Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/1365
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Características demográficas, clínicas e terapêutica de pacientes com diagnóstico de gota atendidos no ambulatório de reumatologia da Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará
metadata.dc.creator: FRAZÃO, João Jorge Tsunematsu
metadata.dc.contributor.advisor1: SAUMA, Maria de Fátima Lobato da Cunha
Issue Date: 2017
Citation: FRAZÃO, João Jorge Tsunematsu. Características demográficas, clínicas e terapêutica de pacientes com diagnóstico de gota atendidos no ambulatório de reumatologia da Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará. Orientadora: Maria de Fátima Lobato da Cunha Sauma . 2017.48 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Medicina) – Faculdade de Medicina, Instituto de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Pará, Belém, 2017. Disponível em: http://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/1365. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Gota é uma artropatia causada pela deposição de cristais de monourato de sódio em articulações, como resultado da hiperuricemia. Mundialmente, configurando-se como a artropatia inflamatória mais comum entre os homens, com incidência crescente. Entretanto, não há dados epidemiológicos no estado do Pará–Brasil. OBJETIVO: Realizar levantamento das características epidemiológicas, clínicas e registrar o perfil da terapêutica medicamentosa administrada em pacientes com diagnóstico de Gota em acompanhamento no ambulatório de Reumatologia da Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará (FSCM-PA), vinculado à disciplina de Reumatologia da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Pará (UFPA). METODOLOGIA: Realizou-se estudo observacional transversal. Para levantamento e armazenamento das informações, utilizou-se o prontuário eletrônico MEDDIT®. Os dados coletados foram tabulados e descritos estatisticamente. RESULTADOS: Houve maior incidência do sexo masculino, com média de idade de 58 anos, a cor parda foi a mais recorrente e a maioria dos pacientes eram etilista ou ex-etilista. O clínico geral foi responsável pela maioria do primeiro atendimento, enquanto que o reumatologista diagnosticou 78% dos casos. As comorbidades mais associadas aos pacientes com diagnóstico de gota foram hipertensão arterial sistêmica, sobrepeso/obesidade e Síndrome Metabólica. A associação entre Alopurinol e Colchicina foi a terapêutica medicamentosa mais utilizada, em 63% dos casos. CONCLUSÕES: Concluiu-se que Artrite Gotosa prevalece na região estudada entre homens, pardos, casados e acima de 40 anos de idade. Variáveis como o consumo alcoólico e a Síndrome Metabólica mostraram-se associadas à incidência da patologia. O perfil terapêutico medicamentoso baseia-se na associação entre Alpurinol e Colchina. Dessa forma, essa melhor compreensão sobre o padrão de pacientes com gota em centros de atendimento médico público no Brasil permitirá embasar as políticas públicas de saúde, colaborando na alocação racional dos recursos e na definição de prioridades para o setor. METODOLOGIA: Realizou-se estudo observacional transversal. Para levantamento e armazenamento das informações, utilizou-se o prontuário eletrônico MEDDIT®. Os dados coletados foram tabulados e descritos estatisticamente. RESULTADOS: Houve maior incidência do sexo masculino, com média de idade de 58 anos, a cor parda foi a mais recorrente e a maioria dos pacientes eram etilista ou ex-etilista. O clínico geral foi responsável pela maioria do primeiro atendimento, enquanto que o reumatologista diagnosticou 78% dos casos. As comorbidades mais associadas aos pacientes com diagnóstico de gota foram hipertensão arterial sistêmica, sobrepeso/obesidade e Síndrome Metabólica. A associação entre Alopurinol e Colchicina foi a terapêutica medicamentosa mais utilizada, em 63% dos casos. CONCLUSÕES: Concluiu-se que Artrite Gotosa prevalece na região estudada entre homens, pardos, casados e acima de 40 anos de idade. Variáveis como o consumo alcoólico e a Síndrome Metabólica mostraram-se associadas à incidência da patologia. O perfil terapêutico medicamentoso baseia-se na associação entre Alpurinol e Colchina. Dessa forma, essa melhor compreensão sobre o padrão de pacientes com gota em centros de atendimento médico público no Brasil permitirá embasar as políticas públicas de saúde, colaborando na alocação racional dos recursos e na definição de prioridades para o setor. METODOLOGIA: Realizou-se estudo observacional transversal. Para levantamento e armazenamento das informações, utilizou-se o prontuário eletrônico MEDDIT®. Os dados coletados foram tabulados e descritos estatisticamente. RESULTADOS: Houve maior incidência do sexo masculino, com média de idade de 58 anos, a cor parda foi a mais recorrente e a maioria dos pacientes eram etilista ou ex-etilista. O clínico geral foi responsável pela maioria do primeiro atendimento, enquanto que o reumatologista diagnosticou 78% dos casos. As comorbidades mais associadas aos pacientes com diagnóstico de gota foram hipertensão arterial sistêmica, sobrepeso/obesidade e Síndrome Metabólica. A associação entre Alopurinol e Colchicina foi a terapêutica medicamentosa mais utilizada, em 63% dos casos. CONCLUSÕES: Concluiu-se que Artrite Gotosa prevalece na região estudada entre homens, pardos, casados e acima de 40 anos de idade. Variáveis como o consumo alcoólico e a Síndrome Metabólica mostraram-se associadas à incidência da patologia. O perfil terapêutico medicamentoso baseia-se na associação entre Alpurinol e Colchina. Dessa forma, essa melhor compreensão sobre o padrão de pacientes com gota em centros de atendimento médico público no Brasil permitirá embasar as políticas públicas de saúde, colaborando na alocação racional dos recursos e na definição de prioridades para o setor.
Abstract: BACKGROUND: Gout is an arthropathy caused by the deposition of crystals of sodium monourate in joints as a result of hyperuricemia. Globally, it became the most common inflammatory arthropathy among men, with a growing incidence. However, there is no data about Pará - Brazil specifically. OBJECTIVE: Describe the epidemiological and clinical characteristics of patients with Gout in ambulatory follow-up at the Rheumatology Department of the Federal University of Pará (UFPA). METHODS: A cross-sectional observational study was performed with 33 patients with gout, attended by the Rheumatology Service of the Federal University of Pará (UFPA) at the Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará (FSCM-PA). For the collection and storage of the information, the MEDDIT® electronic medical record was used. The data collected were tabulated and statistically described. RESULTS: It was observed that there was a higher incidence in males, with a mean age of 58 years, being the most recurrent brown color. The general practitioner was responsible for most of the first care, while the rheumatologist diagnosed 78% of the cases. The comorbiities most associated to patients with gout diagnosis were Systemic arterial hypertension and Metabolic Syndrome. CONCLUSION: It was concluded that Gouty arthritis prevails in the region studied among men, mulattos, married and over 40 years age. Variables such as alcohol consumption and a Metabolic Syndrome have been shown to be associated with the incidence of pathology. The therapeutic drug profile is based on the association between Alpurinol and Colchina.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::EPIDEMIOLOGIA
Keywords: Epidemiologia
Diagnóstico
Gota
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source.uri: Disponível na Internet via correio eletrônico: bdm@ufpa.br
Appears in Collections:Faculdade de Medicina - FAMED/ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_CaracteristicasDemograficasClinicas.pdf688,23 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons