Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdm.ufpa.br:8443/jspui/handle/prefix/1203
Compartilhar:
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação
Title: Relações hipsométricas e classificação da capacidade produtiva de Eucalyptus urophylla, na região do Jari, no Pará
metadata.dc.creator: SILVA, Marcela Aranha da
metadata.dc.contributor.advisor1: MENEZES, Marlon Costa de
Issue Date: 2018
Citation: SILVA, Marcela Aranha da. Relações hipsométricas e classificação da capacidade produtiva de Eucalyptus urophylla, na região do Jari, Pará. Orientador: Marlon Costa de Menezes. 2018. 19 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Faculdade de Engenharia Florestal, Universidade Federal do Pará, Campus de Altamira, Altamira, 2018. Disponível em:<http://bdm.ufpa.br/jspui/handle/prefix/1203> Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho teve por objetivo avaliar modelos lineares para modelagem das relações hipsométricas e avaliar dois diferentes métodos de classificação da capacidade produtiva de um povoamento de Eucalyptus urophylla. Foram ajustados três modelos lineares para estimativa das relações hipsométricas e dois métodos para classificação de sítio. Os dados são provenientes de um plantio clonal não desbastados de Eucalyptus urophylla, pertencentes a empresa Jari Celulose Papel e embalagens S/A (Jari Florestal e Agropecuária). Foram testados três modelos lineares, onde foi utilizado como variável dependente altura total (Ht) e como variável independente o diâmetro altura do peito (DAP). Aplicou-se a técnica da regressão linear pelo método dos mínimos quadrados ordinários aos três modelos testados. Para gerar as curvas de índice de sítio foi ajustado o modelo de Schumacher, para os métodos da Curva-Guia e Equação das Diferenças. Os modelos testados nesse trabalho foram avaliados com as estatísticas: erro padrão da estimativa percentual (Syx%), coeficiente de determinação ajustado (R²ajust) e com a distribuição gráfica dos resíduos. De acordo com as análises estatísticas dos modelos, para a estimativa do crescimento em altura, o modelo de Stofels foi superior em relação aos outros dois modelos ajustados, com R2 0,8006 e o Sxy 11,92%. Para classificação da capacidade produtiva, o método da Curva Guia apresentou o R2 0,8943 e o Sxy 6,73%, por isso obteve uma melhor precisão em comparação ao método da equação das diferenças. Assim, o modelo escolhido para estimar Ht foi o modelo de Stofels e o método da Curva Guia foi escolhido para explicar a capacidade produtiva.Palavras-Chave: modelo de Curtis, método da equação das diferenças, método da curva guia foi escolhido para explicar a capacidade produtiva.
Abstract: The objective of this work was to evaluate linear models for modeling hypsometric relationships and to evaluate two different methods for classifying the productive capacity of a Eucalyptus urophylla stand. Three linear models were estimated to estimate the hypsometric relationships and two methods for site classification. The data come from an unclassified clonal planting of Eucalyptus urophylla, belonging to Jari Celulose Papel and S /A (Jari Florestal and Agropecuária). Three linear models were tested, where total height (Ht) was used as the dependent variable and the breast height diameter (DAP) was used as the independent variable. The linear regression technique was applied by the least squares method to the three models tested. To generate the site index curves the Schumacher model was adjusted for the Guidance Curve and Equation of Differences methods. The models tested in this work were evaluated with the statistics: standard error of the percentage estimate (Syx%), adjusted coefficient of determination (R²ajust) and with the graphical distribution of the residues. According to the statistical analyzes of the models, for the estimation of height growth, the Stofels model was superior in relation to the other two adjusted models, with R2 0,8006 and Sxy 11,92%. For the classification of productive capacity, the Guide Curve method presented R2 0.8943 and Sxy 6.73%, so it obtained a better precision in comparison with the method of the difference equation. Thus, the model chosen to estimate Ht was the Stofels model and the Guide Curve method was chosen to explain the productive capacity.
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::MATEMATICA::ALGEBRA
CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL
Keywords: Modelo de Curtis
Método da equação das diferenças
Método da curva guia
Inventário florestal
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD ROM
Appears in Collections:Faculdade de Engenharia Florestal - FEF/CALTA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC _RelacoesHipsometricasClassificacao.pdf691,26 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons