Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/1897
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Geologia ambiental e sedimentologia do estuário do rio dendê, Barcarena (Pará)
metadata.dc.creator: ALVES, Igor Henrique Coelho
metadata.dc.contributor.advisor1: FARIA JUNIOR, Luis Ercílio do Carmo
Issue Date: Feb-2012
Citation: ALVES, Igor Henrique Coelho. Geologia ambiental e sedimentologia do estuário do rio dendê, Barcarena (Pará). 2012. 135 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Geologia) - Faculdade de Geologia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2012. Disponível em: http://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/1897. Acesso em :.
metadata.dc.description.resumo: Neste trabalho são apresentadas as características hidrodinâmicas, sedimentológicas, geomorfológicas, físico-químicas, fisiográficas e mineralógicas do estuário do rio Dendê, um pequeno afluente pela margem direita do rio Pará, que nasce no Baixo Platô Costeiro ou Terra Firme, a partir da interseção da topografia local com a zona saturada de água subterrânea dos sedimentos do Grupo Barreiras, aproximadamente 10 metros acima do nível médio das marés, no município de Barcarena, no Estado do Pará. O Estuário do rio Dendê é do tipo “vale afogado”, normal, bem misturado, tendo sua circulação controlada tanto pelo rio quanto pelas fortes correntes das marés locais, que são semi-diurnas e variam de amplitude, mensal e sazonalmente, entre 2,5m e um máximo em torno de 3m, sendo que as maiores ocorrem durante os períodos de sizígias e equinócios. Os processos de transporte sedimentar e de deposição na foz do Estuário do rio Dendê geram barras de desembocadura, em pontal e “sandwaves” (bancos de areia) de dimensões métricas, sobre a superfície das quais se desenvolvem marcas onduladas simétricas de médio porte. Referidos bancos arenosos se encontram alongados e orientados preferencialmente na direção NW-SE. Os sedimentos que foram encontrados e estudados nos estuários dos rios Pará e Dendê são predominantemente arenosos, variando de pobremente selecionados a bem selecionados, por vezes com pelitos associados. A mineralogia dominante nas areias compõe-se de grãos de quartzo e fragmentos lateríticos. Na assembléia de minerais pesados estão presentes estaurolita, zircão, turmalina, rutilo, cianita, andaluzita e silimanita. Os sedimentos peliticos são compostos essencialmente por kaolinita, ilita e quartzo. A sedimentação na desembocadura do rio Dendê ocorre sob condições hidrodinâmicas fortes, típicas da zona de intermaré da planície local. Por outro lado, nas áreas mais internas do estuário, as análises dos sedimentos argilo-arenosos, presentes nos barrancos desse rio, formados pela erosão da planície de inundação, demonstraram menor energia nas condições hidrodinâmicas. O Modelo Paleogeográfico proposto para a área considera a Transgressão Flandriana, iniciada por volta de 18.000 A.P., como momento inicial para a elevação do nível do mar e o afogamento das drenagens e formação dos estuários na Região Costeira Norte do Brasil. A progressiva elevação do nível do mar, prevista para os próximos tempos, indica que os processos erosivos na costa paraense tenderão a aumentar e se forem considerados os próximos 1.000 anos. O Modelo de Previsão Futura para a área de estudo demonstra que a erosão deverá arrasar, nos próximos 1.000 anos, a superfície atual até a cota dos 7 a 10m, o que implicará numa abertura da foz do rio Dendê, aproximadamente de mais 50m de cada margem, atingindo os portos de embarque de minério, situados na sua margem esquerda e, do lado direito, a Vila do Conde.
Abstract: This work presents characteristics hydrodynamic, sedimentological, geomorphological, physicochemical, mineralogical and physiographic of to Dendê estuary, a small tributary on the right bank of the Pará river, which rises in the “Baixo Platô Costeiro ou Terra Firme”, from the intersection of the local topography with the saturated zone of the groundwater in sediments Barreiras Group, approximately 10 meters above the average level of the tides, in Barcarena, in Pará river estuary The Dendê is a "drowned valley", normal, well-mixed, and its movement controlled by both the river and the strong local tidal currents, which are semi-diurnal amplitude and vary monthly and seasonally, between 2.5 m and a maximum of around 3m, and the highest occur during the syzygies and the equinoxes. The processes of sediment transport and deposition in the Dendê estuary, generate tidal sand bars, sand spits and sandwaves of metric dimensions, on the surface of which occur symmetrical ripple marks develop midrange. Referred sandbanks are elongated and preferentially oriented in NW-SE direction. The studied sediments of rivers Pará and Dendê are predominantly sandy, poorly selected ranging from well selected, sometimes associated with pelites. The dominant mineralogy in sand composed of quartz and lateritic fragments. The heavy minerals dominants are staurolite, zircon, tourmaline, rutile, kyanite, andalusite and sillimanite. The pelitic sediments are composed mainly of kaolinite, illite and quartz. The sedimentation in the mouth of the Dendê estuary occurs under strong hydrodynamic conditions, typical of the intertidal areas of the tidal flat. On the other hand, in the inside areas of the Dendê estuary, the clay sandy sediments are present in the margins of this river, formed by erosion of the floodplain, showed less energy in hydrodynamic conditions. The paleogeographic Model proposed for the area considering the Flandrian Transgression, beginning around 18,000 BP, as a starting point for sea level rise and the drowning of drainage and formation of estuaries in North Coastal Region of Brazil. The increasing sea level, planned for the near future, indicates that the erosion on the Para coast will tend to increase and are considered the next 1,000 years. The future Model to study area shows that the erosion will occur in the next 1000 years, the today surface to the level of 7 to 10m, which will mean an opening of the mouth of the Dendê river approximately 50m more each margin, reaching the ports of shipment of ore, situated on its left bank and right side, the Vila do Conde, a small city on the Pará river.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Keywords: Geologia Ambiental
Sedimentologia
Estuário
Rio dendê (Barcarena - Pará)
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Faculdade de Geologia - FAGEO/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_GeologiaAmbientalSedimentologia.pdf6,19 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons