Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/1566
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Pirólise da casca de buriti e ativação térmica de seu carvão vegetal para uso como adsorvente na adsorção do Cobre II
metadata.dc.creator: ESQUERDO, Larissa Tavares
metadata.dc.contributor.advisor1: NEVES, Alacid do Socorro Siqueira
metadata.dc.contributor.advisor-co1: DANIEL, Brenda Thayssa Figueira
Issue Date: 16-Jul-2019
Citation: ESQUERDO, Larissa Tavares. Pirólise da casca de buriti e ativação térmica de seu carvão vegetal para uso como adsorvente na adsorção do Cobre II. Orientador: Alacid do Socorro Siqueira Neves. 2019. 71 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Ciência e Tecnologia) – Campus Universitário de Ananindeua, Universidade Federal do Pará, Ananindeua, 2019. Disponível em: http://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/1566. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho visa a pirólise da casca do fruto, resíduo do processamento do buriti Mauritia Flexuosa, para produção de carvão vegetal, sua ativação térmica e a caracterização do carvão vegetal e do carvão ativado obtido em diferentes temperaturas, bem como o desempenho do processo de adsorção. A pirólise foi realizada em forno mufla a temperatura de 800˚C, em seguida o produto obtido foi pulverizado e submetido ao processo de ativação térmica nos tempos de 1, 2 e 3 horas, respectivamente, com a finalidade, de realizar a ativação térmica do carvão vegetal. O carvão ativado obtido foi submetido a ensaios de adsorção por 60 min utilizando uma solução de Cu II para promover o contato e a adsorção do adsorbato Cu (II) pelo carvão ativado e também para avaliar a capacidade de adsorção dos carvões ativados produzidos. A qualidade do carvão ativado dependerá do tempo de ativação, carbono fixo, massa específica e teor de cinzas adequado para a porosidade do material. Deste modo, o carvão vegetal e o carvão ativado obtido, foram caracterizados por meio de analises em MEV, DRX, EDS E FRX e as soluções do ensaio de adsorção foram analisadas por Espectrofotometria de Absorção Atômica. Com base nessas caracterizações, o melhor carvão ativado produzido foi o de 1 h. Isto fica evidente nos resultados da composição química imediata, onde se apresentou como destaque nos cálculos de rendimento (60%), material volátil (40%), teor de cinzas (7,38%) e carbono fixo (52,62%), bem como as demais caracterizações do (MEV-EDS), no qual a morfologia foi capaz de identificar a presença de poros na estrutura de forma homogênea entre os matérias (CVCB, CACB1H, CACB2H e CACB3H), onde essa abertura porosa acontece com a eliminação do material volátil e é proporcional ao tempo de ativação; ademais, a análise do espectro confirmou a presença do elemento carbono (C) em sua composição. Verificou-se pelas análises do FRX e DRX a presença de quartzo e silvina, composição característica de carvão de origem orgânica Logo, a casca do buriti atual como uma interessante alternativa para a produção do carvão ativado, ajudando na redução dos impactos que esses resíduos podem gerar no meio ambiente.
Abstract: This work aims to peel the fruit, pyrolysis residue from processing the buriti Mauritia Flexuosa, for production of charcoal, your thermal activation and characterization of charcoal and activated carbon obtained at different temperatures, as well as the performance of the adsorption process. Pyrolysis was held on muffle oven the temperature of 800° C, then the product obtained was cominution and subjected to thermal activation process in times of 1, 2 and 3 hours, respectively, with the purpose to carry out thermal activation of charcoal. Activated charcoal obtained was subjected to adsorption tests for 60 min using a solution of Cu (II) to promote the contact and the adsorption of Cu (II) adsorbate by activated carbon and also to evaluate the adsorption capacity of activated coals produced. The quality of the activated charcoal depends on the activation time, fixed carbon, density and ash content suitable for the porosity of the material. In this way, the charcoal and activated carbon were obtained was characterized through analysis on SEM, XRD, EDS and FRX and adsorption test solutions were analyzed by Atomic absorption spectrophotometry AAS. Based on these characterizations, the best activated carbon produced was that of 1:00. This is evident in the results of the chemical composition, where she performed as featured in the calculations of income (60%), volatile material (40%), ash content (7.38%) and fixed carbon (52.62%), as well as the other characterizations of (SEM-EDS), in which the morphology was able to identify the presence of pores in the homogeneous form between the substances (CACB1h, CACB2H, CVCB and CACB3H), where this is the case with porous opening elimination of volatile material and is proportional to the time of activation; Furthermore, spectrum analysis confirmed the presence of the element carbon (C) in your composition. It was found by analyses of the FXR and DRX the presence of quartz and silvina, composition of coal characteristic of organic origin Soon, the bark of the buriti current as an interesting alternative to the production of activated carbon, helping in the reduction of impacts that such waste can generate in the environment.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA DE MATERIAIS E METALURGICA::METALURGIA EXTRATIVA::PIROMETALURGIA
Keywords: Pirólise
Carvão ativado
Adsorção
Casca do buriti
Pyrolysis
Activated carbon
Adsorption
Buriti bark
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Curso de Ciência e Tecnologia - CANAN

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_PiroliseCascaBuriti.pdf1,47 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons