related to the Perau and Panelas Mineral Deposits, which are belonged to the SEDEX and MVT models and are hosted in the Perau and Votuverava Formations, respectively Açungui and Setuva Groups. Perau and Panelas Deposits show Pb, Zn, Ba, Cu, Ag and Au mineralizations and were mined between the nineteenth and twentieth centuries. Furthermore was analyzed a plant of smelting installed on the area of the Panelas Mine, which recovered Pb, Zn, Cu, Ag and Au from the ore of the Perau and Panelas Mineral Deposits. The study showed that the former mining activities of those deposits have caused negative impacts for the environment and population. Although the study does not elucidate all the environment negative impacts related to the deposits, it was possible to develop an assessment routine that can be a basis for future more accurate methods of environmental impact assessment focused on mining enterprises.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Keywords: Mineração a céu aberto
Impacto ambiental
Paraná
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Política e Economia Mineral - IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCCE_DepositosMineraisPrevisao.pdf11,67 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons