Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/1393
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Estressores laborais que acometem os profissionais do serviço móvel de urgência: uma abordagem à melhoria da qualidade de vida do profissional do atendimento pré-hospitalar móvel
metadata.dc.creator: MATOS JUNIOR, Jonas Melo de
MOURA, Paulo Cesar da Silva
metadata.dc.contributor.advisor1: JESUS, José Maria Barreto de
Issue Date: 2016
Citation: MATOS JUNIOR, Jonas Melo de; MOURA, Paulo Cesar da Silva. Estressores laborais que acometem os profissionais do serviço móvel de urgência: uma abordagem à melhoria da qualidade de vida do profissional do atendimento pré-hospitalar móvel. Orientador: José Maria Barreto de Jesus. 2016. 58 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Enfermagem) - Faculdade de Enfermagem, Instituto de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Pará, Belém, 2016. Disponível em: http://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/1393. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Esse trabalho teve como objetivo identificar os fatores estressores que acometem profissionais que atuam no serviço móvel de atendimento às urgências, assim como, dos mecanismos de enfrentamento que possam minimizar o estresse no ambiente de trabalho, e que por consequência proporcionem melhoria da qualidade de vida através de elaborações de medidas preventivas ao estresse laboral; foi delimitado dos anos de 2008 a 2015. Buscando maior integralidade no atendimento e considerando a mudança no perfil da morbidade e mortalidade por conta do aumento do número de mortes por causas externas, o Ministério da Saúde institui o serviço Pré-Hospitalar Móvel com a finalidade de diminuir os agravos e o tempo de atendimento do evento traumático ou clínico até a chegada a uma unidade de socorro especializada. Contudo, surgem nesse cenário elementos que influenciam de forma negativa o desenvolvimento dos atendimentos, esses fatores são definidos como ‘estressores’, e são percebidos pelos profissionais em diferentes setores como: carga de trabalho excessiva, condições insalubres, remuneração insuficiente, falta de treinamento e orientação, relações interpessoais problemáticas entre supervisores e subordinados; Podendo gerar: tensão muscular, insônia, desgaste físico, além de efeitos psicossociais que deterioram as relações pessoais e familiares. Desse modo, observa-se a ocorrência de consequências danosas a quem recebe o serviço e principalmente a quem o executa. Dessa forma, buscou-se detectar os enfrentamentos que possam minimizar os efeitos desgastantes durante a execução das atividades. A metodologia utilizada foi a revisão integrativa da literatura tendo como ferramenta norteadora, material já publicado sobre o tema em periódicos científicos nacionais disponíveis na BVS (Biblioteca Virtual em Saúde), LILACS (Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde), BDENF (Base de Dados de Enfermagem), MEDLINE (Medical Literature Analysis and Retrieval System Online) usando como descritores conforme os Descritores em Ciências da Saúde (DECS): Saúde, Profissional, Serviços Médicos de Emergência. Conclui-se que, medidas como: melhoria nas condições de trabalho, melhoria dos equipamentos, reposição de materiais, esclarecimento da população quanto ao serviço pré-hospitalar, terapia ocupacional/relaxamento, apoio psicológico, comunicação mais eficaz com os hospitais de referência, valorização salarial, avaliação periódica da qualidade de vida, requalificação, atividade física; Devem estar presentes nas políticas de prevenção e capacitação profissional; podendo estas serem ferramentas úteis para gestores em saúde repensarem a sua prática e direcionarem investimentos nesta área do conhecimento e na prestação do serviço de APH móvel.
Abstract: This study aimed to identify the stressors that affect professionals operating in the mobile service emergency, as well as the coping mechanisms that can minimize stress in the workplace, and therefore provide improved quality of life, through development of preventive measures to work stress, It was delimited the years 2008- 2015. Seeking greater comprehensiveness in care, and considering the change in the mortality profile due to the increase in the number of deaths from external causes, the Ministry of Health establishes the Prehospital Mobile service, in order to reduce injuries and the traumatic event or clinical service time to arrive the specialized unit. However, there are elements in this scenario that influence negatively the development of care, these factors are defined as ‘stressors’, and they are perceived by professionals in different sectors such: as excessive workload, unsanitary conditions, inadequate remuneration, lack of training and guidance, problematic interpersonal relationships between supervisors and subordinates; generating: muscle tension, insomnia, physical stress, and psychosocial effects that damage the personal and family relationships. Thus, there is the occurrence of harmful consequences to those who receive the service and especially who performs. Thus, it sought to detect the effects that can minimize the stressful effects during the execution of activities. The methodology used was the integrative review of the literature using the following tool, published material on the subject in national scientific journals available in VHL (Virtual Health Library), LILACS (Literatura LatinoAmericana e do Caribe em Ciências da Saúde), BDENF (Enfermagem Banco de Dados), MEDLINE (análise da literatura médica e Retrieval System on-line) using as descriptors, Descriptors in Health Sciences (DECS): Health, Professional, Emergency Medical Services. It follows that: improving working conditions, improvement of equipment, replacement materials, the population awareness about the pre-hospital service, occupational therapy/relaxation, psychological support, more effective communication with referral hospitals, salary enhancement, periodic assessment of quality of life, rehabilitation, physical activity; Must be present in the prevention and vocational training policies; these can be useful tools for health managers to rethink their practice and direcionarem investments in this area of knowledge and the provision of mobile APH service.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
Keywords: Urgência e emergência
Serviço
Saúde
Transporte
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Faculdade de Enfermagem - FAENF/ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_EstressoresLaboraisAcontecem.pdf908,48 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons