Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/1280
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Análise dos métodos não invasivos de avaliação hepática em pacientes portadores de hepatite c crônica no ambulatório de hepatologia da Universidade Estadual do Pará, entre os anos de 2014 e 2016
metadata.dc.creator: SANTOS, Marcos Vinicios Rodrigues dos
SILVA, Paulo Henrique Cândido Lopes da
metadata.dc.contributor.advisor1: BRILHANTE, Vânia Cristina Ribeiro
Issue Date: 2017
Citation: SANTOS, Marcos Vinicios Rodrigues dos; SILVA, Paulo Henrique Cândido Lopes da. Análise dos métodos não invasivos de avaliação hepática em pacientes portadores de hepatite c crônica no ambulatório de hepatologia da Universidade Estadual do Pará, entre os anos de 2014 e 2016. 2017. 47 f. Orientadora: Vânia Cristina Ribeiro Brilhante. 2017. 47 f.Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Medicina) - Instituto de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Pará, Belém, 2017. Disponível em: http://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/1280. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: As doenças hepáticas crônicas, em especial a hepatite C crônica, cursam ou podem cursar de maneira silenciosa durante anos até se manifestarem com complicações como cirrose, hipertensão porta e hepatocarcinoma. Dessa forma é fundamental obter um diagnóstico antes destas manifestações. Os métodos não invasivos para avaliação de fibrose são alternativas cada vez mais usadas, em detrimento à biópsia hepática, uma vez que permitem a avaliação de fibrose hepática em qualquer estágio, principalmente nos mais avançados, não é avaliador dependente, possuem poucas contraindicações e não trazem riscos adicionais ao paciente. Trata-se de um estudo observacional analítico do tipo transversal, através de análise de prontuários de pacientes atendidos em um ambulatório de hepatologia de Belém. Os prontuários deveriam conter exames de biópsia hepática, elastografia transitória e exames laboratoriais que permitissem o cálculo de APRI e de FIB 4. Na análise estatística, as variáveis qualitativas foram caracterizadas segundo suas frequências absolutas e relativas, utilizando o teste de Shapiro-Will para as variáveis qualitativas e quantitativas. Para avaliação da relação entre os testes não invasivos e a caracterização Metavir, foi usado o teste de Kruskal-Wallis. Para a análise da sensibilidade, especificidade, acurácia e demais testes de inferência foi feita, foi utilizada a biópsia hepática como teste diagnóstico padrão ouro. Além disso, foram avaliados novos pontos e corte segundo curva ROC e área sob a curva. Dos 97 prontuários analisados, 40 atendiam aos critérios de inclusão e exclusão. A média de idade dos pacientes incluídos na análise foi de 58,25 (dp = 11,48). O genótipo 1 foi o mais prevalente, seguido do genótipo 3. Não ouve um equilíbrio nos estágios, segundo a classificação Metavir, do grupo estudado. Do total, 21 pacientes apresentavam graus avançados de fibrose hepática (F3 e F4). O Fibroscan obteve 100% na avaliação de sensibilidade, especificidade, valor preditivo positivo (VPP) e valor preditivo negativo (VPN), com significância estatística (p<0,001), diferentemente do FIB-4 e do APRI, que não apresentou valores de significância. O Fibroscan obteve 1,000 na avaliação da área sob a curva, enquanto FIB-4 e APRI resultaram em 0,701 e 0,751, respectivamente. O acurácia do Fibroscan foi de 100%. A prevalência do genótipo viral 1 não é exclusiva desta região, ela segue um padrão mundial, assim como em segundo lugar está o genótipo 3, seguido do 2. A distribuição dos pacientes, segundo a escala Metavir, não demonstrou predominância significativa de nenhum grupo, neste ou nos outros trabalhos verificados. O Fibroscan, através de estudo com 349 pacientes portadores de variadas doenças hepáticas crônicas, apresentou valores de AUROC de 0,87 para fibrose severa (F3/F4) e de 0,90 para cirrose hepática. A elastografia transitória se mostrou uma alternativa eficaz no estadiamento de fibrose hepática possuindo boa correlação com o índice Metavir, possuindo excelente sensibilidade e especificidade. Devido distintos valores de corte propostos entre os estudos, a sensibilidade e a especificidade tiveram grandes variações para o FIB-4 e APRI, onde todos os pontos de cortes foram menores que os predefinidos em protocolos nacionais, sendo necessário uma maior discussão sobre a possibilidade de reduzir estes postos para que seja seguro escolher estes métodos em detrimento à biópsia.
Abstract: Chronic hepatic diseases, especially the chronic hepatitis C, may go on in a silent manner for years until they manifest with complications such as cirrhosis, portal hypertension and hepatocarcinoma. Whats make it is essential to make a diagnosis before these manifestations. Noninvasive methods for evaluating fibrosis are alternatives to hepatic biopsy, which allow assessment of liver fibrosis at any stage, especially in the more advanced stages, these alternative methods are not a operator-dependent, they has few contraindications and they presents no risk to the patient. The present study is an observational and cross-sectional. This article use charts of patients treated at a one Belém hepatology outpatient clinic. The medical records should include liver biopsy, transient elastography, and laboratory tests to allow the calculation of APRI and FIB 4. In the statistical analysis, the qualitative variables were characterized according to their absolute and relative frequencies, using the Shapiro-Will test for qualitative and quantitative variables. The KruskalWallis test was used to evaluate the relationship between noninvasive tests and the Metavir characterization. For the analysis of sensitivity, specificity, accuracy and other inference tests were made hepatic biopsy used as the gold standard diagnostic test. In addition, new points and cut second ROC curve and the area under the curve were evaluated. The genotype 1 was the most prevalent, followed by 3. There was a balance in the stages, according to the Metavir classification of the studied group. The total of 21 patients had advanced degrees of hepatic fibrosis (F3 and F4). From 97 charts analyzed, 40 was included following the criterias. The mean age was 58.25 (SD = 11.48). The fibroscan demonstrated 100% sensitivity, specificity, positive predictive value (PPV) and negative predictive value (NPV), with statistical significance (p <0.001), unlike FIB-4 and APRI, which did not present significance values. Fibroscan obtained 1,000 in the area under the curve, while FIB-4 and APRI resulted in 0.701 and 0.751, respectively. The Fibroscan accuracy was 100%. The prevalence of viral genotype 1 is not unique to this region. It follows a world standard, just as second is genotype 3, followed by 2. The prevalence of viral genotype 1 is not unique to this region. It follows a worldwide pattern, as in the second place is genotype 3, followed by 2. The distribution of patients did not show a significant predominance of any group in this or other verified works. Fibroscan, through a study of 349 patients with various chronic liver diseases, presented AUROC values of 0.87 for severe fibrosis (F3 / F4) and 0.90 for hepatic cirrhosis. It was shown to be an effective alternative in the staging of liver fibrosis and having a good correlation with the Metavir index. In addition, it has an excellent sensitivity and specificity. Due to the different cut-off values proposed between the studies, sensitivity and specificity. They had great variations for FIB-4 and APRI, where all cut-off points were smaller than those defined in national protocols, requiring further discussion about the possibility of reduce these positions so that it is safe to choose these methods over biopsy.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::GASTROENTEROLOGIA
Keywords: Vírus
Hepatite C
Biópsia hepática
Elastografia hepática
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source.uri: Disponível na internet via correio eletrônico: bibsaude@ufpa.br
Appears in Collections:Faculdade de Medicina - FAMED/ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_AnaliseMetodosInvasivos.pdf436,84 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons