Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/1863
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Brechas carbonáticas da formação Serra do Quilombo, Região de nobres (MT)
metadata.dc.creator: SILVA, Igor de Lima Basílio da
metadata.dc.contributor.advisor1: PINHEIRO, Roberto Vizeu Lima
Issue Date: 2012
Citation: SILVA, Igor de Lima Basílio da. Brechas carbonáticas da formação Serra do Quilombo, Região de nobres (MT). Orientador: Roberto Vizeu Lima Pinheiro. 2012. 53 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Geologia) - Faculdade de Geologia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2012. Disponível em: http://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/1863. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Esta pesquisa caracterizou as brechas carbonáticas da Formação Serra Quilombo na região de Nobres (MT) em três tipos de brechas dolomíticas com características distintas e, sugeriu os possíveis mecanismos para a sua gênese. Aplicou-se durante a fase de campo o mapeamento geológico, com auxílio de GPS, na escala de 1:100 nas paredes de minas para descrição das feições brechóides. Na fase de laboratório, detalhou-se a descrição das texturas através de lâminas delgadas, confeccionadas a partir de amostras de mão, e tingidas com Alizarina para diferenciação dos minerais carbonáticos. A caracterização das rochas indicou a presença de brechas cimentadas, sinsedimentares e cársticas. O mecanismo de fraturamento hidráulico formou brechas cimentadas pelas variações na pressão de fluido que romperam a resistência da rocha original; a atuação cíclica de ondas de tempestades induziu a formação de brechas sinsedimentares, através do retrabalhamento in situ e desagregação do material dolomítico; a exposição dos dolomitos aos processos intempéricos produziu brechas cársticas, juntamente com feições de preenchimento de fissura. As brechas formam acumulações descontínuas e em geral atingem no máximo uma centena de metros de extensão. O preenchimento dos veios e vênulas por cimento nas brechas cimentadas obstruiu a porosidade criada durante o processo de fragmentação e selou esses condutos. Isso atribui à Formação Serra do Quilombo a função de selante no dito sistema Petrolífero Araras.
Abstract: This research characterized three types of dolomitic breccias in the Serra do Quilombo Formation in the Nobres region (MT) e suggested their possible development mechanism. During the field stage geologic mapping was applied at scale 1:100, with the aid of a GPS device, on mine walls to describe the breccia features. In the laboratory stage the textural description was detailed through thin sections of hand samples stained with Alizarin Red to distinguish the carbonate minerals. The rock characterization indicated the presence of cemented, synsedimentary and karst breccias. The hydraulic fracturing formed the cemented breccias as the fluid pressure variations bursted the rock tensile stress; cyclic activity of water-wave produced by storms induced synsedimentary brecciation through the in situ reworking and desegregation of the once cohesive material; as the dolomites were exposed to weathering processes, karst features were installed like karst breccias and fissure fills. The breccias display noncontinuous accumulations in general at most one hundred meters big. The veins and veinlets filling by cement in hydrothermal breccias obliterated the porosity created during the fragmentation process and sealed this pathways. This puts the Serra do Quilombo Formation as a sealing in so said Araras Petroliferous System.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Keywords: Brecha carbonática
Mecanismo de brechação
Formação Serra do Quilombo
Região de Nobres (MT)
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Faculdade de Geologia - FAGEO/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_BrechasCarbonáticasFormacao.pdf15,52 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons