Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/1560
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Petrografia de carbonatos da Formação Itaituba (Carbonífero superior), Bacia do Amazonas, Região de Monte Alegre, PA
metadata.dc.creator: NEVES, Manuely Pereira
metadata.dc.contributor.advisor1: TRUCKENBRODT, Werner Hermann Walter
Issue Date: 2009
Citation: NEVES, Manuely Pereira . Petrografia de carbonatos da Formação Itaituba (Carbonífero superior), Bacia do Amazonas, Região de Monte Alegre, PA. Orientador: Werner Truckenbrodt. 2009. 71 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Geologia) – Faculdade de Geologia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2009. Disponível em: http://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/1560. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: A Formação Itaituba, de idade Pensilvaniana, na região de Monte Alegre-Pa, é constituída de calcários intercalados com folhelhos carbonáticos e menos freqüentemente de arenitos. A fauna desta formação é representada principalmente por braquiópodes, equinodermas, moluscos, foraminíferos, e mais esporadicamente por ostracódeos, trilobitas, briozoários e algas. O estudo de microfácies determinou 8 tipos de microfácies, sendo a mais predominante a mudstone com grãos terrígenos e poucos bioclástos, seguido de grainstones e dolomitos, além de packstones e wackstones híbridos. Salvo os grainstones, essas microfácies sugerem ambiente deposicional lagunar com influência de sedimentação continental/transicional. Já os grainstones bioclásticos oolíticos e grainstones peloidais oolíticos, indicam águas mais agitadas, sugerindo assim, como ambientes deposicionais barras de maré ou baixios de alta energia (shoal grainstone) na plataforma interna. A diagênese dos carbonatos é caracterizada por bioturbação e micritização, seguidos de cimentação, silicificação, dolomitização e piritização. A compactação mecânica é evidenciada pela presença de fraturas enquanto estilólitos e filmes de dissolução por pressão indicam a atuação da compactação química. A fração insolúvel é predominantemente síltico-argilosa, e constitui juntamente com a fração areia (>62μm) 2 a 30% da rocha. O argilomineral mais abundante é a illita, seguida de esmectita e traços de clorita e caulinita. Não foi possível identificar a origem, detrítica e/ou autigênica, desses minerais. O clima durante a deposição da Formação Itaituba é considerado moderado com tendência árida, apoiado pela presença de illita, esmectita e feldspatos. Além disso, o quartzo terrígeno, fração silte, nos carbonatos sugere transporte eólico.
Abstract: The Itaituba Formation (Pennsylvanian age) in the Monte Alegre region is characterized by limestones interbedded with carbonatic shales and less frequently sandstones. The fauna of this formation is represented mainly by brachiopods, echinoderms, molluscs, foraminifera and sporadically by ostracods, trilobites, bryozoans and algae. The microfacies study determinated 8 types of microfacies, being the most predominant the mudstone with terrigenous grains and few bioclasts, followed by grainstones, dolomites, and hybrid packstones and wackstones. Unless the grainstones these microfacies suggest a lagoon environment influenced by continental/transicional sedimentation. Regarding the oolithic bioclastic grainstone and oolithic peloidal grainstone they indicate more agitated waters of tidal bar or shoal environment of the internal platform. The diagenesis of the limestones is characterized by bioturbation and micritization, followed by cementation, silicification, dolomitization and pyritization. The mechanical compaction is evidenced by the presence of fractures, while stylolithes and dissolution seams indicate chemical compaction. The insoluble fraction is predominantly silty clay, and together with the sand fraction (> 62μm) constitutes 2 to 30% of the rock. The most abundant clay mineral is illite, followed by smectite and traces of chlorite and kaolinite. The climate during the deposition of the Itaituba Formation is considered to be moderate with a trend to aridity supported by the presence of Illite, smectite and feldspars. Furthermore, the terrigenous silty quartz in the limestones suggests eolic transport.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Keywords: Formação Itaituba
Carbonatos
Sedimentação e depósitos
Bacia do Amazonas
Monte Alegre - PA
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Faculdade de Geologia - FAGEO/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_PetrografiaCarbonatosFormacao.pdf36,92 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons