Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/1772
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Circulação em canais de maré na Ilha de Marajó/PA
metadata.dc.creator: FERREIRA, Gabriela Padilha
metadata.dc.contributor.advisor1: ROLLNIC, Marcelo
Issue Date: 2010
Citation: FERREIRA, Gabriela Padilha. Circulação em canais de maré na Ilha de Marajó/PA. Orientador: Marcelo Rollnic. 2010. 48 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Oceanografia) - Faculdade de Oceanografia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2010. Disponível em: http://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/1772 . Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho visou contribuir o entendimento de canais de maré localizados na Ilha de Marajó, inserida no contexto de estuários amazônicos, para quantificar a importância que estes sistemas menores exercem sobre a Baía de Marajó. Foram coletados dados de corrente e salinidade durante 13 horas em maré de sizígia nos meses de Agosto e Dezembro de 2010, em quatro canais de maré, dois localizados no município de Soure e outros dois em Salvaterra. Os dados foram analisados espacial e sazonalmente. Concluiu-se que, diretamente influenciados pelo clima da região, os dados de salinidade e corrente variaram bastante nos dois períodos de coleta. A salinidade no período menos chuvoso foi de maior valor, 6,39, do que no chuvoso, 5,9, devido à diferença no aporte de água doce. A intensidade das correntes de maré também foi influenciada pela diferença de pluviosidade na região. Durante o período chuvoso, as correntes nos canais foram menos intensas, com máxima de 156 cm/s, assim como seu transporte líquido para a baía foi menor. Situação contrária foi encontrada na estação menos chuvosa, quando a vazão da baía foi menor, o que possibilitou maior saída de água dos canais para a baía, com valor máximo de corrente de 199 cm/s, devido a menor pressão hidrostática por ela exercida neste período.
Abstract: This study aims to contribute to the understanding of tidal channels localized in Marajó island to quantify the importance that these smaller systems have on the Marajó bay. Data were collected of tidal current and salinity for 13 hours at spring tide in August and December 2010, in four tidal channels, two located at Soure and two others at Salvaterra. The data were analyzed spatially and seasonally. It was concluded that, directly influenced by the climate of the region, salinity and current data varied greatly during the different periods. The salinity, on the less rainy season had greater value, 6,39, than in the rainy season, 5,9, due to the reduction of freshwater inflow. The intensity of tidal currents was also influenced by the difference of rainfall on the region. During the rainy season, the currents on the channels were less intense, with maximum of 156 cm/s, as well as its liquid transport into the bay was lower. The opposite was found in the less rainy season, when the flow was lower in the bay, with maximum value of 199 cm/s, which allowed greater channel water outlet to the bay, due to the lower hydrostatic pressure exerted by it in this period.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::OCEANOGRAFIA::OCEANOGRAFIA FISICA::VARIAVEIS FISICAS DA AGUA DO MAR
Keywords: Circulação
Canais de maré
Direção de fluxo
Hidrodinâmica
Ilha do Marajó
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Faculdade de Oceanografia - FAOC/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_CirculacaoCanaisMare.pdf1,95 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons