Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/1284
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Efeitos adversos causados pelo esquema de tratamento básico da tuberculose em um hospital universitário de referência no tratamento de tuberculose
metadata.dc.creator: MONTEIRO, Edinelson Rodrigues
SANTOS, Raderi Luiz Cardoso dos
metadata.dc.contributor.advisor1: SALES, Lúcia Helena Messias
Issue Date: 2017
Citation: MONTEIRO, Edinelson Rodrigues; SANTOS, Raderi Luiz Cardoso dos. Efeitos adversos causados pelo esquema de tratamento básico da tuberculose em um hospital universitário de referência no tratamento de tuberculose. Orientadora: Lúcia Helena Messias Sales. 2017. 65 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Medicina) - Faculdade de Medicina, Instituto de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Pará, Belém, 2017. Disponível em: http://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/1284 . Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Introdução: A tuberculose é uma doença infectocontagiosa de ocorrência mundial, sendo considerado atualmente um problema de saúde pública. O tratamento é realizado com quatro fármacos nos dois primeiros meses, e dois fármacos nos quatro meses seguintes, ambos com dose fixas combinadas. Apesar de sua eficácia, essas drogas podem ocasionar efeitos adversos, que podem implicar no controle da tuberculose. Objetivo: Descrever os efeitos adversos causados pelo esquema de tratamento básico da tuberculose preconizado pelo Ministério da Saúde. Casuística e Método: estudo retrospectivo, observacional, transversal dos prontuários de pacientes com tuberculose tratados com o esquema básico no Hospital Universitário João de Barros Barreto, em Belém, Pará, no período de 2015 e 2016. Os dados estatísticos foram apresentados através de frequências absoluta e relativa. Resultados: A amostra incluiu 198 pacientes, sendo (53,54%) do gênero masculino. A idade variou entre 10-89 anos, com predomínio da faixa entre 40-49 (21,71%) anos e média de idade de 43 ± 17,3 anos. Houve predomínio dos pacientes procedentes de Belém com (67,67%). Cerca de (59,1%) exibiram uma ou mais comorbidade. Do total de pacientes, (80,3%) eram casos novos, a forma pulmonar isolada foi a mais diagnosticada (63,14%) dos casos. Houve efeitos adversos em (48,9%) dos pacientes. A frequência de efeitos adversos menores foi de (87,82%), e a dos efeitos maiores de (12,18%). O envolvimento gastrointestinal e o cutâneo foram os mais frequentes (48,74% e 37,05%, respectivamente). Os efeitos adversos foram mais prevalentes no primeiro mês de tratamento (36,55%). Em (9,6%) dos pacientes, houve a necessidade de mudança do esquema terapêutico, e destes, (73,68%) devido a hepatite medicamentosa. Cerca de (11,61%) abandonaram o tratamento. Conclusão: As taxas de efeitos adversos com o atual esquema de tratamento foram semelhantes aos encontrados no esquema I de tratamento. A maior frequência de efeitos adversos ocorreu no primeiro mês de tratamento. O abandono de tratamento ocorreu em uma frequência alta, sendo necessária a elaboração de estratégias para a diminuição desta. Apenas em um número pequeno de pacientes houve necessidade de mudança no esquema terapêutico. Dada a relevância do tema, estudos prospectivos nesse sentido são necessários.
Abstract: Introduction: Tuberculosis is a globally occurring infectious disease and is currently considered a public health problem. The treatment is performed with four drugs in the first two months, and the drugs in the next four months, both with fixed fixed doses combined. Despite their effectiveness, these drugs can cause adverse effects, which may imply in the control of tuberculosis. Objective: To describe the adverse effects caused by the basic tuberculosis treatment scheme recommended by the Brazilian Ministry of Health. Methods: Retrospective, cross-sectional study of medical records of tuberculosis patients treated with the basic regimen at the João de Barros Barreto University Hospital, in Belém, Pará, in the period of 2015 and 2016. The statistical data were presented through absolute and relative frequencies. Results: The sample included 198 patients, being (53.54%) male. Age ranged from 10-89 years, with a predominance of 40-49 (21.71%) years and a mean age of 43 ± 17.3 years. There was a predominance of patients coming from Belém with (67.67%). About (59.1%) had one or more comorbidities. Of the total number of patients, (80.3%) were new cases, the isolated pulmonary form was the most diagnosed (63.14%) of the cases. There were adverse effects in (48.9%) patients. The frequency of minor adverse effects was (87.82%), and that of the greater effects of (12.18%). The gastrointestinal and cutaneous involvement were the most frequent (48.74% and 37.05%, respectively). Adverse effects were more prevalent in the first month of treatment (36.55%). In 9.6% of the patients, there was a need to change the therapeutic regimen, and of these, (73.68%) due to drug hepatitis. About (11.61%) abandoned treatment. Conclusion: The adverse effects rates with the current treatment regimen were similar to those found in treatment I. The highest frequency of adverse events occurred within the first month of treatment. Treatment abandonment occurred at a high frequency, and it was necessary to devise strategies to reduce it. Only in a small number of patients was there a need to change the therapeutic regimen. Given the relevance of the topic, prospective studies in this sense are necessary.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::SAUDE PUBLICA
Keywords: Tuberculose
Esquema básico
Efeitos adversos
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source.uri: Disponível na internet via correio eletrônico: bibsaude@ufpa.br
Appears in Collections:Faculdade de Medicina - FAMED/ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_EfeitosAdversosCausados.pdf1,14 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons