Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/1801
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Refinamento químico-mineralógico de perfil laterito-bauxítico de Juruti-PA, Brasil
metadata.dc.creator: NEGRÃO, Leonardo Boiadeiro Ayres
metadata.dc.contributor.advisor1: COSTA, Marcondes Lima da
metadata.dc.contributor.advisor-co1: POLLMANN, Herbert
Issue Date: 19-Jan-2015
Citation: NEGRÃO, Leonardo Boiadeiro Ayres. Refinamento químico-mineralógico de perfil laterito-bauxítico de Juruti-Pa, Brasil. Orientador: Marcondes Lima da Costa. 2015. 85 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Geologia) - Faculdade de Geologia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2015. Disponível em: http://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/1801. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Bauxitas são as principais matérias primas do alumínio e da indústria refratária. O Brasil se destaca atualmente como o quarto maior produtor desse minério, sendo também o país que detém a terceira maior reserva de bauxitas do mundo, onde 97% destas estão concentradas na região Amazônica. O principal problema na extração desses depósitos na região é a grande espessura de sua cobertura, representada por argilas cauliníticas (Argila de Belterra), que podem chegar a mais de 20 metros de espessura. Outro aspecto é a dificuldade e onerosidade para a quantificação química e mineralógica das bauxitas, principalmente quanto ao conteúdo de alumina aproveitável e sílica reativa. Este trabalho avalia a possibilidade de emprego do refinamento de Rietveld para suprir essas deficiências, pois é prático, rápido e de custo reduzido quando comparado às quantificações minerais por métodos tradicionais. Selecionou-se então 17 amostras oriundas de um perfil laterito-bauxítico do platô Capiranga, na mina de bauxita da empresa ALCOA, em Juruti-PA, que foram palco de estudo geológico, mineralógico e geoquímico por Cruz (2011) e Costa et al. (2014). Após descrição mesoscópica, as amostras selecionadas foram analisadas por difração de raios-x, fluorescência de raios-x e microscopia eletrônica de varredura com EDS acoplado. O perfil laterito-bauxítico e sua cobertura em Juruti compreende a um horizonte mosqueado na base com caulinita, quartzo e hematita; horizonte bauxítico de coloração marrom rosado constituído por gibbsita, tendo goethita, hematita, anatásio e caulinita em menores proporções; crosta ferruginosa marrom avermelhada com hematita e goethita dominantes, além de gibbsita e caulinita; horizonte nodular ferruginoso com matriz argilosa, composto por hematita, goethita, gibbsita e caulinita; horizonte nodular bauxítico com matriz argilosa onde gibbsita passa a ser a fase dominante e; cobertura argilosa constituída por caulinita, em que gibbsita, goethita, anatásio e quartzo estão em menores proporções. A quantificação mineral obtida pelo método de Rietveld é influenciada pela cristalinidade do material, carência de estruturas cristalinas adequadas para o refinamento e conteúdo de material amorfo. O material amorfo parece ser constituído majoritariamente por caulinitas. Os resultados obtidos apresentaram boa reprodutibilidade e os índices GOF e Rwp indicam qualidade de refinamento satisfatória para este tipo de material. Desta forma, o método de Rietveld, apesar de 7 suas pequenas limitações na quantificação do perfil laterito-bauxítico de Juruti-Pará, mostrou-se promissor para a caracterização e quantificação de bauxitas, devido a sua praticidade e rapidez, fatores determinantes para a descoberta de novas reservas.
Abstract: Bauxites are the main raw materials of aluminum and refractory industry. Brazil currently stands as the fourth largest producer of this ore, also being the country that has its third largest reserves, of which 97% are in the Amazon region. The main restriction of the bauxite’s mining in Amazon region is the up to 20 m thickness overburden made of yellowish clays (Belterra Clay), besides the difficulty and costly of chemical and mineralogical quantification of bauxites, particularly of available alumina and reactive silica. This paper evaluates the use of the Rietveld refinement to address these deficiencies. For this purpose, 17 samples were selected from a bauxite ore and its clay overburden in Juruti, Brazil, studied previously by Cruz (2011) and published by Costa et al. (2014). After mesoscopic description, the samples were analyzed by X-ray diffraction, x-ray fluorescence and scan electron microscopy. Cluster analysis was used to arrange similar x-ray patterns in order to apply different refinement’s strategies for the distinct x-ray patterns types recognized. The bauxite bearing regolith, with 23 m in depth, comprises a mottled horizon at the bottom with kaolinite, quartz and hematite; a bauxitic horizon consisting mainly of gibbsite with goethite, hematite and anatase in minor proportions; an iron crust with dominant hematite and goethite; a horizon with ferruginous nodules and clayey matrix composed by hematite, goethite, gibbsite and kaolinite; a horizon with bauxitic nodules and clayey matrix where gibbsite turns into the dominant phase, and; a clay cover horizon comprising mainly to kaolinite and goethite, with gibbsite, anatase and quartz in minor proportions. The Rietveld refinement was highly influenced by the material crystallinity, by the lack of proper crystallography structures and by the amorphous content, with seams to consist mainly in kaolinites. The refinement evaluation was made by the goodness-of-fit, the R factor values, the fitting of the calculated profile and the reproducibility of the method and appear to be satisfactory, proving that the Rietveld method is applicable and, besides its limitations in the mineral quantification of the laterite-bauxitic profile of Juruti-PA, is feasible to characterize and quantify bauxite due to its convenience and speed, crucial to discover new reserves.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA::MINERALOGIA
Keywords: Bauxita
Rietveld, Método de
Juruti (PA)
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Faculdade de Geologia - FAGEO/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_RefinamentoQuimicoMineralogico.pdf4,17 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.